Publicidade

Arquivo da Categoria Internacional

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015 Internacional | 07:00

Dilma entrega credenciais a embaixador da Indonésia

Compartilhe: Twitter
Marco Archer Cardoso Moreira, 53, foi executado na madrugada de 17 de janeiro no horário indonésio (Reprodução/Youtube)

Marco Archer Cardoso Moreira, 53, foi executado na madrugada de 17 de janeiro no horário indonésio (Reprodução/Youtube)

A presidente Dilma Rousseff entregará nesta sexta-feira as credenciais a seis novos embaixadores que atuarão no Brasil, entre eles, o representante da Indonésia, país asiático que executou no mês passado, o brasileiro Marco Archer Moreira, condenado a pena de morte por tráfico de drogas.

Leia também: Indonésia adia execução de brasileiro

Dilma espera que a entrega da credencial ao embaixador indonésio Toto Riyanto seja vista pelo governo do país asiático como um sinal de que o Brasil não pretende romper relações diplomáticas, apesar da execução.

Janeiro: Brasileiro preso por tráfico de drogas é executado na Indonésia

Em contrapartida, o governo espera uma posição mais atenciosa do presidente indonésio, Joko Widodo, em relação a outro brasileiro que está na fila da morte na Indonésia, Rodrigo Gularte. A esperança do governo é que a tese da defesa de Gularte, de que ele passa por problemas mentais, seja aceita pela Indonésia e ele seja transferido para um hospital psiquiátrico.

Na última terça-feira, a Indonésia adiou a execução de prisioneiros, entre eles Goularte, que estava prevista para este mês. Autoridades indonésias alegaram que a prisão onde as sentenças de morte ocorrem não está pronta.

Além do representante da Indonésia, também receberão as credenciais das mãos da presidente, o representante do Panamá, Edwin Emilio Vergara Cárdenas; da Venezuela, Maria Lourdes Urbaneja Durant; de El Salvador, Diana Marcela Vanegas Hernández; do Senegal, Amadou Habibou Ndiaye, e da Grécia, Nikolaos Tsamados.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015 Internacional | 12:15

Governo torce por extradição de Pizzolato, mas considera julgamento imprevisível

Compartilhe: Twitter
Henrique Pizzolato (Foto: Antonio Cruz/Abr)

Henrique Pizzolato (Foto: Antonio Cruz/Abr)

O Planalto tem esperanças de conseguir a extradição do ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, cujo caso será analisado nesta quarta-feira na Corte de Cassação de Roma. Mas a decisão que será tomada pela Justiça italiana, diz o ministro da Advocacia-Geral da União, Luís Inácio Adams, é imprevisível.

A defesa de Pizzolato conseguiu manter o réu do mensalão em solo italiano até agora, ao apontar a precariedade das condições precárias do sistema prisional brasileiro. Uma preocupação em relação ao julgamento de hoje é que uma vitória de Pizzolato possa dificultar todos os pedidos de extradição futuros feitos pelo Brasil.

 

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015 Internacional | 09:00

Ordem no Itamaraty é elevar pressão por solução para crise financeira

Compartilhe: Twitter

No Itamaraty, diplomatas falam em elevar ao máximo as pressões sobre o novo chanceler Mauro Vieira, para que tome providências para amenizar a crise de recursos em embaixadas e consulados no exterior.

As queixas se referem à falta de dinheiro para o pagamento de despesas básicas nessas estruturas, como contas de água e luz, ou compra de suprimentos de primeira necessidade.

Nas conversas de corredor, joga-se grande parte da culpa pela gravidade da situação sobre o antigo chanceler Luiz Alberto Figueiredo. A tese é que faltou ali disposição para enfrentar o Planalto.

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015 Internacional | 11:22

Governo dará reposta sobre execução de brasileiro na Indonésia

Compartilhe: Twitter

O governo decidiu dar uma resposta oficial sobre o caso do brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, condenado por tráfico de drogas na Indonésia. A execução do brasileiro e de outros cinco condenados está marcada para domingo.

A presidente Dilma Rousseff orientou o  assessor especial da Presidência para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, a convocar uma entrevista coletiva para as 12h de hoje, para tratar do tema.

Desde a semana passada, Dilma vem tentando conversar por telefone com o primeiro ministro da Indonésia, Joko Widodo, para pedir a ele a comutação da pena, já que a legislação indonésia, que prevê pena de morte para traficantes, também prevê a clemência.

Além do brasileiro, estão aguardando a execução um holandês, dois nigerianos e um vietnamita. Caso as sentenças sejam cumpridas, serão as primeiras execuções do mandato de Widodo, eleito com a bandeira de endurecer o combate ao tráfico de drogas no país. Além disso, Marco Archer, será o primeiro brasileiro executado no exterior.

Autor: Tags:

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015 Internacional | 18:41

Chefes de Estado encaram fila e aglomeração na posse de Dilma

Compartilhe: Twitter

Vários chefes de Estado estrangeiros tiveram de encarar uma longa fila, com direito a aglomeração, durante a posse da presidente Dilma Rousseff.

Ao saírem do Congresso rumo ao Senado, delegações de vários países passaram um longo tempo fechadas no hall do anexo do Senado, à espera de vans que os levariam ao Planalto.

Ali, estava inclusive o presidente da Venezuela, Nicolas Maduro.

Assista:

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 28 de novembro de 2014 Internacional | 18:30

Premiadas do ‘Nobel Humanitário’ debatem violência contra a mulher no Brasil

Compartilhe: Twitter
Rede Borboletas recebe Prêmio Nansen, conhecido como Nobel Humanitário da ONU. (Foto: Acnur)

Rede Borboletas recebe Prêmio Nansen, conhecido como Nobel Humanitário da ONU. (Foto: Acnur)

A ONG colombiana de enfrentamento à violência contra as mulheres Rede Borboletas foi convidada para participar da programação dos 16 Dias de Ativismo contra a Violência Sexual e de Gênero, no Brasil. Neste ano, a entidade recebeu o Prêmio Nansen, conhecido como o Nobel Humanitário das Nações Unidas.

Leia também: Governo monitora denúncias de estupro na USP

As colombianas serão homenageadas na reunião de Cartagena +30, em Brasília, onde estarão reunidos todos os países da América Latina e Caribe para debater a situação dos refugiados na região.

No fim de semana, representantes da entidade visitarão a Cidade Estrutural, na periferia de Brasília, para conhecer a realidade local do enfrentamento à violência contra a mulher e à discriminação racial.  As colombianas também visitarão a Central de Atendimento à Mulher da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, mais conhecido como Ligue 180.

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 21 de novembro de 2014 Internacional | 07:30

Petista diz que fará ‘cursinho contra impeachment’ no Paraguai

Compartilhe: Twitter
Deputado federal Renato Simões (PT-SP). Foto: Agência Câmara

Deputado federal Renato Simões (PT-SP). Foto: Agência Câmara

O deputado federal Renato Simões (PT-SP) foi escalado para fazer um giro internacional, na próxima semana. Na sexta-feira, o petista chega ao Paraguai para representar o partido no primeiro congresso da Frente Guaçu, partido do ex-presidente paraguaio Fernando Lugo. Em seguida, Simões estará no Uruguai, onde acompanhará as eleições presidenciais para sucessão de José Mujica.

“Vou fazer um cursinho de resistência contra impeachment”, brinca o deputado, em referência à proposta levantada por alguns setores do PSDB diante da reeleição da presidente Dilma Rousseff e ao impeachment relâmpago de Lugo, em 2012.

Na época, a decisão do Senado paraguaio foi considerada um golpe de estado por organizações como Unasul e Mercosul, das quais o país foi afastado temporariamente até a realização de novas eleições, em 2013.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

segunda-feira, 22 de setembro de 2014 Internacional | 19:30

Dilma evita encontros bilaterais na ONU

Compartilhe: Twitter
A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

Cansada da maratona eleitoral, a presidente Dilma Rousseff avisou que evitará ao máximo a realização de reuniões bilaterais com outros chefes de Estado, durante sua viagem a Nova York, onde participará da Assembleia-Geral da ONU.

“Geralmente tem (reunião) bilateral. Dessa vez eu ainda não sei, mas estou tentando não ter nunca”, disse a candidata à reeleição pelo PT, que ainda está ajustando o discurso e a agenda no exterior. “Bate um desânimo só de pensar no tanto de coisa que tem para fazer”, explicou.

Autor: Tags: , ,

sábado, 6 de setembro de 2014 Internacional | 08:00

Comitê francês do plebiscito popular pela reforma política ultrapassa 200 assinaturas

Compartilhe: Twitter
Integrantes do Comitê Paris do Plebiscito Popular pela Reforma Política. (Foto: Divulgação)

Integrantes do Comitê Paris do Plebiscito Popular pela Reforma Política. (Foto: Divulgação)

O comitê organizado por brasileiros que moram em Paris, na França, já ultrapassou a marca das 200 assinaturas presenciais ao Plebiscito Popular pela Reforma Política. A mobilização tem sido realizada principalmente por estudantes em intercâmbio, mas também conta com o apoio de brasileiros que há anos optaram por se mudar para a capital francesa.

Leia também: ‘Plebiscito tenta resgatar a importância da participação popular’, diz secretário do PT

“Ultrapassamos hoje a marca dos 200 votos”, comemora Tiago Almeida, historiador que cursa parte de seu doutorado na Sorbonne. “A maioria dos brasileiros que encontramos fica animada com a possibilidade de participar da discussão política, apoia a campanha, gosta de posar para fotos e mostrar que votou. Tem sido muito bom”, diz o integrante do comitê.

A campanha do plebiscito em Paris foi lançada no dia 31 de março, em um ato pela punição dos crimes da ditadura militar brasileira, organizado pelo núcleo do PT de Paris. As urnas foram espalhadas por diversos pontos de concentração brasileira, como consulado, residências estudantis, igrejas e até mesmo na “Lavage de la Madeleine” – considerada a maior festa brasileira na Europa. Além da França, a mobilização também conta com comitês em países como Bélgica e Inglaterra.

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 22 de agosto de 2014 Internacional | 13:30

Entidades pedem a ONU e OEA análise sobre liberdade de expressão no Brasil

Compartilhe: Twitter

Entidades ligadas ao movimento pela democratização da comunicação pedirão ao Itamaraty uma visita oficial de representantes da Organização das Nações Unidas e da Organização dos Estados Americanos para investigar abusos policiais e governamentais contra jornalistas e comunicadores independentes, denunciadas sobretudo desde as manifestações de junho do ano passado.

O objetivo é que os órgãos internacionais possam analisar a situação, sob a ótica de acordos e leis estabelecidas. A iniciativa surgiu após debate realizado com a relatora Especial para Liberdade de Expressão da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA, Catalina Botero, o ex-Relator Especial para Promoção e Proteção do Direito à Liberdade de Opinião e Expressão da ONU, Frank La Rue, e o assessor regional de Comunicação e Informação da Unesco para o Mercosul e Chile, Guilherme Canela, no último fim de semana.

No debate organizado pela ONG Artigo 19 e pelo Intervozes, os especialistas afirmaram, por exemplo, que de acordo com leis internacionais qualquer pessoa que esteja documentando, mesmo com telefone celular, um protesto, tem o direito de não ser detida, nem ter seu material de registro capturado – ao contrário do que ocorreu em diversos protestos recentes, pelo país.

 

 

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última