Publicidade

Arquivo do Autor

sexta-feira, 15 de maio de 2015 Política | 08:55

Até mais!

Compartilhe: Twitter

Caros leitores, despeço-me hoje do Poder Online. Obrigada por acompanhar nosso trabalho nos últimos dois anos.

Até a próxima!

 

Clarissa Oliveira

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 14 de maio de 2015 Partidos | 06:00

Para se manter no comando do PSDB, Aécio busca direção mais ‘plural’

Compartilhe: Twitter

Empenhado em permanecer no comando nacional do PSDB, o senador mineiro Aécio Neves vem dando a aliados indicativos de que está disposto a patrocinar a formação de uma executiva nacional mais “plural”, que contemple não só as tradicionais alas serrista e alckmista, mas também governadores e outras tendências internas do partido.

Leia mais: Desgaste do PT põe Alckmin, Aécio e Serra no páreo para 2018

Aliados dizem que ele está "desconectado" dos protestos (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

Aécio Neves (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

Aécio já iniciou internamente as negociações para a renovação da direção, prevista para o meio deste ano.  Com o cenário para 2018 ainda indefinido, o comando tucano é uma vitrine para o senador mineiro tentar se recuperar da derrota para a presidente Dilma Rousseff e, principalmente, do fato de ter perdido em seu próprio estado, Minas Gerais.

A permanência dele no cargo é tida como praticamente certa entre colegas de partido, mas as conversas nesse sentido têm sido acompanhadas da cobrança por uma alteração significativa da composição da atual executiva nacional.

Atualmente, a cúpula tucana é integrada por diversos aliados do senador José Serra. As indicações foram a forma encontrada por Aécio para aliviar o clima de disputa interna com a ala serrista, no auge dos preparativos para a campanha de 2014. Assim, entraram na executiva nomes como Mendes Thame (PSDB-SP), Alberto Goldman (PSDB-SP), Jutahy Junior (PSDB-BA) e Alvaro Dias (PSDB-PR).

Alguns tucanos esperam que seja aberto um espaço maior para a ala ligada a Geraldo Alckmin, agora que o governador paulista está em posição estratégica na lista de potenciais candidatos ao Planalto. Há ainda a possibilidade de serem contemplados outros governadores do PSDB na formação da cúpula da legenda.

 

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 13 de maio de 2015 Estados | 15:03

‘Risco de desabastecimento de água é cada vez menor’, diz secretário de Alckmin

Compartilhe: Twitter
O deputado federal Duarte Nogueira (PSDB-SP).

O deputado federal Duarte Nogueira (PSDB-SP).

Embora não descarte totalmente o risco de desabastecimento, o governo do tucano Geraldo Alckmin afirma que esta possibilidade está cada mais distante, mesmo com a chegada do período de estiagem.

“O problema de abastecimento foi bem gerido e estamos confiantes de que a produção de água vai aumentar em ritmo equivalente ao consumo. Com todo a cautela que deve ter quem é parte da gestão, eu diria que a chance de desabastecimento é cada vez menor”, diz presidente do PSDB paulista e secretário de Transporte do tucano, Duarte Nogueira.

 

Autor: Tags: , ,

Justiça | 09:00

Rumores sobre prisão de Dirceu se intensificaram nos últimos dias

Compartilhe: Twitter
José Dirceu (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

José Dirceu (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

Os rumores de que o ex-ministro José Dirceu pode ser preso como parte das investigações da Operação Lava Jato se intensificaram nos últimos dias e chegaram à cúpula petista.

A informação repassada a dirigentes do partido por pessoas encarregadas de acompanhar as investigações no Paraná é de que isso poderia ocorrer no curtíssimo prazo.

Dirceu está neste momento no Sul de Minas. Conseguiu autorização da Justiça para passar o aniversário da mãe, Olga, em Passa Quatro.

Autor: Tags: , ,

Economia | 06:00

Dilma quer tratamento de estrela para megaferrovia que ligará oceanos

Compartilhe: Twitter
A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

A presidente Dilma Rousseff avisou a auxiliares que espera tratamento de estrela para o anúncio da megaferrovia que vai ligar os Oceanos Pacífico e Atlântico, cruzando o Brasil e o Peru.

A obra negociada com apoio chinês e estimada em R$ 30 bilhões é aquela que, na opinião da presidente, tem maior potencial para puxar uma agenda positiva em meio à crise.

 

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 12 de maio de 2015 Justiça | 16:55

José Dirceu esticou o Dia das Mães

Compartilhe: Twitter
José Dirceu (Foto: Agência Brasil)

José Dirceu (Foto: Agência Brasil)

O ex-ministro José Dirceu pediu autorização à Justiça e conseguiu esticar o Dia das Mães.

Ele está em Passa Quatro, no Sul de Minas, onde pretende passar também o aniversário de sua mãe, Olga.

Autor: Tags: ,

Política | 12:25

Edinho Silva reforçou o estoque de energético

Compartilhe: Twitter
Edinho Silva (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

Edinho Silva (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

Edinho Silva virou consumidor ferrenho de bebidas energéticas desde que assumiu a Secretaria de Comunicação Social do governo.

Para compensar a esticada no horário, já que o ministro tem o hábito de acordar lá pelas 5h da manhã.

 

Autor: Tags: , , , ,

Justiça | 12:07

Hashtag #FachinNao já está entre as mais comentadas no Twitter

Compartilhe: Twitter
Luiz Edson Fachin (Foto: Divulgação/Academia Paranaense de Letras Juricas)

Luiz Edson Fachin (Foto: Divulgação/Academia Paranaense de Letras Juricas)

Ao menos no Twitter, a investida do governo para garantir que nome de Luiz Edson Fachin passe no Senado está custando a decolar.

No fim desta manhã, a hashtag #FachinNao já estava entre as três primeiras posições no ranking dos assuntos mais comentados no Brasil na rede social.

Autor: Tags: ,

Política | 06:00

Governo discute atrair grupos estrangeiros para socorrer empresas acusadas na Lava Jato

Compartilhe: Twitter

O governo federal vem discutindo reservadamente maneiras de socorrer empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato que vão além dos acordos de leniência. O plano inclui atrair empresas estrangeiras interessadas em investir em grandes obras no país e dispostas a aplicar recursos diretamente nas empreiteiras acusadas de participar do esquema de desvios na Petrobras.

Uma das ideias é incentivar empresas acusadas de participar do esquema de desvios na Petrobras a abrir capital (Foto: Divulgação)

Uma das ideias é incentivar empresas acusadas de participar do esquema de desvios na Petrobras a abrir capital (Foto: Divulgação)

O assunto não é tratado abertamente, mas já pautou reuniões no Palácio do Planalto e no Ministério da Fazenda, segundo apurou o Poder Online. Em um desses encontros, foi levantada, por exemplo, a proposta de as empreiteiras brasileiras abrirem o capital para esses investidores estrangeiros. Seria uma forma de reforçar o caixa dessas companhias para garantir o andamento dos contratos que estão em vigor.

Outra conversa em que o assunto foi discutido tratou especificamente do interesse de grupos chineses de investir no país. Nesse caso, afirma um interlocutor, falou-se na possibilidade de atrair até R$ 2 bilhões em investimentos.

Segundo esta fonte, ainda não se falou claramente sobre como esse dinheiro seria aplicado – se seria investido diretamente nas empreiteiras investigadas ou se seriam firmadas parcerias para dar continuidade a grandes obras já contratadas. Mas seria, diz o interlocutor, “dinheiro suficiente para salvar um monte de empresas da Lava Jato”.

Leia também: Operação Lava Jato trava programa de PPPs de Alckmin

 

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 11 de maio de 2015 Partidos | 17:24

Após entrevista ao iG, Patrus defende em artigo fim das doações privadas no PT

Compartilhe: Twitter

Depois de defender, em entrevista ao iG, que o PT abra mão de doações privadas também em campanhas eleitorais, o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, reforçou a proposta em artigo encaminhado a toda a militância do PT. No texto, distribuído no fim da semana passada, Patrus disse que o partido deve “colocar-se diante da própria história” e resgatar seu “projeto inaugural”.

O ministro do Desenvolvimento Agrário e ex-prefeito de Belo Horizonte, Patrus Ananias (PT-MG). Foto: Divulgação

O ministro do Desenvolvimento Agrário e ex-prefeito de Belo Horizonte, Patrus Ananias (PT-MG). Foto: Divulgação

“Não foi o dinheiro que nos constituiu, não foram os recursos de empresas nas campanhas eleitorais; o que nos constituiu foi a força das nossas ideias, a determinação em fazermos do Brasil um país mais justo e solidário, a dedicação da nossa militância”, diz o texto.

“Nós defendemos no nosso projeto de reforma política, o fim das contribuições financeiras das empresas nos processos eleitorais. Vamos assumir perante nós mesmos e perante o povo brasileiro que continuaremos trabalhando pela reforma política que defendemos. Mas enquanto ela não for aprovada, nós vamos cumprir o que defendemos como se fosse uma norma partidária, a partir de agora, a partir das eleições de 2016”, prossegue o ministro.

Na entrevista ao iG, Patrus criticou o fato de o PT ter se rendido às “regras do jogo” e adiantou o plano de levar a proposta sobre o financiamento das campanhas ao Congresso do partido, marcado para o meio deste ano. “O que os outros partidos fazem, o PT não pode fazer”, disse. Confira aqui a íntegra da entrevista.

Autor: Tags: , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última