Publicidade

Arquivo da Categoria Justiça

quinta-feira, 17 de setembro de 2015 Congresso, Justiça | 19:42

Para defazer suspeitas de censura, Cleber Verde garante espaço ao PSOL na TV Câmara

Compartilhe: Twitter

Net_Deputado_Cleber_VerdeO secretário de comunicação da Câmara, deputado Cleber Verde (PRB-MA), tratou de desfazer o desconforto gerado pelas suspeitas de “veto” nos veículos da Câmara, a deputados do PSOL e outros parlamentares críticos à atuação do presidente da Câmara Eduardo Cunha.

Para compensar a não transmissão pela TV Câmara, da sessão solene, que comemorou os 10 anos do PSOL, na última terça-feira, Verde garantiu aos deputados do PSOL que a sessão será exibida no sábado, na programação da TV.

Além disso, a produção também tratou de gravar com o líder do PSOL, Chico Alencar (RJ), o programa Palavra Aberta. A gravação ocorreu nesta quinta-feira (17) e o programa, que falará da história do partido, será exibido na próxima segunda-feira (21).

O líder não perdeu tempo durante a gravação de 11 minutos e acabou fazendo um trocadilho. Avisou que a sessão solene seria “prisada”, em vez de reprisada, já que não foi exibida ao vivo, como é de costume nas atividades do Plenário.

 

 

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 15 de setembro de 2015 Congresso, Justiça | 19:40

Funcionários da TV Câmara aplaudem discurso de Chico Alencar contra censura

Compartilhe: Twitter
Deputado Federal Chico Alencar (PSOL-RJ)

Deputado Federal Chico Alencar (PSOL-RJ)

O deputado Chico Alencar (PSOL-RJ), que seria um dos “vetados” pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ,) nos veículos de comunicação da Câmara, subiu a tribuna, às 18h25 de terça-feira (14), para repudiar a decisão de não transmissão da sessão solene de comemoração dos 10 anos do partido.

Na redação, servidores da TV Câmara aplaudiram o discurso no momento em que o parlamentar disse que os funcionários da TV Câmara estão se sentindo “obrigados a praticar censura com a qual não concordam” e que o veículo deveria ser, acima de tudo, “suprapartidário”.

O PSOL acusa Cunha de ter censurado a exibição da sessão, ocorrida pela manhã. A sessão seria transmitida pela TV Câmara e acabou  substituída por uma reprise de uma das reuniões de comissões da Casa.
Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 9 de setembro de 2015 Brasil, Congresso, Justiça | 17:52

Cristovam Buarque pede a Renan prioridade para propostas sugeridas pela Lava Jato

Compartilhe: Twitter
Senador Cristovam Buarque (PDT-DF) adotou duas propostas de combate a corrupção sugeridas pelos procuradores da Operação Lava Jato

Senador Cristovam Buarque (PDT-DF) adotou duas propostas de combate a corrupção sugeridas pelos procuradores da Operação Lava Jato

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) apresentou nesta quarta-feira (9) dois projetos de lei sugeridos pelos procuradores da Operação Lava Jato, com o objetivo de combater a corrupção.

Buarque quer que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), inclua as propostas na chamada Agenda Brasil, conjunto de prioridades elencadas pelo peemedebista para as votações do senado até o final deste ano.

Uma das propostas apresentadas estabelece multa para instituições financeiras que dificultarem o acesso a dados de clientes investigados e que tiveram seus sigilos constitucionais quebrados pela Justiça.

Outra modifica o Código de Processo Penal, para que se possa utilizar o instrumento da prisão preventiva com o objetivo de evitar a dissipação de dinheiro desviado enquanto a investigação acontece.

“São medidas indispensáveis para blindar o desenvolvimento econômico e social que o Brasil busca e merece. O objetivo é integrar esses projetos à Agenda Brasil”, sugeriu o senador, ao justificar a proposta.

Renan é um dos investigados pela operação.

As duas propostas fazem parte do pacote de 19 anteprojetos de Lei apresentados aos senadores pelo grupo do Ministério Público Federal liderado pelo procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato.

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 1 de setembro de 2015 Brasil, Justiça, Partidos, Política | 19:16

Aécio quer expulsão de advogado que ameaçou Dilma

Compartilhe: Twitter
Aécio Neves (foto: Agência Senado)

Aécio Neves (foto: Agência Senado)

O senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB, considerou que as ameaças feitas pelo advogado Matheus Sathler Garcia à presidente Dilma Rousseff são “manifestações violentas” e que não condizem com o pensamento dos tucanos.

O senador informou que vai solicitar ao Conselho de Ética do PSDB a abertura de processo disciplinar contra o advogado, que foi candidato a deputado federal pelo PSDB, em 2014. O objetivo do processo, de acordo com o senador, é de expulsá-lo do PSDB.

“As recentes manifestações de Sathler contra a presidente Dilma Rousseff não condizem com o que prega o programa do PSDB nem estão em sintonia com o que espera de um filiado do partido”, enfatizou Aécio.

O advogado será investigado pela Polícia Federal por ter divulgado um vídeo no qual ameaçava cortar a cabeça da presidente Dilma Rousseff no próximo dia 7 de setembro.

O vídeo com ameaças à Dilma foi postado no Youtube, no último 25 de agosto. O advogado começa sua fala afirmando que daria um recado à “presidanta” Dilma Rousseff”.

“No dia 7 de Setembro a gente não vai pacificamente para as ruas. Vamos, juntamente com a as forças armadas populares do Brasil, te tirar do poder. Com a foice e o martelo nós vamos arrancar a sua cabeça. Aqui não é ameaça, nem aviso. Porque quando o povo agir já vai ter mais volta. Renuncie, fuja do Brasil ou se suicide”, diz o advogado.

 

Rejeitado nas urnas, tucano promete arrancar cabeça de Dilma à “foice e martelo”

Autor: Tags: ,

Brasil, Justiça, Política | 15:24

Cardozo manda PF investigar advogado que ameaça “arrancar cabeça” de Dilma

Compartilhe: Twitter
Ministro José Eduardo Cardozo

Ministro José Eduardo Cardozo

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, determinou nesta terça-feira (1) que a Polícia Federal abra inquérito para investigar o advogado Matheus Sathler Garcia, candidato a deputado federal pelo PSDB do Distrito Federal em 2014, devido a “ameaças” feitas a presidente Dilma Rousseff. A determinação do ministro foi encaminhada hoje ao diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello Coimbra.

Rejeitado nas urnas nas eleições passadas, o advogado divulgou um vídeo no qual ameaça “arrancar a cabeça” da presidente Dilma Rousseff (PT) “com a foice e o martelo” no próximo dia 7 de setembro. No vídeo, o advogado se identifica e sugere à presidente que fuja do Brasil ou cometa suicídio.

Em 2014, o advogado já havia ganhado fama e uma representação na Justiça feita pela Ordem dos Advogados do Brasil do Distrito Federal, depois de aparecer em um vídeo defendendo a criação do “kit macho” e do “kit fêmea”, para defender crianças da ‘influência homossexual’.

O vídeo com ameaças à Dilma foi postado no Youtube, no último 25 de agosto. Ele começa sua fala afirmando que daria um recado à “presidanta” Dilma Rousseff”. “No dia 7 de Setembro a gente não vai pacificamente para as ruas. Vamos, juntamente com a as forças armadas populares do Brasil, te tirar do poder. Com a foice e o martelo nós vamos arrancar a sua cabeça. Aqui não é ameaça, nem aviso. Porque quando o povo agir já vai ter mais volta. Renuncie, fuja do Brasil ou se suicide”, diz o advogado.

Rejeitado nas urnas, tucano promete arrancar cabeça de Dilma à “foice e martelo”

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 20 de agosto de 2015 Brasil, Congresso, Justiça, Partidos, Política | 18:26

Para Sílvio Costa, só pressão popular tira Cunha da Presidência da Câmara

Compartilhe: Twitter

O deputado Sílvio Costa (PSC-PE) tem sido uma das vozes mais contestadoras da atuação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), desde a posse de parlamentar no cargo. Após a denúncia, apresentada pelo procurador Geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF), Costa se mostrou cético em relação a cassação do mandato de Cunha. O deputado disse não acreditar que pedidos de cassação prosperem na Câmara já que as instâncias de poder na Casa são controladas hoje pelo presidente.

“Isto que sestá acontecendo aqui não é nenhuma novidade, todo mudo sabia que ele ia ser denunciado . Sabiam dessas informações desde as eleições da Câmara”, disse o deputado.

“Se a gente colocar no Conselho de Ética, ele (Cunha) tem maioria. Se a gente colocar na Corregedoria, ele também tem maioria”, observou.

“Acho que a gente tem que começar um movimento de fora para dentro. A opinião pública tem que participar e dizer a ele que ele tem que sair.”

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 19 de agosto de 2015 Brasil, Congresso, Justiça, Política | 22:02

Janot deve oferecer denúncia nesta quinta contra Cunha e Collor

Compartilhe: Twitter

Os parlamentares indiciados na investigação sobre o esquema de propina na Petrobras, entre eles o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e os senadores Ciro Nogueira (PP-PI) e Fernando Color de Melo (PTB-AL) vão precisar ficar mais uma noite na expectativa já que a previsão de apresentação de denúncia por parte do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, passou para quinta-feira.

E expectativa permeou as conversas e determinou o clima de tensão durante toda quarta-feira. De um lado, deputados se reuniram para pedir o afastamento de Cunha. Do outo, o presidente da Câmara passou toda tarde trancado em seu gabinete com seus principais interlocutores habituais, deputados já conhecidos como a “tropa de choque” de Cunha.

Passaram pelo gabinete da Presidência da Câmara os deputados Paulo pereira da Silva, o Paulinho da Força (SD-SP), o líder do PSC na Câmara, André Moura (SE) e o líder do PMDB na Câmara, Leonardo Pìcciani (RJ).

Autor: Tags: , , ,

Brasil, Congresso, Justiça, Partidos, Política | 20:12

Deputados esperam informações sobre contas de Cunha no exterior

Compartilhe: Twitter

A expectativa do grupo de deputados críticos ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é de que a denúncia que deverá ser apresentada nas próximas horas pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, traga mais elementos, além das acusações de recebimento de propina no esquema investigado pela Operação Lava Jato.

A aposta dos deputados é de que Janot detalhe a acusação de lavagem de dinheiro relatando as supostas operações de Cunha em contas no exterior usando nomes de pessoas próximas.

A reunião desta quarta-feira, chamada pelo PSOL da Câmara, contou com a presença de cerca de 15 deputados de vários partidos, como PPS, PT, PSDB, PSB e do PSC.

A ideia é esperar a acusação formal e oferecer imediatamente um pedido de afastamento de Cunha da presidência da Casa.

O deputado Júlio Delgado (PSB-MG), que disputou a presidência da Casa com Cunha participou da reunião e conversou com a coluna. Acompanhe:

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 3 de agosto de 2015 Brasil, Governo, Justiça, Política | 14:09

Por “razões de segurança”, governo esconde paradeiro de Levy

Compartilhe: Twitter

Com a invasão do prédio do Ministério da Fazenda por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) nesta segunda-feira (3), a assessoria do ministro da Fazenda, Joaquim Levy decidiu não divulgar seu paradeiro. Aos jornalistas que insistiam em saber onde está Levy, a assessoria alegou “razões de segurança” para não dar informações.

Os sem terras chegaram ao ministério por volta das 5h30 tomaram o prédio. Nesta segunda, nenhum funcionário pode entrar para trabalhar. Os manifestantes carregam faixas de “fora Levy” e alegam que o ajuste fiscal do governo paralisou a reforma agrária. Eles prometem ficar no prédio até obter uma sinalização do governo de retomada dos assentamentos.

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 9 de junho de 2015 Brasil, Congresso, Eleições, Governo, Justiça, Partidos, Política | 13:57

Cardozo e Alckmin se reúnem para construir alternativa à redução da maioridade penal

Compartilhe: Twitter
O governador Geraldo Alckmin e a presidenta Dilma Rousseff (Foto: Epitácio Pessoa/AE)

O governador Geraldo Alckmin e a presidenta Dilma Rousseff (Foto: Epitácio Pessoa/AE)

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo (PT-SP) e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB-SP), se reúnem nesta tarde (9) para discutir uma alternativa à proposta de redução da maioridade penal, atualmente, em discussão na Câmara dos Deputados.

A proposta a ser feita por Cardozo ao tucano, a pedido da presidente Dilma Rousseff, será de integrar duas ideias. O governo encamparia a defesa do projeto do tucano,  que aumenta o prazo máximo de internação de menores infratores de três para oito anos e Alckmin encorporaria à proposta a ideia do Planalto de aumentar penas para adultos que exploram crianças e adolescentes para a prática criminosa.

O governo avalia que a proposta de Alckmin tem grande poder de aglutinar interesses, já que até o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que quer colocar a proposta de redução da maioridade penal em votação ainda neste mês, já sinalizou recuo. Já entre os tucanos, a discussão do assunto é um bom motivo para isolar o senador Aécio Neves (MG). Em vez de Aécio, que hoje presidente do partido, o governador paulista é que ganhará o protagonismo na discussão do assunto.

Entre os tucanos, a avaliação é de que o tema tem grande poder de mobilização nacional, o suficiente para ajudar a lançar luz sobre as intenções de Alckmin de se lançar candidato à Presidência da República em 2018.

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última