Publicidade

Arquivo da Categoria Economia

segunda-feira, 19 de maio de 2014 Economia | 20:00

Fabio Giambiagi e Alexandre Schwartsman lançam livro sobre crescimento brasileiro

Compartilhe: Twitter

De carona na pauta econômica da eleição, os economistas Fabio Giambiagi e Alexandre Schwartsman lançam na quarta-feira o livro Complacência – Entenda por que o Brasil cresce menos do que pode.

A obra faz um diagnóstico do crescimento econômico do país na última década. O lançamento ocorre na Livraria da Travessa, em Ipanema, no Rio de Janeiro.

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 12 de maio de 2014 Economia | 09:00

Governo manda a conta para a DeMillus

Compartilhe: Twitter

A DeMillus terá que arcar com as despesas previdenciárias de uma funcionária que perdeu dois dedos num acidente de trabalho. A Advocacia-Geral da União conseguiu convencer a Justiça de que o caso só ocorreu porque a empresa poderia ter prevenido o episódio se tivesse tomado medidas de segurança adequadas.

Assim, tudo o que foi gasto pelo INSS com a funcionária terá que ser ressarcido aos cofres públicos. Os gastos totalizaram R$ 8 mil.

Autor: Tags: ,

terça-feira, 6 de maio de 2014 Economia | 12:12

Prevendo enxurrada de liminares, AGU faz plantão para garantir leilão de energia

Compartilhe: Twitter

Cerca de 50 advogados da União ficarão de plantão durante toda esta semana para garantir que o leilão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) seja realizado na próxima sexta-feira (9).

Luís Inácio Adams (Foto: ABr)

O ministro da AGU, Luís Inácio Adams (Foto: ABr)

O governo está atento para contrapor a esperada enxurrada de ações judicias que possam atrapalhar a venda dos treze lotes de energia.

De acordo com a AGU, os advogados e procuradores ficarão em diversos pontos do país, mas se concentrarão no estado de São Paulo.

O governo espera investimentos estimados em R$ 4,3 bilhões. As empresas vencedoras serão responsáveis pela construção, operação e manutenção das Instalações do Sistema Interligado Nacional, que chega a 3.500 km.

Esse é o primeiro leilão de concessão de energia elétrica que as unidades da AGU acompanham este ano. Em fevereiro, de 2014, houve plantão para monitorar as ações relacionadas ao leilão das linhas de transmissão da usina de Belo Monte.

 

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 3 de abril de 2014 Economia | 06:00

Relatora agora diz que regulamentação da lei das domésticas pode sair este mês

Compartilhe: Twitter

Relatora do projeto que regulamenta a lei das domésticas, a deputada Benedita da Silva (PT-SP) diz ter procurado o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) para tentar tirar a proposta da gaveta.

A lei foi promulgada há um ano e até agora espera regulamentação, necessária para esclarecer vários pontos relacionados ao exercício da profissão. A deputada faz até uma previsão otimista, de que tudo saia ainda neste mês.

Assista:

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 2 de abril de 2014 Economia | 11:30

Lei das domésticas completa um ano sem regulamentação

Compartilhe: Twitter

Nesta quarta-feira, a lei das domésticas comemora um ano de sua promulgação. Até agora, entretanto, o Congresso não aprovou a regulamentação da proposta, fundamental para esclarecer as regras que guiam a profissão.

Vale lembrar que a promessa feita na época era a de resolver tudo com muita rapidez. Na época em que a proposta foi aprovada na Câmara, por exemplo, a presidente Dilma Rousseff chegou a pedir aos líderes aliados no Congresso que fizessem o possível para deixar tudo pronto o quanto antes.

O então presidente da comissão que tratava do assunto, Cândido Vaccarezza (PT-SP), chegou a dar um projeção de poucas semanas para que o assunto estivesse concluído.

 

 

 

 

Autor: Tags: ,

Economia | 06:00

‘Google, Facebook e Netflix têm que ser enquadrados na lei tributária’, diz Paulo Bernardo

Compartilhe: Twitter
Paulo Bernardo (Foto: André Dusek/AE)

Paulo Bernardo (Foto: André Dusek/AE)

Defensor da tese de que o governo deve endurecer a política tributária sobre gigantes da internet, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, subiu o tom. Disse que não há tempo a perder, pois esses negócios hoje crescem em ritmo muito mais acelerado do que no passado.

Leia também: ‘Internet vai bombar no curtíssimo prazo’, diz Paulo Bernardo

Citando especificamente empresas como Netflix, Google e Facebook, Bernardo diz que o governo deve reforçar o quanto antes a cobrança de impostos sobre produtos e serviços, em especial aqueles prestados com base em estruturas alocadas no exterior.

“Essas empresas hoje não pagam impostos como deveriam. Hoje, uma empresa como a Netflix tem um milhão de assinantes. Logo, vai ter muito mais do que isso. O negócio todo precisa ser enquadrado do ponto de vista tributário”, diz ele. 

Bernardo diz não ver qualquer necessidade de alterar a legislação atual. “O que precisa é enquadrar essas empresas na lei tributária atual. Vale para Netflix, Google, Facebook….Todas elas.”

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014 Economia | 20:42

AGU regulariza situação de empresas estrangeiras sobre posse de terras

Compartilhe: Twitter

O Advogado-Geral da União, ministro Luís Inácio Adams, assinou uma portaria que regulariza a situação de empresas estrangeiras que desenvolveram projetos no Brasil entre os anos de 1994 e 2010.

Essas empresas enfrentavam problemas burocráticos nos campos jurídico e fiscal em função de entendimentos conflitantes da AGU no que diz respeito à terras de estrangeiros no país.

A situação dessas empresas se agravava na medida que o Incra não tinha um cadastro de terras pertencentes a estrangeiros no Brasil.

Além a AGU, a portaria é assinada pelo Incra e pelo Ministério da Agricultura.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014 Economia | 12:00

Governistas enxergam ‘pacote-problema’ para a inflação

Compartilhe: Twitter

Parlamentares governistas enxergam com preocupação o quadro que tomou forma nos últimos dias, com a ocorrência do apagão, combinado ao atual cenário econômico. Cresce a avaliação de que o governo se vê diante de uma série de fatores que podem, dependendo do desenrolar das coisas, contribuir para impulsionar significativamente os índices inflacionários e alimentar o discurso da oposição para a corrida presidencial deste ano.

Diante de pedidos de prefeitos e governadores por um alívio nas contas, representantes do Ministério da Fazenda têm sido taxativos em dizer que a situação é muito delicada para as contas públicas e que o governo, neste momento, não tem margem para promover qualquer tipo de desoneração. Sem o reforço, vários municípios ameaçam aumentos como os da passagem de ônibus.

A resposta tem sido a de que Dilma, então, tende a enfrentar um “pacote-problema” nessa questão. Até porque corre o risco de a pressão nos preços ganhar corpo em pleno ano eleitoral, num já aguardado cenário de protestos e manifestações.

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014 Economia | 09:15

Aécio incorpora apagão ao discurso e ataca ‘má gestão’ de Dilma

Compartilhe: Twitter
Aécio Neves (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

Aécio Neves (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)s

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) incorporou rapidamente o tema do apagão ocorrido ontem em seu discurso eleitoral. Nas redes sociais, a equipe do senador mineiro difundiu mensagens em que o presidenciável tucano ataca a “má gestão” do governo na área energética e a excessiva intervenção federal.

“Estamos agora colhendo, infelizmente, os frutos da má gestão do governo federal na área de energia”, afirmou o tucano, acrescentando que o governo deveria ter retirado impostos federais que incidem na conta de luz.

“A excessiva intervenção federal vai certamente custar muito caro a todos os brasileiros que são afetados por apagões, que, se não chover rapidamente, poderão ser mais frequentes e graves no futuro.”

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014 Economia | 09:00

Sindicalistas fazem as pazes e Sintracon permanecerá na Força Sindical

Compartilhe: Twitter

O clima azedo entre Paulinho da Força (SDD) e o deputado estadual paulista Antonio de Sousa Ramalho (PSDB) foi  superado. Ramalho, que é presidente do sindicato do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de São Paulo (Sintracon-SP), ameaçava desvincular a entidade da Força Sindical.

Leia também: Sindicato da Construção Civil de SP vai se desligar da Força Sindical

O movimento poderia custar caro para a Força, já que o Sintracon injeta na central sindical mais de R$ 1 milhão anualmente. A maior crítica do sindicato era a falta de espaço em postos de direção da Força. Aos poucos, os espaços foram sendo abertos depois da ameaça de mudança.

Na semana passada, Paulinho acolheu a indicação de Nelson Matias, feita por Ramalho, para assumir uma diretoria do Programa de Assistência ao Trabalhador da Secretaria Estadual do Trabalho de São Paulo, pasta que é controlada pelo Solidariedade.

Ramalho admite que, com mais esse movimento, o Sintracon deve mesmo ficar onde está.

Leia também: Paulinho da Força tenta reverter prejuízo com desfiliação de Sindicato da Construção

 

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
  6. 6
  7. 10
  8. 20
  9. Última