Publicidade

sexta-feira, 23 de maio de 2014 Congresso | 10:30

Deputados instalam frente parlamentar em defesa das comunidades de terreiro

Compartilhe: Twitter
Ato dos povos de terreiro, no Congresso Nacional. (Foto: Mel Bleil Gallo / IG Brasília)

Ato dos povos de terreiro, no Congresso Nacional. (Foto: Mel Bleil Gallo / IG Brasília)

Deputados se articularam para instalar, finalmente, a Frente Parlamentar em Defesa das Comunidades de Terreiro. A mobilização veio após a polêmica decisão do juiz Eugênio Rosa de Araújo, de acordo com a qual Umbanda e Candomblé não poderiam ser considerados religião.

Assista ao vídeo: Em protesto, religiões de matriz africana fazem roda de terreiro no Congresso Nacional

Após intensa mobilização social, o juiz se retratou quanto à declaração, mas manteve a decisão de não retirar os vídeos ofensivos à umbanda e ao candomblé do ar como solicitado na ação do Ministério Público.

Aproveitando o momento, deputados como Érika Kokay (PT-DF), Janete Pietá (PT-SP), Valmir Assunção (PT-BA), Amauri Teixeira (PT-BA) e Domingos Dutra (SDD-MA) se mobilizaram para conseguir o mínimo de assinaturas e concluir a instalação da frente, em ato marcado para o dia 27 de maio.

 

Autor: Tags: , , , , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.