Publicidade

Arquivo da Categoria Estados

quinta-feira, 20 de agosto de 2015 Brasil, Congresso, Estados, Política | 14:51

Deputados querem acompanhar investigações sobre chacina de Osasco

Compartilhe: Twitter
Deputados querem acompanhar investigações sobre chacina em Osasco (Reprodução)

Deputados querem acompanhar investigações sobre chacina em Osasco (Reprodução)

Os deputados Valmir Prascidelli (PT-SP) e Reginaldo Lopes (PT- MG) querem que a criação de uma Comissão Externa para acompanhar as investigações sobre as mortes ocorridas em Osasco, no último dia 13 de agosto. Os dois parlamentares apresentaram o pedido à Mesa Diretora da Câmara.

Também devem integrar o grupo os parlamentares Erika Kokay (PT-DF), Orlando Silva (PCdoB-SP) e Rosângela Gomes (PRB-RJ), que foi relatora da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre o extermínio de Jovens Negros, que funcionou na Câmara durante o primeiro semestre.

“A segurança pública é responsabilidade do Governo Estadual, mas nós não podemos deixar que as investigações não cheguem aos responsáveis. Vamos acompanhar tudo de perto”, disse Prascidelli.

A suspeita é de que as mortes teriam ocorrido por ação de agentes do próprio Estado, daí a preocupação com a isenção das investigações. A justificativa para a criação da comissão indica que as execuções seguiram um padrão e que uma das linhas de apuração aponta para crime de vingança por parte de policiais, devido a morte de um colega.

“A gravidade dos fatos e a necessidade de apurar as reais motivações e descobrir os autores trazem a necessidade do acompanhamento de parlamentares federais para que as investigações e suas conclusões tenham um desfecho isento e transparente”, justificou Reginaldo Lopes.

 

Autor: Tags: , , , , , , ,

segunda-feira, 22 de junho de 2015 Congresso, Estados, Governo, Partidos, Política | 19:10

Padilha desfaz mal estar com Mercadante sobre nomeações. “Nunca houve paralisação”

Compartilhe: Twitter

Fazendo o papel de articulador político do governo, o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Eliseu Padilha, fez questão de desfazer o falado mal estar entre peemedebistas e o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante que, segundo alguns aliados, estava fazendo corpo mole na análise das nomeações para o segundo escalão do governo

O ministro Eliseu Padilha. (Foto: Agência Brasil)

O ministro Eliseu Padilha. (Foto: Agência Brasil)

.

“Nunca houve e não há nenhuma paralisação na Casa Civil”, disse o ministro.

Ao contrário, Padilha atribuiu uma característica de velocidade à pasta comandada por Mercadante. “O processo entra pela SRI (Secretaria de Relações Institucionais), vai à Casa Civil, que com a velocidade maior possível acelera a liberação”, destacou.

O segundo escalão está praticamente definido de acordo com o ministro e o governo, agora, trabalha para preencher os cargos de terceiro escalão, que são as representações nos estados. Nestes casos, a disputa tem sido acirrada entre parlamentares. “Não é fácil porque nos estados tem disputa. Temos que entender que temos menos cargos e pretensões”, ressaltou.

 

 

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 13 de maio de 2015 Estados | 15:03

‘Risco de desabastecimento de água é cada vez menor’, diz secretário de Alckmin

Compartilhe: Twitter
O deputado federal Duarte Nogueira (PSDB-SP).

O deputado federal Duarte Nogueira (PSDB-SP).

Embora não descarte totalmente o risco de desabastecimento, o governo do tucano Geraldo Alckmin afirma que esta possibilidade está cada mais distante, mesmo com a chegada do período de estiagem.

“O problema de abastecimento foi bem gerido e estamos confiantes de que a produção de água vai aumentar em ritmo equivalente ao consumo. Com todo a cautela que deve ter quem é parte da gestão, eu diria que a chance de desabastecimento é cada vez menor”, diz presidente do PSDB paulista e secretário de Transporte do tucano, Duarte Nogueira.

 

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 7 de maio de 2015 Estados | 06:00

Governo Alckmin prepara-se para novo pico na crise hídrica

Compartilhe: Twitter
Governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP). Foto: Divulgação

Governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP). Foto: Divulgação

O governo paulista avalia que passará por um novo pico na crise hídrica nos próximos meses, em decorrência do início do período de estiagem. Ainda assim, Alckmin tem se empenhado em acalmar a equipe. Nas últimas conversas que manteve com secretários, o tucano disse avaliar que o impacto na imagem do governo será bem menor do que no fim do ano passado.

Pelo menos dois fatores, segundo auxiliares, contribuem para aliviar o peso de uma eventual falta de água. Primeiro, o governo avalia que foi bem sucedido em mostrar à população que está fazendo o possível para responder à crise. Segundo, a equipe de Alckmin entende que a rapidez no contingenciamento de recursos realizado nos últimos meses deixa uma margem maior de manobra em caso de uma situação emergencial.

E, como não há mais uma eleição em andamento, não será preciso esperar para comunicar o problema à população, antecipando a ação nas residências para minimizar o desperdício.

Autor: Tags: ,

terça-feira, 5 de maio de 2015 Estados | 16:03

Unidade móvel para a comunidade LGBT será inaugurada em SP ainda este mês

Compartilhe: Twitter
Prefeito Fernando Haddad inaugura Centro de Cidadania LGBT Paulo Pinto/Fotos Públicas

Prefeito Fernando Haddad inaugura Centro de Cidadania LGBT
Paulo Pinto/Fotos Públicas

Em tempos de desgaste do PT na capital paulista, a prefeitura decidiu cumprir algumas promessas de campanha feitas à comunidade LGBT. O prefeito Fernando Haddad deve inaugurar ainda este mês uma unidade móvel que vai circular por regiões como a Rua Augusta e o Largo do Aurouche.

O veículo servirá de base para a realização de campanhas educativas e para a prestação de serviços como testes para doenças sexualmente transmissíveis, além do acolhimento para vítimas de violência contra gays, lésbicas e pessoas trans.

Em março, Haddad já inaugurou um Centro de Referência LGBT, também situado no Largo do Arouche.

Leia também: ‘Sociedade está organizada contra a homofobia’, diz Haddad

 

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 29 de abril de 2015 Estados | 18:46

Bancada do Paraná culpa secretário de Fazenda pela crise no Estado

Compartilhe: Twitter

Corre na bancada federal do Paraná, especialmente entre os tucanos, uma grande irritação com o secretário estadual de Fazenda, Mauro Ricardo Costa, a quem os parlamentares atribuem a culpa pela crise e pelos conflitos entre governo e os professores grevistas do Estado.

Numa roda de conversa no Cafezinho da Câmara, os deputados aliados do governador Beto Richa (PSDB) acusavam Mauro Ricardo de falta de jogo de cintura e radicalismo nos cortes orçamentários.

Foi quando um deles contou que, antes de convidar Mauro Ricardo para o cargo, o governador pediu autorização ao prefeito de Salvador, ACM Neto, a quem o economista estava subordinado como secretário de Fazenda.

“E sabe o que ACM Neto respondeu?”, contou o deputado. “Ele disse que liberava, sim o Mauro, que ele era muito competente. Mas que iria fazer a popularidade do Beto cair 30 pontos percentuais. Pois é, já caiu 40 pontos.”

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 17 de abril de 2015 Estados | 18:24

Deputado do PSOL pede habeas corpus para PMs acusados de matar Amarildo

Compartilhe: Twitter
O deputado federal Cabo Daciolo (PSOL-RJ). Foto: Zeca Ribeiro / Agência Câmara

O deputado federal Cabo Daciolo (PSOL-RJ). Foto: Zeca Ribeiro / Agência Câmara

O deputado federal Cabo Daciolo (PSOL-RJ) entrou com um pedido de habeas corpus para liberar da prisão 12 policiais militares acusados de torturarem e assassinarem o pedreiro Amarildo dias de Souza, na Rocinha, em julho de 2013.

O processo foi recebido nesta quinta-feira pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e será relatado pelo desembargador Marcus Quaresma Ferraz, da oitava câmara criminal.

Entre os policiais presos desde o ano passado está o major Edson Santos, ex-comandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha. De acordo com Daciolo, “há evidências e documentos que apontam para a inocência deles”. “Faz um ano e seis meses que esses PMs estão na prisão preventiva. O que explica essa demora?”, questiona o deputado.

Leia também: Após defesa de policiais, PSOL do Rio pede expulsão de Cabo Daciolo

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 3 de abril de 2015 Estados | 07:00

Governo de São Paulo já contingenciou R$ 1,7 bilhões

Compartilhe: Twitter
Governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP). Foto: Divulgação

Governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP). Foto: Divulgação

A faca que o governador Geraldo Alckmin começou a passar nos gastos do governo paulista já resultou num corte de R$ 1,7 bilhão. Segundo auxiliares do tucano, a redução se concentra em gastos de custeio da máquina. Por enquanto, foram preservadas as áreas de saúde, educação e segurança.

Mas a redução ainda está muito aquém da meta do governo paulista para enfrentar o que descreve como “período muito difícil na economia”. O plano é cortar R$ 6 bilhões até o meio do ano.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 2 de abril de 2015 Estados | 16:58

Governo Alckmin começa a montar novo escritório em Brasília

Compartilhe: Twitter
Geraldo Alckmin (Foto: Cris Castello Branco)

Geraldo Alckmin (Foto: Cris Castello Branco)

Integrantes da equipe do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, desembarcam na próxima terça-feira em Brasília.

Eles têm a tarefa de começar a fazer andar a montagem de um novo escritório para a administração paulista na capital federal.

O primeiro passo é a visita de imóveis que possam abrigar a nova estrutura.

 

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 31 de março de 2015 Estados | 18:52

Acordo para dívida do Rio vai balizar outras negociações entre União e municípios

Compartilhe: Twitter
Eduardo Paes no ensaio da União da Ilha (Foto: Roberto Filho)

Eduardo Paes  (Foto: Roberto Filho)

O acordo engatilhado entre a União e a Prefeitura do Rio de Janeiro para o pagamento da dívida do município deve balizar negociações semelhantes com outras capitais. Ao menos esta é a intenção que foi manifestada pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, durante as negociações.

Todo o acordo teve por objetivo jogar o efeito fiscal do pagamento das dívidas somente para o ano que vem. A União já se comprometeu com a ideia.

Entenda: Eduardo Paes obtém liminar para reduzir dívida do município com o governo federal

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última