Publicidade

Arquivo do Autor

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015 Partidos | 10:30

‘PSD não deixará de existir’, diz vice-presidente da sigla

Compartilhe: Twitter
Deputado Guilherme Campos (Foto: Agência Câmara)

O presidente nacional do PSD, Guilherme Campos (SP).(Foto: Agência Câmara)

De acordo com o vice-presidente nacional do PSD, Guilherme Campos (SP), embora boa parte da sigla esteja contribuindo para a recriação do Partido Liberal ao lado do ministro Gilberto Kassab (PSD-SP), ainda não existe acordo para uma fusão automática de todo o PSD à futura sigla.

“O PSD não deixará de existir”, diz o ex-líder do PSD na Câmara, que ocupa interinamente a presidência do partido desde que Kassab assumiu o Ministério das Cidades. “Não há nenhuma decisão no sentido de nos fundirmos automaticamente ao Partido Liberal. Nós estamos ajudando na coleta de assinaturas por uma questão de reciprocidade, para retribuir a ajuda que tivemos na criação do PSD”, completa Campos ao citar especificamente o nome de Cleovan Siqueira (PSD-GO), um dos idealizadores do novo PL.

A postura tem o respaldo do novo líder da bancada na Câmara, Rogério Rosso (PSD-DF). “Não podemos esquecer que o PSD é um partido histórico, de relevância nacional. Quando Juscelino Kubitschek inaugurou Brasília, a que partido ele pertencia? Ao PSD! Este é o nosso partido”, relembra o ex-governador do DF, em referência à sigla que existiu de 1945 a 1965, quando foi dissolvida pela ditadura militar. O partido só voltaria a existir em 1987, até ser incorporado ao PTB em 2003. Já em 2011, por iniciativa de Kassab, foi refundado mais uma vez.

Leia também: Kassab ganha fama de ministro badalado graças ao novo PL

Autor: Tags: , , , , , ,

Governo | 07:30

‘Índices beiram a guerra civil’, diz secretário de Juventude sobre morte de jovens negros no Brasil

Compartilhe: Twitter

Entre as prioridades listadas pelo novo secretário Nacional de Juventude da Presidência da República, Gabriel Medina, está o fortalecimento do programa Juventude Viva, lançado no primeiro mandato de Dilma Rousseff para combater sobretudo o crescimento dos homicídios contra jovens negros no país.

“Vivemos, hoje, índices que beiram um país em guerra civil”, diz Medina. “Nós não podemos admitir que um país que é a sétima economia do mundo, tão importante, possa conviver com esses indicadores de mortalidade na nossa juventude”, completou o novo secretário. Medina lembrou também que, enquanto os índices de mortalidade entre jovens brancos têm diminuído, o número de mortes entre jovens negros é crescente, no Brasil.

Assista:

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015 Congresso | 19:30

‘Bancada feminina atuará como bloco’, diz Jô Moraes

Compartilhe: Twitter
Coordenadora da bancada feminina, Jô Moraes (PCdoB-MG). Foto: Divulgação.

Coordenadora da bancada feminina, Jô Moraes (PCdoB-MG). Foto: Divulgação.

De acordo com a coordenadora da bancada feminina na Câmara, Jô Moraes (PCdoB-MG), a orientação do grupo para a próxima legislatura é atuar como um bloco parlamentar, independente dos partidos de cada deputada, em momentos-chave.

“Nós tomamos uma decisão de atuar conjuntamente, para fortalecer a participação das mulheres na Câmara. Em assuntos estratégicos, nós atuaremos como bloco parlamentar”, diz Jô.

De acordo com a mineira, a união se dará sobretudo na articulação para a distribuição de relatorias de projetos de maior relevância e na indicação de parlamentares para ocuparem as presidências das comissões. “Você raramente vê mulheres ocupando estes espaços”, explica a deputada.

Leia também: ‘Reforma política não será feita com este Parlamento’, diz Érika Kokay

Autor: Tags: , , ,

Estados | 16:30

Vice-governador do DF diz que vai mandar benzer o gabinete

Compartilhe: Twitter
O vice-governador do Distrito Federal, Renato Santana (PSD). Foto: Divulgação

O vice-governador do Distrito Federal, Renato Santana (PSD). Foto: Divulgação

Desde que tomou posse como vice-governador do Distrito Federal, na última semana, Renato Santana (PSD) diz ainda não se sentir à vontade para estrear a cadeira de seu gabinete, no Palácio do Buriti.

Católico, o vice-governador tem dito aos mais próximos que o ambiente está muito carregado e fala até em pedir pra benzer o local – anteriormente ocupado pelo peemedebista Tadeu Filipelli, vice do ex-governador Agnelo Queiroz (PT).

A opinião, aliás, é compartilhada por boa parte dos que frequentam o gabinete. Um dos que se queixou da energia negativa foi o presidente nacional do PSD, Guilherme Campos (SP), que ao visitar o local nesta semana disse ter sentido imediatamente uma forte dor de cabeça.

Autor: Tags: , , , , , ,

Congresso | 13:30

‘Eduardo Cunha vai fazer do limão uma limonada’, diz Lúcio Vieira Lima

Compartilhe: Twitter
Deputado Federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) - Foto: Divulgação

Deputado Federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) – Foto: Divulgação

Diante da expectativa de abertura de uma investigação sobre o suposto favorecimento do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) no esquema de desvio de recursos da Petrobras, o peemedebista Lúcio Vieira Lima (BA) tem dito que o impacto sobre a campanha do líder do PMDB à presidência da Câmara será nulo.

Leia também: Investigação é para atacar candidatura à presidência da Câmara, diz Cunha

“Eduardo Cunha vai fazer do limão uma limonada”, afirma Lima. “Essa notícia não tem tamanho nenhum, não alterou um milímetro da nossa campanha. Só aumentou a vontade de dar uma resposta a quem achou que ia nos atingir”, completa o baiano, que integra a coordenação da campanha de Cunha.

Após visitar o Acre e Roraima na última quarta-feira, Cunha e seus correligionários pretendem ainda visitar os estados da Bahia, Sergipe e Alagoas nesta semana. Hoje pela manhã, o líder do PMDB voltou a defender a instalação de uma nova Comissão Parlamentar Mista de Inquérito para retomar as investigações sobre corrupção na Petrobras, na próxima legislatura.

“Se antes já achava inevitável a nova CPMI, agora tenho certeza absoluta que com nosso total apoio ela será instalada. E para instalar a CPMI não depende da minha eleição, já que ela será do Congresso. Depende somente do apoio da nossa bancada”, disse Cunha, em seu perfil oficial no Facebook.

Autor: Tags: , , , , ,

Governo | 09:00

Eleonora Menicucci promete que Casas da Mulher Brasileira agora saem

Compartilhe: Twitter

Escolhida para permanecer no comando da Secretaria de Políticas para Mulheres no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff, a ministra Eleonora Menicucci tem como meta concluir projetos iniciados na gestão anterior, sobretudo na área de violência contra a mulher.

“A prioridade é inaugurar as Casas da Mulher Brasileira”, diz Eleonora, em referência à construção dos centros de acolhimento a mulheres vítimas de violência, anunciada em 2013. O atraso na entrega das casas chegou a ser motivo de irritação na campanha de Dilma, que pretendia usar as inaugurações para aumentar a proximidade com o eleitorado feminino.

A primeira casa já está em funcionamento na cidade de Campo Grande e, de acordo com a ministra, será inaugurada ainda em janeiro. “Até o final do ano eu tenho a meta de inaugurar todas”, completa Eleonora.

Assista:

Autor: Tags: , ,

Governo | 07:30

‘Não é meu papel tratar destas questões’, diz Eduardo Braga sobre corrupção na Petrobras

Compartilhe: Twitter

Questionado sobre possíveis impactos que as denúncias de corrupção na Petrobras poderiam ter sobre o Ministério de Minas e Energia, o novo titular da pasta, Eduardo Braga (PMDB-AM), desconversou e disse que o assunto era de responsabilidade da Justiça.

“Essa situação está equacionada”, defendeu Braga. “Não é meu papel, enquanto ministro, tratar destas questões. Meu papel é formular políticas públicas, dar transparência à gestão pública, implementar as ações que façam com que a Petrobras possa ser mais eficiente, mais lucrativa e que preste – mais além do que ela já faz – serviços ao povo brasileiro”, disse ainda o amazonense.

Assista:

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015 Congresso | 19:00

Chico Alencar deve assumir liderança do PSOL

Compartilhe: Twitter
Deputado Chico Alencar (PSOL-RJ). (fofo: divulgação)

Deputado Chico Alencar (PSOL-RJ). (fofo: divulgação)

Após dois anos à frente da liderança do PSOL na Câmara, o deputado Ivan Valente (PSOL-SP) tem dito que pretende passar o bastão na próxima legislatura.

O mais cotado para assumir o posto é o deputado federal Chico Alencar (PSOL-RJ), atualmente vice-líder da bancada.

A partir de fevereiro, o PSOL passará a contar com cinco deputados federais. Além de Valente e Alencar, farão parte do grupo Jean Wyllys (PSOL-RJ), Edmilson Rodrigues (PSOL-PA) e Cabo Daciolo (PSOL-RJ).

Autor: Tags: , , , ,

Governo | 17:30

Eleonora Menicucci cobra governadores, mas só um dá resposta

Compartilhe: Twitter
A ministra de Política para Mulheres, Eleonora Menicucci. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Política para Mulheres, Eleonora Menicucci. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Políticas para Mulheres, Eleonora Menicucci, diz que entra no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff decidida a cobrar dos governadores eleitos uma resposta formal sobre secretarias e políticas locais voltadas para a área.

Em dezembro, Eleonora enviou uma carta a cada candidato vitorioso solicitando que as secretarias de mulheres fossem mantidas nos estados onde já existiam ou criadas, onde a iniciativa ainda não havia sido tomada.

De acordo com a ministra, até hoje, o único governador que respondeu à solicitação foi o maranhense Flávio Dino (PCdoB), que nomeou a pedagoga Laurinda Pinto para a pasta.

Por outro lado, Eleonora disse ter visto “com muito pesar” a unificação das secretarias de Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos pelo novo governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015 Congresso | 10:30

‘Não queremos fazer dessa campanha um oba-oba’, diz Sibá Machado sobre disputa na Câmara

Compartilhe: Twitter

Membro da coordenação da campanha de Arlindo Chinaglia (PT-SP) à presidência da Câmara, o deputado federal Sibá Machado (PT-AC) tem defendido o petista se diferencie do adversário Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na abordagem dos colegas parlamentares. De acordo com Sibá, antes de trabalhar na elaboração de materiais gráficos ou slogans, Chinaglia priorizará conversas pessoais com todos os deputados da Casa.

Leia também: Arlindo Chinaglia busca aproximação com PMDB

“Nossa bancada está fazendo a coisa certa. Não podem existir entre nós as chamadas candidaturas de independência ou de subserviência ou coisa parecida”, diz Sibá. “Não queremos fazer dessa campanha um oba-oba. Queremos conversar com os 513 deputados da Casa e falar dessas responsabilidades”, completa.

Assista:

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 10
  3. 18
  4. 19
  5. 20
  6. 21
  7. 22
  8. 30
  9. 40
  10. 50
  11. Última