Publicidade

Arquivo da Categoria Brasil

domingo, 20 de maio de 2012 Brasil | 12:43

Às vésperas da Rio+20, Dilma se aproxima dos ecologistas

Compartilhe: Twitter

Antes da  Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que será realizada de 13 a 22 de junho no Rio de Janeiro, a presidenta Dilma Rousseff deve anunciar o veto ao projeto de novo Código Florestal aprovado pela Câmara.

Para o Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, o governo prepara um pacote de bondades ambientais, com a criação de novas Unidades de Conservação espalhadas pelo  país, um decreto exigindo que as compras a serem feitas por todo o governo cumpram critérios ambientais e um pacto pelo gerenciamento das águas.

Presidente da subcomissão Rio+20, da Comissão de Relações Exteriores e Defesa da Câmara, o deputado federal Alfredo Sirkis (PV-RJ) aposta que a presidenta Dilma Rousseff já não corre mais o risco de sofrer hostilidades durante o evento, como se chegou a pensar no início do ano.

Em entrevista ao Poder Online, Sirkis diz que tudo depende, é claro, da qualidade do vetos que Dilma fará ao projeto do Código Florestal. Mas afirma que a presidenta está se aproximando dos ecologistas nos últimos tempos.

Poder Online – A presidenta Dilma Rousseff deve vetar parte do Código Florestal aprovado na Câmara. Isso vai aproximá-la dos ecologistas?

Alfredo Sirkis – Depende ainda dos vetos. Mas a sua disposição em vetar já é um elemento positivo. Porque o projeto aprovado na Câmara foi uma afronta ao Meio Ambiente e até à autoridade da Dilma, já que ela havia pedido à base governista que aprovasse o texto tal como negociado no Senado.

Poder Online – E o que vocês esperam que ela vete?

Alfredo Sirkis – O ideal seria que vetasse tudo. Mas aparentemente ela fará vários vetos parciais. Há aí uma série de complicações de técnica legislativa e, pelo que foi divulgado, o governo pretende preencher os espaços que ficarão vazios na legislação devido aos vetos com um projeto de lei de iniciativa do Senado. Embora o projeto original do Senado seja menos pior do que o finalmente aprovado pela Câmara, havia nele três pontos com os quais ainda discordamos: os manguezais não estavam devidamente  protegidos; deixaram-se espaços para os ruralistas obterem créditos oficiais mesmo quando não cumpram a legislação ambiental; e também se diminuiu a reserva legal nos estados amazônicos com mais de 65% de área indígena.

Poder Online – Falava-se antes no risco até de a presidenta ser vaiada na Rio+20. Como ela chegará lá?

Alfredo Sirkis – Não creio em hostilidades. De uma forma geral, Dilma Rousseff tem ganhado crédito junto aos ecologistas. Eu, pessoalmente tenho defendido algumas de suas atitudes mais recentes. E as da ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, cujas circunstâncias em que assumiu temos que ter compreensão. A verdade é que a Dilma vem evoluindo na nossa direção. Lentamente, mas está evoluindo.

Poder Online – E quanto à sua candidata à Presidências nas eleições passadas, Marina Silva? Ela e vocês fizeram uma série de exigências para apoiar a Dilma no segundo turno. Foram cumpridas?

Alfredo Sirkis – O grande teste é agora no Código Florestal. Naquela época, o foco era a questão da anistia aos desmatadores.  Nisso, podemos dizer que o governo avançou. Aliás, o documento que a candidata Dilma assinou era mais avançado do que o seu adversário, José Serra (PSDB), nos havia proposto. Hoje, numa avaliação geral, podemos dizer que não há nada que ela tenha descumprido. Mas também não podemos dizer que ela já cumpriu os compromissos acertados ali. Digamos que o processo está em curso. Daqui a um ano e meio, mais ou menos, teremos um noção mais clara.

Poder Online – E qual a perspectiva eleitoral do grupo de vocês, do grupo da Marina Silva.

Alfredo Sirkis – Uns de nós saíram do PV, outros foram para a extrema esquerda, outros hoje põem em dúvida a eficácia da articulação partidária. Não estamos num momento de organicidade. Está difícil prever o que será do grupo nestas eleições. Cada um está voltado para a questão local. Para 2014, nem a Marina definiu ainda se será candidata. Então não dá para saber se teremos candidatura própria e se estaremos mais próximos ou mais distantes da Dilma Rousseff. A Dilma de 2014 não será a de 2010, O provável candidato do PSDB, Aécio Neves, não será como foi o Serra. E o espaço dos verdes não será o mesmo do PV e da Marina. Temos que reconhecer que o rompimento entre o Partido verde e a Marina Silva foi terrível para o partido e muito ruim para a Marina.

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 18 de maio de 2012 Brasil | 20:00

A Polícia Federal realizou quase uma operação especial por dia útil deste ano

Compartilhe: Twitter

Até hoje, foram contabilizadas pela Polícia Federal 91 ações policiais para os 94 dias úteis do ano.

Entre as operações está a Monte Carlo, que resultou na prisão do bicheiro Carlinhos Cachoeira e seus desdobramentos iniciaram uma CPI no Congresso.

Também teve a Lee Oswald, que resultou na prisão do prefeito de Presidente Kennedy (ES), Reginaldo dos Santos Quinta, por desviar rescursos dos royalties do petróleo.

Em tempo: Operação Lee Oswald na cidade de Presidente Kennedy.  É muita criatividade…

Autor: Tags: , ,

Brasil | 17:15

Diretor da PF diz que não houve reaproximação e nem crise com a Procuradoria da República

Compartilhe: Twitter

O diretor geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, nega que os deputados Fernando Francischini (PSDB-PR) e Carlos Sampaio (PSDB-SP) tenham promovido uma reaproximação com o procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Segundo Daiello, institucionalmente a PF nunca esteve em crise com a PGR o que dispensa reaproximação.

Autor: Tags: , , ,

Brasil | 11:11

Personagens da semana

Compartilhe: Twitter

Procurador-geral da República, Roberto Gurgel quase tomou o lugar de Demóstenes Torres como principal investigado da CPI do Cachoeira. Livrou a Comissão de se transformar num talk show…

E a presidenta Dilma Rousseff quase chorou, na cerimônia de instalação da Comissão da Verdade. Na prática, está ficando cada dia mais parecida com o ex-presidente Lula…

Eles não estão cada dia mais parecidos?

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 16 de maio de 2012 Brasil | 15:41

Cláudio Guerra sofreu atentado nesta madrugada, denuncia senador

Compartilhe: Twitter

O senador Paulo Paim (PT-RS) acaba de subir à tribuna para denunciar um atentado ocorrido nesta madrugada contra o ex-delegado do DOPS(Departamento de Ordem Política e Social) Cláudio Guerra.

No livro “Memórias de uma guerra suja”, dos jornalistas Marcelo Netto e Rogério Medeiros, Guerra confessou o assassinato e a incineração de diversos presos políticos, além da participação em atentados a bomba como o do Riocentro, denunciando os nomes de seus comparsas.

Segundo Paim disse na tribuna, três homens cercaram a casa de idosos no interior do Espírito Santo, onde o delegado estava  escondido, e um deles ameaçou atirar.

Logo após o discurso, Paim falou ao Poder Online:

Veja também:

Autor: Tags: , ,

Brasil | 15:02

Do cacique do DEM, Cesar Maia, para a Comissão da Verdade

Compartilhe: Twitter

Da news-letter eletrônica “O Ex-Blog do Cesar Maia”, escrita pelo ex-prefeito do Rio e cacique nacional do Partido Democratas Cesar Maia, também um ex-exilado no Chile durante a ditadura militar:

UMA SUGESTÃO PARA A COMISSÃO DA VERDADE: VER O FILME “CIDADÃO BOISELEN”!

1.(Folha de SP, 14) Membro da Comissão da Verdade –José Carlos Dias: “Tudo isso vai ser analisado”. Em sintonia com outros integrantes da comissão, o ex-ministro afirma não ver barreiras contra a atuação do grupo. “Vamos apurar tudo que pudermos apurar, vamos até o fim. Eu digo que não somos donos da verdade, mas vamos ser perseguidores da verdade”, disse.

2. O CIDADÃO BOISELEN:  “A Oban, como era chamada, foi um centro de informações, investigações e de torturas criada nos anos 1960. O filme deixa claro que era financiada por empresários e banqueiros. O caso de Henning Boilesen, o cidadão Boilesen, é exemplar. Dinamarquês naturalizado brasileiro, ele virou empresário no País. Anticomunista ferrenho, ligou-se a grupos militares e paramilitares. Outros empresários e banqueiros – nomeados no filme – também fizeram isso, mas Boilesen se destacava por uma particularidade fartamente debatida no filme. Sádico, ele tinha um prazer especial em seguir as sessões de tortura, chegando a  fornecer carros da empresa Ultragaz,do grupo Ulbra, que presidia, para operações de repressão.”

3. Trailer.

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 15 de maio de 2012 Brasil | 12:00

Em vídeo, Claudio Guerra reafirma incineração de corpos pela ditadura

Compartilhe: Twitter

Foi postasdo no site do livro “Memórias de uma guerra suja” (http://memoriasdeumaguerrasuja.com.br/) um novo vídeo com declarações de Cláudio Guerra, ex-delegado do Departamento de Ordem Política e Social (DOPS) do Espírito Santo reafirmando o incineramento de corpos de presos políticos na usina Cambahyba, no município de Campos, região norte do Estado do Rio de Janeiro.

Cláudio Guerra contesta declarações de Cecilia Ribeiro Gomes, filha do ex-vice-governador Heli Ribeiro, que negou as cremações.

Veja também:

Autor: Tags:

segunda-feira, 14 de maio de 2012 Brasil | 10:01

Seca leva pecuaristas do Nordeste a se desfazerem do gado

Compartilhe: Twitter

Um retrato preocupante da seca no Nordeste, segundo o blog do jornalista pernambucano Magno Martins:

Um fenômeno vem tirando o sono do Governo: a redução do rebanho bovino no semiárido.

Os pecuaristas da região atingida estão se desfazendo dos animais numa velocidade impressionante. Nos últimos quatro meses, 725 mil animais já deixaram as propriedades de origem para venda ou abate precoce.

Na prática, um aumento de 112% comparado ao mesmo período do ano passado, que registrou 315 mil GTAS – guias de trânsito de animais. Magro e abatido, o gado está sendo vendido a preço de banana.

Em Itacuruba, um lote de 20 reses foi negociado por R$ 2 mil por um comprador do Maranhão. Na prática, o animal está saindo por R$ 100, quando o preço real é de R$ 900.

O mais preocupante é que a linha de crédito para financiamento de ração, prometida pela presidente Dilma na reunião dos governadores em Sergipe, há 20 dias, embaralhou na burocracia.

E quando sair grande parte dos criadores não poderá ser contemplado, porque há registros de inadimplência bancária. Sendo assim, não há outra saída que não a de se desfazer do rebanho para evitar a morte na caatinga por falta de pasto.

Autor: Tags: , ,

Brasil | 08:41

Prefeitos protestam contra piso salarial dos professores

Compartilhe: Twitter

Semana de hotéis lotados em Brasília.

Prefeitos do país inteiro viajam para o Distrito Federal a fim de participar, de terça-feira até quinta-feira, da 15ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios.

Neste ano, além de cobrarem novamente a votação do projeto de redistribuição igualitária dos royalties do petróleo, os prefeitos protestarão também contra o novo piso nacional do magistério, que, dizem, irá estrangular as contas dos municípios.

Eles também reclamam da regulamentação da Emenda 29, aprovada pelo Senado, determinando os gastos das administrações municipais com Saúde. Os prefeitos cobravam da União a aplicação 10% dos tributos em Saúde, mas essa parte do texto foi retirada do projeto no Congresso.

Apesar das reclamações, a presidenta Dilma Rousseff foi convidada e deverá participar do evento. Como nos anos anteriores, o Palácio procura evitar que a Marcha fique marcada como um protesto contra o governo federal.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 10 de maio de 2012 Brasil | 18:35

Prefeito do Acre envolvido no tráfico de jabutis

Compartilhe: Twitter

Deu no jornal “Pàgina 20”, do Acre:

Polícia e Imac (Instituto do Meio Ambiente do Acre) investigam comércio de quelônios envolvendo o prefeito Dindim Pinheiro (PSDB), da cidade de Feijó.

Faz duas semanas que a população não fala em outra coisa senão na notícia de que seu prefeito pode ter comandado, em 11 de abril passado, um dos maiores crimes ambientais da história do município.

(…)

Sem contar os outros 48 jabutis que as embarcações do prefeito e sua comitiva teriam levado (…), os 49 jabutis apreendidos resultam em multas de R$ 24,5 mil. Todos os jabutis implicam multa total de R$ 48,5 mil, que pode vir a ser rateada entre os membros da comitiva, formada, além do prefeito, segundo o relatório do Imac (Instituto do Meio Ambiente do Acre), pelo vereador Ronelson, o médico Rosalvo Firmo de Aguiar (Babá) e os outros quatro homens identificados como Raimundinho (irmão do vereador Ronelson), Márcio da Piaba, Tatá e Xibiu.

Autor: Tags: , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 20
  3. 30
  4. 40
  5. 48
  6. 49
  7. 50
  8. 51
  9. 52
  10. 60
  11. 70
  12. 80
  13. Última