Publicidade

quarta-feira, 12 de agosto de 2015 Brasil, Congresso, Governo, Partidos, Política | 16:59

Almoço de Temer é visto como aval para nomeção de Filippelli na SRI

Compartilhe: Twitter
Foto: Brizza Cavalcante - Agência Câmara

Tadeu Filippelli (foto: Brizza Cavalcante – Ag.Câmara)

Integrantes da bancada do PMDB da Câmara saíram do almoço, chamado pelo vice-presidente Michel Temer, nesta quarta-feira (12), com a impressão de que o encontro serviu muito  mais para cacifar o anfitrião, deputado Tadeu Filippelli (PMDB-DF), como um possível futuro ministro das Relações Institucionais do governo, do que para apaziguar a bancada da Câmara, seguidora do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), opositor declarado do governo.

Peemedebistas, que há duas semanas cobravam de Temer que ele entregasse a função de articulador do Planalto, durante o almoço disseram ao vice que, caso ele queira se livrar da função, terá o apoio da bancada.

Temer tem como auxiliar na articulação com o Congresso, o atual ministro da Secretaria de Aviação Civil, Eliseu Padilha (PMDB-RS), que também teria confidenciado a intenção de sair da função.

No almoço, Temer lembrou a frase polêmica dita há uma semana e se disse mal interpretado ao defender a  necessidade de “alguém” para unir o país. O vice chegou a se auto elogiou diante da bancada, dizendo que foi o primeiro do governo ao reconhecer e a falar abertamente sobre a existência de uma crise. O vice chegou a ler sua frase completa para tentar convencer os presentes que não foi infeliz na declaração que suscitou desconfiança entre petistas.

 

Autor: Tags: , ,