Publicidade

terça-feira, 22 de abril de 2014 Congresso | 11:00

Deputados custam a se entender sobre a reforma política

Compartilhe: Twitter

A PEC da reforma política, que saiu do grupo de trabalho liderado pelo petista Cândido Vaccarezza (PT-SP), está na pauta da reunião de hoje na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), mas o texto ainda custa a andar.  “Não vai ter acordo no colégio de líderes e, quando isso acontece, dificilmente o presidente insiste em manter na pauta”, afirmou o deputado Nilmário Miranda (PT-MG).

Leia também: ‘Estou rezando para o STF votar logo’, diz presidente da CCJ sobre reforma política

No texto, relatado por Leonardo Picciani (RJ), está em questão nada menos que o financiamento privado das campanhas eleitorais. O texto também trata de outras propostas de mudança nas regras, como voto facultativo.

Em paralelo, corre a articulação do PL 6316/2013, de autoria da deputada Luiza Erundina (PSB-SP). O plano é lançar nesta tarde a Coalizão Parlamentar pela Reforma Política Democrática. O grupo conta com parlamentares do próprio PT, PSB e PCdoB, entre outros partidos – além do apoio de entidades como OAB e CNBB.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.