Publicidade

quarta-feira, 7 de outubro de 2015 Brasil, Partidos, Política | 15:18

Para Delcídio, governo tem que tratar “devagarinho” questão dos vetos

Compartilhe: Twitter
Delcídio Amaral

Delcídio Amaral

Depois da terceira tentativa frustrada de realizar a sessão do Congresso para apreciar os vetos da presidente Dilma Rousseff, o líder do governo no Senado, Delcídio Amaral (PT-MS), disse que o governo não deve ter pressa para a votação.

O senador defendeu uma postura de humildade e a necessidade de avaliar as “consequências” da reforma ministerial feita pela presidente no início da semana.

O senador recomendou ao governo a música de Martinho da Vila como lema para tentar reunir a base e saiu cantarolando: “É devagar, é devagar, é devagar, devagarinho”.

Os problemas oriundos da reforma, na verdade, referem-se a fome do PMDB por cargos, apesar de terem sido contemplados com sete pastas, e a de outros partidos da aliança que passaram também a exigir do governo os ministérios de porteira fechada, ou seja, com todos os postos sob indicação do titular da pasta.

Os aliados não querem petistas nas secretarias executivas, por exemplos, de pastas controladas pelos demais partidos da coligação.

Autor: Tags: , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.