Publicidade

quinta-feira, 5 de novembro de 2015 Brasil, Governo, Partidos | 11:05

Ordem no Planalto é monitorar, sem alarde, protestos de caminhoneiros

Compartilhe: Twitter

A preocupação com uma possível aproximação entre caminhoneiros em greve e os movimentos que pedem o impeachment da presidente Dilma Rousseff exite, no entanto, as primeiras conversas de representantes de sindicatos que representam as categorias apontaram uma resistência dos líderes em aceitar uma “contaminação” do movimento pela pauta pró-impeachment.

Nesta semana, este foi um sinal considerado positivo pelo governo.

Diante disso, a ordem no Planalto é observar atentamente os protestos, convocados para a próxima segunda-feira (9), pelo Comando Nacional do Transporte, que se declara independente de sindicatos e flertam com o Movimento Brasil Livre, o Vem Pra Rua e o Revoltados Online.

Os caminhoneiros querem a redução no preço do diesel, subsídio de crédito, além da anulação de multas referentes à paralisação feita em fevereiro deste ano.

Dilma escalou seus principais auxiliares para tratar do assunto, entre eles, os ministro de Governo, Ricardo Berzoini,^e do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rossetto.

 

Autor: Tags: , ,