Publicidade

quinta-feira, 29 de maio de 2014 Eleições | 20:27

Com portaria revogada, Pastor Everaldo terá de buscar nova bandeira eleitoral

Compartilhe: Twitter
Pastor Everaldo (PSC)

Pastor Everaldo (PSC)

As comemorações do PSC após a revogação da portaria 415 – que regulamentava a realização do aborto no SUS, nos casos já previstos em lei – foram menores que o imaginado.

Leia mais: Ministério da Saúde cede à pressão religiosa e revoga portaria sobre aborto

O presidenciável Pastor Everaldo (PSC) pretendia usar a crítica sobre uma suposta legalização do aborto para atacar frontalmente a presidente Dilma Rousseff nas eleições e já tinha até uma preparado uma Ação Direta de Inconstitucionalidade para levar ao STF.

A pressão religiosa foi tanta, porém, que o ministro da Saúde, Arthur Chioro, se antecipou e decidiu revogar a portaria antes que o assunto gerasse mais polêmica. Agora, internamente, o partido já está revendo a estratégia midiática.

Autor: Tags: , , , , ,