Publicidade

quarta-feira, 8 de outubro de 2014 Eleições | 07:30

Mulheres negras têm mais dificuldade em se reeleger

Compartilhe: Twitter
Ex-coordenadora da bancada feminina da Câmara dos Deputados, Janete Pietá (PT-SP). Foto: Divulgação

Ex-coordenadora da bancada feminina da Câmara dos Deputados, Janete Pietá (PT-SP). Foto: Divulgação

Dos 43 deputados negros eleitos para a atual legislatura, apenas 24 seguirão com seus mandatos. A proporção é levemente menor do que o índice de reeleição observado na Câmara dos Deputados como um todo, onde 56,5% candidatos estarão de volta nos próximos quatro anos.

Entre as mulheres, porém, a dificuldade é significativamente maior. Das sete deputadas negras eleitas em 2010, somente a baiana Luciana Santos (PCdoB) e a carioca Benedita da Silva (PT) conseguiram renovar seus mandatos.

Já a ex-coordenadora da bancada feminina Janete Pietá (PT-SP) e as deputadas federais Andréia Zito (PSDB-RJ) e Dalva Figueiredo (PT-AP) não obtiveram votos suficientes.

Além delas, a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB-AC) tentou uma vaga pelo Senado do Acre, mas ficou em segundo lugar na disputa contra Gladson Cameli (PP-AC). Recordista em ausências, a deputada federal Nice Lobão, esposa do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, não se candidatou nestas eleições.

Autor: Tags: , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.