Publicidade

Arquivo da Categoria Congresso

sábado, 19 de dezembro de 2015 Congresso, Sem categoria | 06:00

Como último ato do ano, Cunha tentará anular investigação do Conselho de Ética

Compartilhe: Twitter

 

Presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) (Agência Brasil)

Presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) (Abr)

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), planeja, como último ato de 2015, reverter a decisão tomada pelo Conselho de Ética da Câmara de abrir investigação contra ele, por quebra decoro parlamentar.

A decisão foi tomada no início da semana, com a aprovação do relatório apresentado pelo deputado Marcos Rogério (PDB-RO), pedindo a continuidade do processo, na oitava sessão do conselho destinada a abertura do processo contra Cunha.

Cunha chamou reunião de líderes para a próxima segunda-feira (21) e já arregimentou seus defensores com o objetivo de garantir quorum para deliberação na CCJ.

Para derrubar a decisão do Conselho de Ética, Cunha já conta a disposição do presidente da CCJ, deputado Artur Lira (PP-AL), seu aliado, que criticou a condução do deputado José Carlos Araújo (PSD-SE), dizendo que o Conselho errou ao não conceder vistas aos deputados que formam a tropa de choque do presidente da Câmara.

O recurso contra a decisão do Conselho foi apresentado pelo deputado Carlos Marun (PMDB-MS) e será relatado por Elmar Nascimento (DEM-BA).

A continuidade dos trabalhos legislativos é mais um ato de Cunha com o objetivo de reverter decisões contrárias a ele e reforçam a tese defendida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que, ao pedir o afastamento de Cunha do cargo de deputado, alega que ele usa seu mandato e a posição de presidente da Casa para impedir o andamento das investigações. O pedido feito por Janot só será julgado em fevereiro.

Como estratégia, o Planalto espera não dar quorum na semana que vem, embora a orientação seja para que os deputados aliados estejam em Brasília na semana do Natal. Caso Cunha consiga juntar seus cerca de 200 apoiadores na  Câmara, será necessária uma estratégia rápida para derrubar a proposta diante da presença dos deputados fieis a Cunha.

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 Congresso, Economia, Governo | 17:51

Lindbergh comemora saída de Levy

Compartilhe: Twitter
Lindbergh Farias (Foto: José Cruz/ABr)

Lindbergh Farias (Foto: José Cruz/ABr)

O senador Lindbergh Farias, (PT-RJ), um dos mais aguerridos críticos da política econômica e do ajuste fiscal implantado no primeiro ano do segundo mandato de Dilma disse ter esperanças na condução do novo ministro Nelson Barbosa

“Eu tenho muita esperança que o novo ministro Nelson Barbosa mude a política econômica. A grande questão no Brasil, hoje, não é fazer ou deixar de fazer um ajuste fiscal. É colocar o Brasil para crescer, proteger os empregos. Eu sempre fui muito crítico ao ministro Joaquim Levy porque eu sabia que esses ajustes fiscais, feitos dessa forma, levavam à recessão econômica”, disse o senador.
“O pior é que, aqui no Brasil, fizemos ajuste e ao mesmo tempo aumentamos a taxa de juros. Era um caminho que não tinha como dar certo.Espero que, com Nelson Barbosa, a gente corrija a política econômica, coloque o Brasil para crescer, proteja os empregos”, disse o senador.
O anúncio sobre a troca será feito por meio de nota a ser divulgada ainda nesta sexta-feira pelo Palácio do Planalto.

 

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015 Congresso | 13:56

Acusado de comentário machista, Serra divide andar com secretaria de mulheres do DEM

Compartilhe: Twitter
José Serra (Foto: Alan Sampaio, iG Brasília)

José Serra (Foto: Alan Sampaio, iG Brasília)

Como ironia e política parecem caminhar juntas, isso não deixa de ser verdade nem quando os bastidores do poder presenciam suas desavenças.

Acusado de fazer um comentário machista pela ministra Kátia Abreu (PMDB-TO), que resultou numa reação da titular da Agricultura, José Serra (PSDB-SP) poderá ter contornar constrangimentos para manter a política da boa vizinhança.

É que como seu gabinete está em reforma e só deve ficar pronto em março do ano que vem, Serra foi acomodado num gabinete provisório no 26º andar do anexo 1 do Senado.

Ao lado do gabinete de Serra fica o escritório da Mulher Democrata, braço feminista do DEM.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015 Congresso | 17:12

Brito é sobrenome em alta no Conselho de Ética

Compartilhe: Twitter

Se existe um sobrenome em alta no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados ele é Brito.

Além de terem em comum filiação a partidos da base de apoio ao governo, os três selecionados na lista tríplice de onde sairá o nome do novo relator do processo que pode cassar o mandato de Eduardo Cunha, eles também partilham o mesmo sobrenome.

Os selecionados na lista tríplice são Marcos Rogério da Silva Brito (PDT-RO), Leonardo Cunha de Brito (PT-AP) e Sergio Luís Lacerda Brito (PSD-BA).

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 25 de novembro de 2015 Congresso | 16:44

Grupo anti-Cunha lamenta ausência do DEM em visita à PGR

Compartilhe: Twitter

Os deputados críticos do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), sentiram, nesta quarta-feira (25), a ausência de parlamentares do DEM entre o grupo que foi à Procuradoria Geral da República (PGR) para pedir o afastamento de Cunha do cargo.

Para alguns parlamentares de legendas ditas “independentes”, a ausência pode ser um sinal de que Cunha tenha conseguido reverter em parte a hostilidade contra ele no campo da oposição.

O grupo, formado inicialmente por 35 parlamentares de nove partidos, liderados pela Rede e pelo PSOL, havia conseguido o apoio do PSDB e do DEM, que lideraram as tentativas de obstrução das votações na Câmara, devido as manobras de Cunha para postergar o início do processo contra ele  no Conselho de Ética da Casa.

O movimento de obstrução uniu além do PSDB e do DEM, legendas como PPS, Rede, PSOL e PSB, que chegaram a anunciar uma ação conjunta contra Cunha na Câmara, com o objetivo de municiar o procurador Rodrigo Janot para que ele peça ao Supremo Tribunal Federal (STF) a saída do cargo.

O grupo foi recebido pelo chefe de gabinete de Janot, Eduardo Pelella.

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 6 de novembro de 2015 Congresso | 14:29

Servidores da Câmara preparam ato contra gestão Cunha

Compartilhe: Twitter
O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e sua mulher, Cláudia Cruz. (foto: Luciana Lima)

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e sua mulher, Cláudia Cruz. (foto: Luciana Lima)

Revoltados com o tratamento recebido ao chegarem ao trabalho nesta sexta-feira (6), funcionários da Câmara dos Deputados já preparam um ato contra as medidas ordenadas pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para a próxima terça-feira (10).

A manifestação está marcada para as 10 horas no Espaço do Servidor, ao lado da Biblioteca da Câmara.

Além disso, para mostrar a inviabilidade de ter que passar por revista para se chegar ao trabalho, os servidores combinaram que entrarem todos pela Chapelaria, acesso principal da Câmara, por onde chega a maior parte dos deputados, inclusive o presidente, que tem sua vaga de garagem privativa no local.

Nesta sexta-feira, funcionários tiveram que passar por detectores de metal e raio X para entrarem na Câmara. A medida, tomada pela Direção da Câmara, ocorreu depois que um manifestante atirou sobre Cunha uma “chuva de dólares” com sua foto impressa nas cédulas.

Cunha é acusado pelo Ministério Público Federal de manter contas na Suíça pelas quais teriam passado dinheiro proveniente de propina do esquema investigado pela Operação Lava Jato. Informações prestadas pelo Ministério Público da Suíça apontam sua mulher, a jornalista Cláudia Cordeiro Cruz, como titular de contas que o beneficiam e que teriam recebido recursos ilegais.

 

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 3 de novembro de 2015 Congresso | 18:23

PRB tenta convencer Pinato a não aceitar relatoria de processo de Cunha

Compartilhe: Twitter

Tão logo o nome do deputado Fausto Pinato (PRB-SP) foi sorteado entre os três possíveis relatores do processo contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o presidente do PRB, Marcos Pereira, pegou um voo de São Paulo para Brasília.

No PRB, legenda ligada à Igreja Universal e base de Cunha, a avaliação é de que Pinato deveria se abster de aceitar a relatoria, caso seja o nome escolhido pelo presidente do Conselho de Ética, deputado José Carlos Araújo (PSD-BA).

Pinato, no entanto, já avisou ao partido que, se for o nome escolhido, aceitará a tarefa e sinalizou que é a favor a admissibilidade da investigação contra Cunha. O nome deverá ser anunciado pelo presidente do Conselho ainda nesta semana.

Após a definição do relator, o Conselho abre 10 dias de prazo para que se apresente um relatório sobre a admissibilidade da representação que foi apresentada pelo PSOL, pela Rede e e assinada por deputados de outros partidos.

O parecer terá que ser votado pelo Conselho de Ética e se for admitido, dá-se inicio ao processo, abrindo prazo de defesa prévia e apresentação de testemunhas, tanto da defesa, quanto da acusação. Ao todo, o Conselho de Ética tem 90 dias para julgar o caso.

 

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 26 de outubro de 2015 Congresso | 16:25

Cristovam defende suspensão de programa nuclear

Compartilhe: Twitter
Senador Cristovam Buarque (PDT-DF) quer suspensão de construção de usinas nucleares no Brasil

Senador Cristovam Buarque (PDT-DF) quer suspensão de construção de usinas nucleares no Brasil

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) – que desde a campanha de 2006 para a presidência da República, ficou conhecido nacionalmente pela defesa monotemática da Educação – adotará um discurso ambientalista na abertura do seminário sobre Energia Nuclear promovido pelo Senado, nesta semana.

Ele é autor de um projeto de lei que suspende por trinta anos a construção de novas usinas nucleares no Brasil.

O seminário é promovido pela Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senador e é aberto ao público.

Autor: Tags: ,

Congresso | 15:52

Deputados recorrem para suspender conceito de família só de homem e mulher

Compartilhe: Twitter

Os deputados Jean Wyllys (PSOL-RJ) e Erika Kokay (PT-DF) apresentaram nesta segunda-feira (26) à Mesa Diretora da Câmara, dois recursos que suspendem a definição de família, aprovada há duas semanas pela Comissão de Constituição e Justiça da Casa.  Os recursos são avalizados por assinaturas de 189 deputados e, na prática, suspende a decisão sobre o conceito de família formada exclusivamente por homem e mulher, definida pela comissão, em caráter terminativo, na Câmara.

A Câmara terá primeiro que apreciar os recursos, antes de encaminhar o Estatuto da Família para o Senado.

Para suspender o efeito conclusivo da tramitação do projeto, eram necessárias 51 assinaturas, o que corresponde a 10% do total de parlamentares. No recurso apresentado por Erika Kokay, constam 120 assinaturas. No documento de autoria de Jean Willys, há 69 adesões.

O conceito de Família, formado exclusivamente pela união de homem e mulher é uma pauta antiga da bancada religiosa na Câmara que quer impedir o avanço de direitos de gays no país. O projeto contraria decisões já tomadas no âmbito do Judiciário que reconhecem as famílias homoafetivas com os mesmos direitos das demais famílias.

Para virar lei, após a tramitação da Câmara, a proposta precisa ser ainda apreciada pelo Senado e sancionada pela presidente da República.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 22 de outubro de 2015 Brasil, Congresso, Governo, Partidos, Política | 14:28

Lotéricos pedem presença de Cunha no Planalto, mas ele evita aparecer ao lado de Dilma

Compartilhe: Twitter
Eduardo Cunha (PMDB-RJ). (foto: Alan Sampaio iG/Brasília)

Eduardo Cunha (PMDB-RJ). (foto: Alan Sampaio iG/Brasília)

Ao serem recebidos pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em seu gabinete, nesta quinta-feira (22), representantes do lobby das casas lotéricas agradeceram o empenho de Cunha na aprovação da lei que regulamenta o setor.

Os lotéricos disseram que faziam questão da presença de Cunha na cerimônia de sanção da lei, marcada para esta tarde no Palácio do Planalto.

No entanto, Cunha optou por não comparecer ao evento, para o qual foi convidado oficialmente, como presidente da Câmara. Seria o primeiro encontro dele com Dilma após o bate-boca pela imprensa, sobre as denúncias da Operação Lava Jato.

 

 

 

Autor: Tags: ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última