Publicidade

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015 Governo | 15:13

No entorno de Dilma, cresce pressão por troca de comando na Petrobras

Compartilhe: Twitter
Presidente da Petrobras, Graça Foster. (Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil)

Presidente da Petrobras, Graça Foster. (Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil)

No círculo próximo à presidente Dilma Rousseff e no PT, é cada vez mais tenso o clima em relação à presidente da Petrobras, Graça Foster.

Ontem e hoje, as conversas sobre o balanço da empresa e, principalmente, a forma como foram tratados os números sobre o suposto impacto financeiro da corrupção na estatal vieram acompanhadas da tese de que Graça já ficou tempo demais onde está.

O que se viu, diz um ministro, foi uma ‘trapalhada’ geral na comunicação da empresa, em um momento decisivo para fazer frente ao desgaste provocado pela Operação Lava Jato. Para um dirigente petista, hoje Dilma é a única a insistir em manter Graça Foster no cargo.

Autor: Tags: ,