Publicidade

quarta-feira, 7 de maio de 2014 Congresso | 06:00

Aos poucos, PT e governo enfraquecem grupo de André Vargas na Câmara

Compartilhe: Twitter
Deputado federal André Vargas, atualmente sem partido. (Foto: Agência Brasil)

Deputado federal André Vargas, atualmente sem partido. (Foto: Agência Brasil)

Ao eleger ontem o líder do governo, Alexandre Chinaglia (PT-SP), como novo vice-presidente da Câmara, o PT deu mais um golpe no já enfraquecido grupo que dava sustentação ao deputado André Vargas (PT-PR) na Câmara.

O ex-ministro Luiz Sérgio (PT-RJ), que saiu derrotado da disputa, era um dos petistas que apoiaram o antigo colega de partido desde que vieram à tona as notícias de seu envolvimento com o doleiro Alberto Youssef. Nesse mesmo time, entram nomes como José Mentor (PT-SP), Cândido Vaccarezza (PT-SP), Devanir Ribeiro (PT-SP), Vicente Cândido (PT-SP), entre outros.

Foi pelo nome de Chinaglia que boa parte da bancada trabalhou nas últimas semanas, com orientação expressa do Palácio do Planalto. E, desde a semana passada, alguns deputados mais próximo ao governo já adiantavam que a escolha de Chinaglia estava praticamente certa.

 

Autor: Tags: ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.