Publicidade

quinta-feira, 17 de abril de 2014 Justiça | 18:00

Janot determina que MP da Bahia investigue mortes durante greve de policiais

Compartilhe: Twitter

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, determinou hoje ao procurador-geral da Justiça do Ministério Público da Bahia, Márcio Fahel, que a instituição “apure de forma exemplar” os homicídios ocorridos durante a greve da Polícia Militar no estado.

Janot esteve em Salvador reunido com representantes dos ministérios públicos federal e estadual. A greve foi suspensa após determinação judicial.  Os bens de Marco Prisco, diretor-geral da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares no Estado (Aspra) e vereador em Salvador pelo PSDB, foram bloqueados pela Justiça.

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia registrou 39 homicídios em Salvador e região metropolitana durante pouco mais de 42 horas de greve.

Leia também: Jaques Wagner chama policiais grevistas de intrasigentes

Autor: Tags: , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.