Publicidade

quinta-feira, 27 de novembro de 2014 Congresso | 07:30

Presidente da Câmara arquiva representação de Érika Kokay contra Bolsonaro

Compartilhe: Twitter
O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ). Foto: Agência Câmara

O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ). Foto: Agência Câmara

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo alves (PMDB-RN), decidiu arquivar o pedido de representação apresentado na última semana pela deputada federal Érika Kokay (PT-DF) contra o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ).

No documento, Érika afirmava que Bolsonaro havia usado um “palavreado grosseiro, hostil e agressivo, com a clara intenção de ofender além do propósito de intimidar”. A petista critica especificamente o uso de expressões como “meu ouvido não é penico” e “devia matar mais”, usadas por Bolsonaro ao ouvir o relato da morte de um jovem goiano por policiais.

De acordo com Alves, os fatos narrados são “expressivos do legítimo embate político-partidário e ideológico” e não constituem falta de decoro parlamentar. Com o arquivamento, o processo não precisará passar pela Corregedoria, nem pelo Conselho de Ética.

Autor: Tags: , , , ,