Publicidade

quarta-feira, 29 de abril de 2015 Política | 15:19

Gastão Vieira troca PMDB pelo PROS para disputar prefeitura de São Luís

Compartilhe: Twitter

O ex-ministro do Turismo, Gastão Vieira, candidato peemedebista derrotado ao Senado nas últimas eleições, está de saída do PMDB. Vieira passará a integrar oficialmente o PROS. Ele já comanda sua comissão provisória no Maranhão.

Vieira pretende se lançar candidato à prefeitura de São Luís, onde certamente terá um adversário do clã Sarney, possivelmente a ex-governadora Roseana Sarney.

O ex-ministro tem evitado falar sobre possíveis mágoas com o PMDB nacional, mas não esconde sua insatisfação com Sarney e com o PMDB do Maranhão.

“Meu problema é de espaço”, disse o ex-ministro. “É uma decisão muito dolorosa para mim porque há 30 anos sou parte do PMDB, desde quando era ainda o MDB. Dói, dói muito, mas não saio com mágoa do PMDB nacional”, disse o ex-ministro, que pretende anunciar oficialmente sua saída no início da próxima semana.

Peemedebistas contaram que ele estava em busca de uma indicação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para uma vaga no segundo ou no terceiro escalão do governo, fatura por ter trabalhado com afinco para a eleição de Cunha.

Em meio à busca, Vieira precisou dar explicações ao vice-presidente, Michel Temer, que cuida da articulação política e das negociações para a distribuição de cargos, sobre sua filiação partidária.

Isso porque, ao saber da movimentação de Vieira, o ex-senador José Sarney (PMDB-MA) tratou de informar a Temer que Vieira, no Maranhão, havia assumido a presidência do PROS.

Vieira, por sua vez, tratou de desqualificar a “denúncia” feita por Sarney, informando ao vice-presidente que realmente havia assumido o comando do PROS no estado, mas por se tratar de uma comissão provisória, não deixou o PMDB.

“Fiquei com a comissão provisória do PROS e isso não exigia de mim a desfiliação do PMDB”, disse.

Autor: Tags: , , , , , ,