Publicidade

Arquivo do Autor

quarta-feira, 22 de abril de 2015 Congresso | 18:00

Defensores da lei da terceirização preparam ato na Câmara

Compartilhe: Twitter
Plenário da Câmara (Foto: Mel Bleil Gallo / iG Brasília)

Plenário da Câmara (Foto: Mel Bleil Gallo / iG Brasília)

Após verem as críticas ao Projeto de Lei 4330/2004 ganharem força em meio à opinião pública e, consequentemente, entre os parlamentares, setores empresariais decidiram reforçar o lobby no Congresso Nacional.

Nesta quarta-feira, além de procurarem os deputados, um grupo de defensores do projeto preparou um ato silencioso, na galeria da Câmara dos Deputados. A ideia é aguardar o momento da votação no local e, então, vestir camisas verdes e amarelas, como forma de dizer que a nova lei seria um avanço para o Brasil.

Blog do Kennedy: Dilma deve vetar pontos da lei da terceirização

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 21 de abril de 2015 Governo | 07:00

‘MEC tem que se desprender do lobby dos reitores das universidades públicas’, diz peemedebista

Compartilhe: Twitter

Professor do ensino médio e deputado federal pelo PMDB do Rio de Janeiro, Celso Pansera diz ainda ter dúvidas quanto à capacidade do novo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, de promover avanços frente à área.

“O maior desafio dele é conseguir romper com o cerco dos reitores das universidades públicas. Há uma pressão e uma articulação muito grande do conjunto das instituições que envolvem serviços das universidades públicas federais”, diz Pansera. “Eles têm uma capacidade de lobby, de organização e pressão sobre o MEC muito grande. MEC tem que se desprender disso e ter um foco extremamente maior na questão do ensino básico.”

Membro da Comissão de Educação da Câmara, o deputado diz ainda que pretende apresentar, ao longo de seu mandato, um projeto que transferiria a responsabilidade sobre o ensino superior do MEC para o Ministério da Ciência e Tecnologia.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 20 de abril de 2015 Governo | 07:00

Governo faz um aceno ao MST

Compartilhe: Twitter
Ocupação do MST, em Pernambuco. (Foto: Ramiro Olivier / MST)

Ocupação do MST, em Pernambuco. (Foto: Ramiro Olivier / MST)

Na tentativa de responder às cobranças do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra pelo avanço na reforma agrária, o governo federal se comprometeu a assinar a primeira emissão de posse do segundo mandato da presidente Dilma Rousseff ainda este mês. A data é simbólica, pois marca os 19 anos do massacre de Eldorado dos Carajás.

Assista: ‘100 dias do segundo mandato e nenhuma família foi assentada’, critica coordenador do MST

Com a presença dos ministros Patrus Ananias (Desenvolvimento Agrário) e Tereza Campello (Desenvolvimento Social), o ato será realizado nas fazendas de Colatina e Cotia, no município de Prado, no sul da Bahia. Há também a possibilidade de a presidente Dilma participar do ato, a depender de sua agenda.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 17 de abril de 2015 Estados | 18:24

Deputado do PSOL pede habeas corpus para PMs acusados de matar Amarildo

Compartilhe: Twitter
O deputado federal Cabo Daciolo (PSOL-RJ). Foto: Zeca Ribeiro / Agência Câmara

O deputado federal Cabo Daciolo (PSOL-RJ). Foto: Zeca Ribeiro / Agência Câmara

O deputado federal Cabo Daciolo (PSOL-RJ) entrou com um pedido de habeas corpus para liberar da prisão 12 policiais militares acusados de torturarem e assassinarem o pedreiro Amarildo dias de Souza, na Rocinha, em julho de 2013.

O processo foi recebido nesta quinta-feira pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e será relatado pelo desembargador Marcus Quaresma Ferraz, da oitava câmara criminal.

Entre os policiais presos desde o ano passado está o major Edson Santos, ex-comandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha. De acordo com Daciolo, “há evidências e documentos que apontam para a inocência deles”. “Faz um ano e seis meses que esses PMs estão na prisão preventiva. O que explica essa demora?”, questiona o deputado.

Leia também: Após defesa de policiais, PSOL do Rio pede expulsão de Cabo Daciolo

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 15 de abril de 2015 Governo | 09:00

‘100 dias do segundo mandato e nenhuma família foi assentada’, critica coordenador do MST

Compartilhe: Twitter

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra Alexandre Conceição iniciou uma série de ocupações pelo país nesta semana, para pressionar o governo federal a avançar no processo da reforma agrária. O objetivo é obter até o dia 17 de abril um compromisso e um prazo para o assentamento de novas famílias. A data é marcada pelo massacre de Eldorado do Carajás, quando 21 militantes do MST foram assassinados no Pará, em 1996.

“Os quatro anos que passaram foram desastrosos e agora já se completam 100 dias do segundo mandato e nenhuma família foi assentada. Nós queremos um aceleramento e um destravamento imediato da reforma agrária e que as famílias possam imediatamente ser assentadas”, diz o coordenador nacional do MST, Alexandre Conceição. “Mais de 6 milhões de hectares foram concentrados na mão do latifúndio. Não pode. Nós não votamos numa presidente da República pra concentrar latifúndio na mão do latifundiário e do agronegócio”, completa.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 1 de abril de 2015 Política, Sem categoria | 17:30

Metalúrgicos da CUT fazem ato contra Ministério da Fazenda

Compartilhe: Twitter

A gritaria contra o ministério da Fazenda deve continuar aumentando a dor de cabeça do ministro Joaquim Levy. Amanhã, quem promete fazer barulho em frente à sede da pasta em São Paulo são os metalúrgicos da CUT.

Serão cobradas medidas de incentivo ao setor, como a renovação da frota de caminhões. A medida é parte do pacote de reivindicações entregue ao governo em janeiro.

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 30 de março de 2015 Governo | 14:59

Thomas Traumann posta foto de cerveja: ‘a liberdade é dourada’

Compartilhe: Twitter
O ex-ministro da Secom, Thomas Traumann, sobre a saída do governo. (Foto: Reprodução / Twitter)

O ex-ministro da Secom, Thomas Traumann, sobre a saída do governo. (Foto: Reprodução / Twitter)

No fim de semana seguinte à sua saída da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Thomas Traumann embarcou na boa e velha cerveja.

No Twitter, o jornalista publicou a foto de um copo de uma loira geladinha e engatou: “a liberdade é dourada”. E citou Paulinho da Viola: “Vou imprimir novos rumos ao barco agitado que foi minha vida…”.

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 27 de março de 2015 Partidos | 13:00

‘Ele que teve a iniciativa desse rompimento’, diz Chico Alencar sobre Cabo Daciolo

Compartilhe: Twitter

Ao comentar a decisão tomada na última quinta-feira pela Executiva Nacional do PSOL que suspendeu os direitos partidários do deputado federal Cabo Daciolo (RJ), o líder do partido na Câmara, Chico Alencar (RJ), atribuiu ao próprio cabo a responsabilidade pelo afastamento.

“Isso é da vida partidária. É claro que, se ele considerar que deve seguir nessa posição, ferindo o programa partidário, aí que fique claro que o partido tem uma visão e ele tem outra e, aí, não cabe, isso não tem conciliação possível. Se você está num partido, tem que cumprir o programa dele”, diz Alencar, ao afirmar que Daciolo “é que teve a iniciativa desse rompimento” ao defender uma proposta contra a laicidade do Estado.

Leia mais: PSOL decide pela suspensão de Daciolo

A suspensão foi decidida após Daciolo apresentar uma Proposta de Emenda à Constituição apelidada por ele próprio de “PEC dos Apóstolos”, que sugere substituir os dizeres “todo o poder emanda do povo” por “todo o poder emanda de Deus”, na Carta Magna. A proposta já havia sido barrada em uma reunião da bancada e, agora, o futuro de Daciolo no PSOL será definido pelo Diretório Nacional do partido, que deve se reunir em maio. Até lá, o deputado não fala mais em nome do partido, não pode participar de votações, nem de reuniões partidárias.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 26 de março de 2015 Congresso | 09:00

‘Vamos combater corrupção ou só o PT’, questiona petista sobre CPI da Petrobras

Compartilhe: Twitter

Integrante da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga denúncias de corrupção na Petrobras, o petista Afonso Florence (BA) tem dito que a oposição, com o apoio de parte significativa do PMDB, está tentando “espetacularizar” os trabalhos da CPI, “cerceando a investigação isenta”.

“Aceitamos a vinda do tesoureiro do PT, mas há delação contra o PMDB, o PSDB e o PP. Por que os tesoureiros deles não podem vir?”, questionou Florence. “Nós vamos combater a corrupção ou vamos combater somente o PT?”

Assista:

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 25 de março de 2015 Congresso | 18:34

‘Gilmar Mendes não pode se achar o imperador do Supremo’, diz Henrique Fontana

Compartilhe: Twitter
O deputado federal Henrique Fontana (PT-RS). Foto: Divulgação

O deputado federal Henrique Fontana (PT-RS). Foto: Divulgação

Com representantes de entidades como UNE, CNBB e OAB, que também integram a chamada Coalização pela Reforma Democrática, o deputado federal Henrique Fontana (PT-RS) entregou hoje ao presidente do STF, Ricardo Lewandowski, um documento pedindo a conclusão do julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade contra o financiamento privado de campanha.

“O Gilmar Mendes não pode se achar o imperador do Supremo. Ele é um ministro e está lá para julgar, mas não para decidir sozinho e monocraticamente sobre uma questão importante como essa. Seis ministros já votaram pela inconstitucionalidade, ele não pode ser arrogante ao ponto de achar que só ele compreende o papel do Judiciário e do Legislativo”, criticou Fontana.

Na semana anterior, os deputados Fontana e Jorge Solla (PT-BA) também entraram com uma representação contra Gilmar Mendes junto ao Conselho Nacional de Justiça, alegando que o ministro deve responder a um processo administrativo pela demora na conclusão do voto.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última