Publicidade

Arquivo do Autor

quarta-feira, 25 de março de 2015 Partidos | 09:00

‘Eu não faria desta forma’, diz Erundina sobre saída de Marta Suplicy do PT

Compartilhe: Twitter
A deputada Luiza Erundina ( (Foto: Agência Câmara)

A deputada Luiza Erundina ( (Foto: Agência Câmara)

Ao comentar a saída da senadora Marta Suplicy do PT e sua filiação ao PSB, a deputada federal Luiza Erundina – que fez o mesmo caminho em 1998 – critica a maneira como Marta tem conduzido a situação.

“Eu não faria desta forma. Ela tem suas razões, mas não precisa declarar guerra ao PT”, explica Erundina. “Eu mesma não saí assim”, compara. A deputada chegou a ser convidada para a festa de aniversário de Marta na última sexta-feira, mas não compareceu.

Sobre a intenção da senadora de disputar a prefeitura de São Paulo em 2016, Erundina reconhece que ela chega como a candidata natural do PSB e atribui parte do apoio partidário ao desempenho do atual prefeito petista, Fernando Haddad. “Ele não faz política, não construiu uma simpatia com a cidade. Até faz coisas interessantes, mas não dialoga, não fatura, isso favorece a Marta.”

Autor: Tags: , , , , , , ,

Congresso | 07:57

De volta à Câmara, Roberto Freire defende ‘firme oposição’ ao governo

Compartilhe: Twitter

Ao retomar sua cadeira como deputado federal, o presidente nacional do PPS afirma que a expectativa para este próximo mandato está mais em sua relação com o governo federal do que com as atividades parlamentares propriamente ditas. Freire havia sido eleito para a quarta suplência em São Paulo, mas seu retorno foi possível graças a mudanças no secretariado do governador tucano Geraldo Alckmin, aliado do PPS no estado.

“O país está todo voltado para o desmantelo que ocorre no Executivo”, diz Freire. “O PPS está fazendo sua firme oposição ao governo. Há muito tempo a gente estava dizendo que isso iria acontecer, desde o Governo Lula, por opções equivocadas, por perda de oportunidades, por incompetência ou corrupção, isso não poderia acabar bem.”

Assista:

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 24 de março de 2015 Partidos | 20:07

Na TV, PCdoB reforça coro contra privatização da Petrobras

Compartilhe: Twitter

Nas inserções do PCdoB que irão ao ar nesta semana, o partido decidiu priorizar o discurso contra a privatização da Petrobras. No material de 30 segundos veiculado esta noite na televisão, aparecerá um trabalhador com o macacão laranja da estatal manchado de petróleo, dizendo algo como “podem até querer manchar nossa imagem, mas não vão conseguir”.

Já na próxima quinta-feira, em 10 minutos de programa partidário, 20 comunistas falarão sobre o tema, entre outras questões, na televisão. O ministro da Ciência e Tecnologia, Aldo Rebelo, as líderes do PCdoB no Senado, Vanessa Grazziotin (AM), e na Câmara, Jandira Feghali (RJ), e deputada estadual Manuela d’Ávila (RS) foram alguns dos selecionados.

Nesta semana, uma pesquisa divulgada pelp DataFolha revelou que 61% dos brasileiros são contra a privatização da Petrobras.

Autor: Tags: , , ,

Congresso | 19:37

Bate-boca de deputados acirra debate sobre maioridade penal

Compartilhe: Twitter

Diante de um bate-boca protagonizado pelos deputados Laerte Bessa (PR-DF), Alessandro Molon (PT-RJ) e Veneziano Vital do Rêgo (PMDB-PB), que conduzia a sessão, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Arthur Lira (PP-PE), decidiu encerrar a audiência pública convocada para debater aspectos constitucionais da maioridade penal.

Sob protesto das entidades de defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes presentes, a decisão foi comemorada pelos defensores da redução da maioridade penal – entre eles os deputados Alberto Fraga (DEM-DF), Vitor Valim (PMDB-CE), Pastor Eurico (PSB-PE), Delegado Waldir (PSDB-GO) e o próprio Bessa.

Ao interromper o debate, Arthur Lira se comprometeu, entretanto, a pautar na sessão de amanhã da CCJ a admissibilidade da PEC 171/1993, que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos.

Assista ao protesto contra o fim da audiência:

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 19 de março de 2015 Congresso | 17:00

‘PMDB trucou’, diz vice-líder do PROS sobre ameaça contra Cid Gomes

Compartilhe: Twitter
O vice-líder do PROS na Câmara, Valtenir Pereira. (PROS-MT). Foto: Agência Câmara.

O vice-líder do PROS na Câmara, Valtenir Pereira. (PROS-MT). Foto: Agência Câmara.

Ao lamentar a saída do correligionário Cid Gomes do Ministério da Educação, o vice-líder do PROS na Câmara Valtenir Pereira disse que “o PMDB trucou” ao ameaçar deixar o governo caso Cid não fosse mandado embora.

“Foi uma trucada. O PMDB trucou. Agora, eles poderiam estar blefando ou não. Na minha opinião, era um blefe”, diz o presidente estadual do PROS no Mato Grosso. “Havia um impasse, que o PMDB decidiu enfrentar desta forma. Mas não precisou de um constrangimento da presidente Dilma Rousseff, porque o próprio ministro entregou o cargo.”

Autor: Tags: , , ,

Congresso | 14:47

‘Palavra do momento é diálogo’, diz petista sobre saída de Cid Gomes

Compartilhe: Twitter
O deputado federal Odorico Monteiro (PT-CE). Foto: Agência Câmara

O deputado federal Odorico Monteiro (PT-CE). Foto: Agência Câmara

Secretário municipal de Saúde de Sobral durante os oito anos em que Cid Gomes comandou a prefeitura da cidade cearense, o deputado federal Odorico Monteiro (PT-CE) disse que, embora a saída do ex-ministro da Educação fosse “inusitada”, sua atitude diante do Congresso Nacional e a decisão de deixar o governo foram “coerentes” com sua trajetória política.

Ao falar sobre os próximos passos a serem adotados pelo PT, entretanto, Odorico defendeu que “a palavra do momento é diálogo” e evitou criticar a postura adotada pelo PMDB contra Cid. “Não é só uma questão de governabilidade, nós precisamos construir uma governança sistêmica. Isso quer dizer olhar para nossa relação com a base no parlamento, com a base nos ministérios e, sobretudo, para o diálogo com a sociedade.”

Leia também: “Não tem reforma ministerial”, afirma Dilma após demissão de Cid Gomes

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 18 de março de 2015 Governo | 20:51

‘Não há nenhuma intenção do PMDB de pleitear o Ministério da Educação’, diz líder do PMDB

Compartilhe: Twitter

De acordo com o líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (RJ), os peemedebistas não pretendem reivindicar para si o comando do Ministério da Educação. A pasta foi deixada na tarde de hoje pelo cearense Cid Gomes (PROS), após desentendimento com deputados federais.

Leia também: Para petistas, saída de Cid abre porta para Mercadante voltar ao MEC

“Não há nenhuma reivindicação do PMDB nesse sentido, nem haverá. A escolha do substituto cabe à presidente da República, que tem compromisso com a educação e adotou como lema de governo a ‘pátria educadora’. Não há nenhuma intenção do PMDB de opinar, interferir ou pleitear essa função”, disse Picciani, que chamou a postura de Cid Gomes diante dos deputados de Leviana.

Assista:

Autor: Tags: , , , ,

Governo | 14:23

‘Não tem nem 60 dias de trabalho e já pediu 21 de licença’, diz Eunício sobre Cid Gomes

Compartilhe: Twitter
O ministro da Educação, Cid Gomes (PROS-CE). Foto: Agência Brasil

O ministro da Educação, Cid Gomes (PROS-CE). Foto: Agência Brasil

Agora com respaldo de muitos colegas, o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) solta ainda mais o verbo contra o ministro da Educação e seu adversário local, Cid Gomes (PROS).

“Tem gente que foi elevado à condição de rei e agora tá sendo convocado pelo Plenário da Câmara. Em quase 20 anos de mandato, nunca vi um ministro ser convocado assim”, alfinetou o líder do PMDB no Senado, que está no Congresso Nacional desde 1999.

“Não tem nem 60 dias de trabalho e já pediu 21 de licença”, completou, em referência ao afastamento do ministro por motivos de saúde, neste mês.

Autor: Tags: , , , ,

Congresso | 09:00

‘Meu marido é quem é o político. Nunca pensei em me candidatar’, diz coordenadora da bancada feminina

Compartilhe: Twitter

Escolhida para comandar a bancada feminina após um acordo entre os partidos do bloco de apoio ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e sob protestos das deputadas do PT e do PCdoB, a mineira Dâmina Pereira (PMN) tem dito que sua principal bandeira será o incentivo a uma maior participação das mulheres na política.

A própria deputada admite, entretanto, que só se candidatou após seu marido – o ex-prefeito de Lavras, Carlos Alberto Pereira (PMN-MG) – ter sido barrado pela Justiça Eleitoral. “Nunca pensei em me candidatar mas, por um determinado momento, se fez necessária minha candidatura e aconteceu isso da minha eleição em 45 dias”, diz Dâmina.

Assista:

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 13 de março de 2015 Congresso | 11:00

Erundina recebe pedido de desculpas por votos contra PEC da participação feminina

Compartilhe: Twitter
A deputada Luiza Erundina ( (Foto: Agência Câmara)

A deputada Luiza Erundina ( (Foto: Agência Câmara)

Pouco após a aprovação em primeiro turno da PEC 590/2006, que garante pelo menos uma vaga para mulheres na Mesa Diretora da Câmara, do Senado e das comissões do Congresso Nacional, a deputada Luiza Erundina (PSB-SP) recebeu dois pedidos de desculpas.

É que a proposta foi aprovada por praticamente a unanimidade do Congresso, à exceção de dois deputados: Otávio Leite (PSDB-RJ) e Sinval Malheiros (PV-SP). Constrangidos, ambos fizeram questão de dizer a Erundina, no entanto, que o voto contrário havia sido uma confusão técnica e não uma discordância com o projeto.

Malheiros chegou a tirar uma foto com a deputada, para se retratar publicamente. Já Leite disse que teve de dar explicações a seu eleitorado, após receber telefonemas de amigas criticando a decisão. No segundo turno, os dois prometeram prestar mais atenção no momento da votação.

Leia também: Erundina defende construção de creche em novo anexo da Câmara

Autor: Tags: , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última