Publicidade

sexta-feira, 20 de junho de 2014 Justiça | 10:30

Censo do judiciário incentiva disputa do movimento negro por indicação ao STF

Compartilhe: Twitter
O Ministro do STF Joaquim Barbosa (Foto: STF Notícias)

O Ministro do STF Joaquim Barbosa (Foto: STF Notícias)

Com os resultados do último censo do judiciário realizado pelo Conselho Nacional de Justiça, o movimento negro engrossará a lista de argumentos para que a próxima indicação da presidente Dilma Rousseff ao Supremo Tribunal Federal seja a de uma pessoa negra.

Segundo os dados divulgados, apenas 1,4% dos juízes se auto-intitulam negros. Por outro lado, 84,5% se apresentam como homens brancos, heterossexuais, casados e com filhos.

Na última semana, foi entregue à presidente Dilma um manifesto, com sugestões de nomes para preencher a vaga aberta por Joaquim Barbosa. A expectativa do grupo é de que Dilma repita o gesto afirmativo realizado na indicação da ministra Rosa Weber, que substituiu a então ministra Ellen Gracie, preservando a proporcionalidade de gênero.

Leia também: Ministro Joaquim Barbosa deixa relatoria da execução penal do mensalão

 

Autor: Tags: , ,