Publicidade

sexta-feira, 28 de novembro de 2014 Partidos | 09:00

PT pede mais ‘liberdade de pensamento’ em relação ao governo

Compartilhe: Twitter
A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

Diante da expectativa de que o governo abafe as críticas do PT à montagem do novo governo, o que não falta é gente reclamando que os tempos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixam saudade. Na época, diz um dirigente partidário, o partido tinha mais “liberdade de pensamento” e havia espaço para que o partido “discordasse respeitosamente” do governo federal em determinadas ocasiões.

Diante das queixas do PT à montagem do novo ministério, o governo entrou em campo nos últimos dias e se encarregou de garantir que as alas mais à esquerda do partido serão controladas na reunião do diretório nacional da sigla, nesta sexta-feira.

Dilma sinalizou que vai dar andamento a indicações da cota do partido na Esplanada e acertou com a corrente majoritária da legenda que a reunião tem que servir para referendar o governo e não para “criar problema”. Em resumo, a ordem é que “ninguém dê trabalho” à presidente. Dilma também confirmou presença na reunião, o que por si só ajuda a esfriar eventuais queixas.

 

 

Autor: Tags: , , ,