Publicidade

quinta-feira, 17 de abril de 2014 Cidades | 07:00

Até oposição se diz surpresa com suspensão de audiências do Plano Diretor de SP

Compartilhe: Twitter

A decisão judicial que suspendeu as audiências do Plano Diretor da cidade de São Paulo pegou até os vereadores da oposição de surpresa, que consideram a medida prejudicial para o trâmite do projeto.

A Justiça acolheu um pedido da Associação Preserva São Paulo que alega que as audiências têm sido convocadas “em desacordo com os princípios da plena informação, da publicidade, eficiência e da supremacia do interesse público, pois, de forma arbitrária, o calendário proposto se inviabiliza aos munícipes e interessados delas participarem, vez que o objeto de discussão das audiências o substitutivo ao PL 0688/2013 é desconhecido pela população.”

“Quando um desembargador solta informação que encontrou fragilidade no projeto, quem recebe essa mensagem assusta. O que houve é que os textos que estavam na internet eram diferente dos impressos porque é um trabalho de atualização constante, o texto ia mudando conforme aconteciam as audiência. Não foi maldade, não foi nada sacana”, explicou o vereador Police Neto (PSD-SP).

Leia tambémPlano Diretor de São Paulo terá primeira audiência pública no sábado

 

Autor: Tags: , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.