Publicidade

sexta-feira, 23 de maio de 2014 Justiça | 19:30

MST e parlamentares pedem trabalho externo para condenados do mensalão

Compartilhe: Twitter
Coordenador nacional do MST, João Pedro Stédile. (Foto: Joka Madruga / Pastoral da Juventude Rural)

Coordenador nacional do MST, João Pedro Stédile. (Foto: Joka Madruga / Pastoral da Juventude Rural)

O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra entregará ao STF, no próximo dia 29, um documento que reivindica o direito de trabalho externo aos condenados pelo julgamento do mensalão.

Leia mais: Ao vetar trabalho a Dirceu, Barbosa endurece execução penal do mensalão

Na última quarta-feira, o coordenador nacional do MST esteve no Congresso Nacional e conseguiu a assinatura de diversos parlamentares como os senadores Eduardo Suplicy (PT-SP), Paulo Paim (PT-RS), Humberto Costa (PT-RN), Ana Rita (PT-ES), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Inácio Arruda (PCdoB-CE) e os deputados Valmir Assunção (PT-BA) e Marcon (PT-RS).

No texto, movimentos e parlamentares reafirmam o posicionamento de que todo o julgamento da Ação Penal 470 pelo Supremo Tribunal Federal teve um caráter “político”, que se manifesta ainda hoje, nas últimas decisões.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,