Publicidade

quarta-feira, 11 de março de 2015 Partidos | 09:00

PT pode discutir destino de acusados na Lava Jato na próxima semana

Compartilhe: Twitter

A executiva nacional do PT deve se reunir na próxima semana. Ali, espera-se que seja levantada, mesmo que informalmente, a discussão sobre o destino dos petistas incluídos na lista de investigados da Operação Lava Jato, divulgada na semana passada pelo Supremo Tribunal Federal e pela Procuradoria-Geral da República.

João Vaccari (Foto: Agência Brasil)

João Vaccari (Foto: Agência Brasil)

Por enquanto, há todo tipo de opinião circulando dentro da legenda. Há, por exemplo, quem proponha que o tesoureiro João Vaccari Neto peça para se afastar do cargo de tesoureiro, ao menos enquanto durarem as investigações contra ele.

Mas alguns petistas vão além. Há quem defenda até mesmo que todos os citados na lista – o que inclui desde Vaccari até senadores Gleisi Hoffmann, Humberto Costa e Lindbergh Farias – tomem a “iniciativa” de pedir sua desfiliação do partido.

Quem vai por essa linha diz que esta seria a maneira “coerente” de lidar com o assunto, já que o ex-deputado André Vargas, flagrado viajando no jatinho do doleiro Alberto Youssef, foi pressionado a pedir a retirada de seu nome dos quadros da legenda.

Ao menos por enquanto, o comando partidário parece decidido a dar suporte aos citados na lista. A ordem é manter o discurso de que não haverá pré-julgamento e que qualquer medida adicional dependerá do desenrolar dos acontecimentos, diz um integrante da executiva.

Autor: Tags: , , ,