Publicidade

terça-feira, 20 de janeiro de 2015 Congresso | 20:22

‘É inacreditável a vocação do PT para o crime’, diz deputado tucano

Compartilhe: Twitter
O deputado federal Carlos Sampaio (PSDB-SP). Foto: George Gianni

O deputado federal Carlos Sampaio (PSDB-SP). Foto: George Gianni

Diante da suspeita de que o governo federal estaria negociando cargos nos estados em troca de apoio ao candidato petista à presidência da Câmara, Arlindo Chinaglia (SP), o PSDB tentará convocar o ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Pepe Vargas, para dar explicações ao Congresso Nacional.

Leia também: Chinaglia nega oferecimento de cargos por apoio

Mesmo antes de ouvir a versão do ministro petista responsável pelo diálogo entre o Planalto e o Congresso, o ex-líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), preferiu a tática de atirar para então perguntar e elevou o tom da crítica.

“É inacreditável a vocação do PT para o crime”, disse Sampaio, que atua também como coordenador jurídico do diretório nacional do PSDB. “Nem bem começou a nova legislatura e parece que eles não têm jeito. Não aprenderam nada com as condenações do mensalão e com as provas da Lava Jato”, acrescentou o tucano em referência à operação da Polícia Federal que apura supostos desvios na Petrobras e que, além de petistas, também tem no hall de citados o senador eleito Antônio Anastasia (PSDB-MG).

Aliado de Júlio Delgado (PSB-MG) na disputa pela presidência da Câmara, Sampaio disse ainda que o pedido de convocação “não é contra o governo, mas sim em defesa do Legislativo”.

Autor: Tags: , , , , , , , ,