Publicidade

terça-feira, 15 de dezembro de 2015 Política | 13:02

PMDB marca reunião para antecipar decisão sobre rompimento com governo

Compartilhe: Twitter
Michel Temer (Foto: Marcello Casal Jr./ABr)

Michel Temer (Foto: Marcello Casal Jr./ABr)

Depois das buscas e apreensões realizadas nesta terça-feira (15), que atingiram em cheio políticos do PMDB, em especial o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (RJ), a direção do partido decidiu convocar a executiva nacional da legenda para amanhã, às 10h30.

A ala aliada de Cunha e contrária ao Planalto, além dos diretórios estaduais do partido, aumentaram a pressão sobre a cúpula com o objetivo de antecipar, de marco para janeiro, a convenção do partido. A principal decisão a ser tomada na convenção poderá ser de rompimento com o governo.

As lideranças regionais argumentam que falta menos de um ano para as eleições municipais e, por isso, a definição se torna cada vez mais urgente, no sentido de ter uma orientação mínima para a construção de alianças nos municípios.

No entanto, o motivo mais importante alegado pelos aliados de Cunha é de que as buscas feitas em seus endereços não foram evitadas pelo Planalto, ou ainda, que serviram de revide diante da aceitação do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, por parte de Cunha, na Câmara.
Reunião amanhã da Executiva Nacional do PMDB às 10h30, na sede do partido

A convocação da executiva foi decidida nesta manhã pelo presidente nacional do partido, Michel Temer, segundo interlocutores próximos se movimentava antes no intuito de atrasar o máximo possível essas decisões, justamente com a intenção de não complicar as coisas para o governo.

Um dos sinais desse comportamento teria sido a transformação do Encontro Nacional do Partido, ocorrido em novembro, em apenas um momento de debates sobre o documento Uma Ponte para o Futuro.

(Com informações de Paulo Cruz)

Autor: Tags: , , ,