Publicidade

sexta-feira, 13 de junho de 2014 Copa 2014 | 12:54

Xingamentos permitiram que reação de Dilma às vaias saísse melhor que encomenda

Compartilhe: Twitter

A maneira como o governo reagiu às vaias e xingamentos recebidos pela presidente Dilma Rousseff foi cuidadosamente preparada, mas o fato é que o resultado saiu bem melhor que a encomenda.

Dilma Rousseff (foto: Alan Sampaio)

Dilma Rousseff (foto: Alan Sampaio)

As manifestações já eram mais que esperadas pelo Palácio do Planalto e pela campanha presidencial petista. Mas, antes da cerimônia, o plano era apenas minimizar as reações tirando o discurso do script e tratar as manifestações como algo corriqueiro, que atingiria qualquer governante – como aliás já ocorreu com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Dilma, em tese, sairia calada.

Mas os xingamentos e palavrões lançados contra a presidente logo após a cerimônia de abertura da Copa, viraram peça fundamental para sustentar o discurso feito hoje pela presidente, em Brasília.

Foi ali que ela ganhou a oportunidade de dizer que as ofensas verbais não a enfraquecem e de relembrar os tempos de militância ao dizer que foi alvo de agressões físicas “quase insuportáveis” no passado.

E Dilma não respondeu sozinha aos ataques. Vários ministros estão mobilizados para investir no mesmo discurso.

 Blog do Kennedy: Xingamento à presidente faz mal à política e ao país

Autor: Tags: , , ,