Publicidade

terça-feira, 12 de maio de 2015 Política | 06:00

Governo discute atrair grupos estrangeiros para socorrer empresas acusadas na Lava Jato

Compartilhe: Twitter

O governo federal vem discutindo reservadamente maneiras de socorrer empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato que vão além dos acordos de leniência. O plano inclui atrair empresas estrangeiras interessadas em investir em grandes obras no país e dispostas a aplicar recursos diretamente nas empreiteiras acusadas de participar do esquema de desvios na Petrobras.

Uma das ideias é incentivar empresas acusadas de participar do esquema de desvios na Petrobras a abrir capital (Foto: Divulgação)

Uma das ideias é incentivar empresas acusadas de participar do esquema de desvios na Petrobras a abrir capital (Foto: Divulgação)

O assunto não é tratado abertamente, mas já pautou reuniões no Palácio do Planalto e no Ministério da Fazenda, segundo apurou o Poder Online. Em um desses encontros, foi levantada, por exemplo, a proposta de as empreiteiras brasileiras abrirem o capital para esses investidores estrangeiros. Seria uma forma de reforçar o caixa dessas companhias para garantir o andamento dos contratos que estão em vigor.

Outra conversa em que o assunto foi discutido tratou especificamente do interesse de grupos chineses de investir no país. Nesse caso, afirma um interlocutor, falou-se na possibilidade de atrair até R$ 2 bilhões em investimentos.

Segundo esta fonte, ainda não se falou claramente sobre como esse dinheiro seria aplicado – se seria investido diretamente nas empreiteiras investigadas ou se seriam firmadas parcerias para dar continuidade a grandes obras já contratadas. Mas seria, diz o interlocutor, “dinheiro suficiente para salvar um monte de empresas da Lava Jato”.

Leia também: Operação Lava Jato trava programa de PPPs de Alckmin

 

Autor: Tags: , , , , ,