Publicidade

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 Congresso | 19:48

Membros da nova bancada feminina já começam a se estranhar

Compartilhe: Twitter
A deputada federal Professora Dorinha (DEM-TO). Foto: Agência Câmara

A deputada federal Professora Dorinha (DEM-TO). Foto: Agência Câmara

O café da manhã que estava previsto para ser um momento de descontração e aproximação da nova bancada feminina da Câmara, nesta quarta-feira, deu o tom que deve predominar na próxima legislatura.

Desde o início da semana, a atual coordenadora da bancada, Jô Moraes (PCdoB-MG), vinha tentando um acordo com as deputadas para que PT e PMDB ficassem com coordenadoria e a procuradoria da mulher, uma vez que são as maiores bancadas do Congresso.

A proposta, no entanto, teve resistência de nomes como Clarissa Garotinho (PR-RJ), Rosangela Gomes (PRB-RJ) e Professora Dorinha (DEM-TO), que reivindicam mais espaço para seus partidos na distribuição dos cargos. Diante do impasse, uma nova reunião foi agendada para ainda hoje.

Leia também: ‘Bancada feminina atuará como bloco’, diz Jô Moraes

Autor: Tags: , , , , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.