Publicidade

quarta-feira, 18 de março de 2015 Governo | 19:37

Para petistas, saída de Cid abre porta para Mercadante voltar ao MEC

Compartilhe: Twitter

O ministro Cid Gomes mal havia deixado a sessão da Câmara que culminou em sua saída do governo e petistas já faziam nos bastidores a avaliação de que o caminho fica agora aberto para justificar um retorno de Aloizio Mercadante ao Ministério da Educação. Embora muita gente ainda duvide da alternativa, a tese é que a demissão de Cid seria a justificativa perfeita para viabilizar um afastamento do petista de suas funções na articulação política do governo, sem transformá-lo “numa espécie de Gleisi Hoffman”, verbaliza um colega de partido do ministro.

Aloizio Mercadante (Foto: Cesar Ogata)

Aloizio Mercadante (Foto: Cesar Ogata)

O Planalto desenhou nas últimas semanas a proposta de desidratar Mercadante em suas funções na Casa Civil, reduzindo seu papel de articulador. O governo veio a público negar a saída do ministro, mas manteve-se nos bastidores a tese de que ele tende se concentrar na gestão do governo a partir de agora.

Mercadante foi ministro da Educação antes de migrar para a Casa Civil. Mesmo sob fogo amigo do PT, ele segue como homem da confiança de Dilma. Quem é próximo dele entende que a fragilidade vivida neste momento é passageira. E que um afastamento da articulação neste momento não significa que as coisas fiquem assim no futuro.

 

 

Autor: Tags: , , ,