Publicidade

terça-feira, 15 de dezembro de 2015 Brasil, Política | 10:27

PF busca indícios de manipulação de dados na Câmara

Compartilhe: Twitter

As buscas feitas por policiais federais no Centro de Informática (Cenin) da Câmara tiveram o objetivo de identificar interferências do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), sobre os dados registrados pelos computadores da Câmara.

Há acusações de que o órgão, a mando de Cunha, não cumpriu a Lei de Acesso à Informação (LAI) que tem objetivo de garantir a transparência de dados públicos.

No momento em que os agentes chegaram ao órgão, um funcionário chegou a passar mal e brigadistas tiveram que ser chamados para socorro.

No início deste ano, Cunha demitiu o então chefe do órgão, Luiz Antonio Eira, depois da divulgação das denúncias de que os requerimentos convocando prestadoras de serviços da Petrobras a prestarem depoimentos foram feitos em computadores do gabinete de Cunha.

Cunha negava a autoria dos pedidos e atribuía os requerimentos à então deputada Solange Almeida, sua aliada.

Esta manobra identificada pelo Ministério Público é uma das provas contra cunha no processo que o acusa de achacar empreiteiras interessadas em contratos com a Petrobras.

Autor: Tags: ,