Publicidade

Arquivo da Categoria Partidos

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011 Partidos | 19:31

Eduardo Campos convida Chalita para uma conversa

Compartilhe: Twitter

Com o conhecimento de que o PTB e o PMDB abriram as portas para o deputado Gabriel Chalita (PSB-SP), o presidente do PSB, governador Eduardo Campos, o chamou para conversar.

Campos teme um que o PSB paulista caminhe para um jogo de zero a zero com a entrada de Gilberto Kassab (DEM) – mesmo via o tal “partido de transição” – e saída de Chalita.

Com quase 600 mil, lembre-se, Chalita só perdeu para o fenômeno Tiririca e é candidatíssimo a prefeito de São Paulo em 2012.

Autor: Tags: , , , , , ,

Partidos | 15:22

A verde Luiza Eluf está em busca de um novo partido

Compartilhe: Twitter

A procuradora Luiza Eluf (PV), que chegou a ser sondada para assumir a Secretaria de Justiça de São Paulo, está pensando em mudar de partido.

Luiza tem dito por aí que precisa de “um apoio diferenciado”.

Autor: Tags: ,

Partidos | 08:02

DEM debate chapa única para presidente

Compartilhe: Twitter

Os caciques do DEM Jorge Bornhausen (SC), Marco Maciel (PE) e José Agripino Maia (RN) almoçam hoje na Associação Comercial de São Paulo para discutir a chapa única – com Agripino na cabeça – para presidente da legenda.

Autor: Tags: , , ,

Partidos | 07:04

Kassab marca jantar para discutir novo partido

Compartilhe: Twitter

Está marcado para hoje um jantar do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, com  um grupo de deputados para discutir a fundação de seu partido.

Nos últimos dias, a legenda a ser criada ganhou força porque Kassab está garantindo aos parlamentares e prefeitos que o acompanharão que o presidente do PSB, Eduardo Campos, aceitará a fusão lá na frente com a nova legenda  que, aliás, só servirá para isso.

Autor: Tags: , ,

domingo, 13 de fevereiro de 2011 Partidos | 06:01

Agripino Maia propõe acordo a Bornhausen para pacificar o DEM

Compartilhe: Twitter

Foto: Elza Fiúza/ABr

O senador José Agripino Maia (RN) está candidatíssimo a presidente do Partido Democratas.

Ele é apontado na imprensa como um representante da ala ligada ao atual presidente, deputado Rodrigo Maia (RJ), contra o histórico dirigente supremo da legenda, Jorge Bornhausen (SC).

Mas Agripino tentará convencer Bornhausen de que ele pode ser o nome de consenso do partido. Eles têm encontro marcado, amanhã, em São Paulo, com a presença do ex-senador Marco Maciel (PE) — o preferido de Bornhausen para comandar o DEM — e do prefeito Gilberto Kassab, que ameaça deixar a legenda.

Poder Online: Mas o senhor não acha que a imprensa já o identificou demais com o grupo do Rodrigo Maia?

José Agripino Maia: Olha, eu fui convidado a me candidatar pelo Bornhausen. Depois é que surgiu essa história de grupo A e grupo B. Acho que qualquer figura, neste momento, é menor do que a necessidade de unirmos o partido.

Poder Online: Mesmo o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que ameaça deixar o DEM?

Agripino: Tenho o maior respeito e admiração pelo Kassab. Mas a unidade dos que ficarem no partido é mais importante do que a entrada ou saída de qualquer um.  Eu vou trabalhar pelo consenso. Acredito que podemos conseguir isso.

Poder Online: O sr. viu o artigo do ex-prefeito do Rio Cesar Maia (DEM) em que ele diz que Bornhausen quer deixar o DEM para entrar no PMDB e aderir ao governo?

Agripino: Não li, e não pretendo ler. Tenho o maior respeito também pelo Cesar Maia, que é uma liderança muito importante do partido, mas não é hora de incentivar a discórdia.

Poder Online: Numa convenção, quem vence? O grupo dos Maia ou o dos Bornhausen (Jorge Bornhausen e o filho, Paulo Bornhausen)?

Agripino: Bem, você viu o resultado da eleição na bancada (nota da coluna: o candidato de Rodrigo Maia, ACM Neto (BA), derrotou Eduardo Sciarra (PR), que foi apoiado pelo ex-líder Paulo Bornhausen).  Mas não interessa neste momento falar quem é mais forte ou mais fraco. Interessa saber uma forma de compor os diversos grupos do partido, dando-lhes uma representação consensual na Executiva, capaz de manter o Democratas unido.

Poder Online: Mas parece que isso vai ser difícil…

Agripino: Na política é preciso habilidade e capacidade de negociação. Veja o ACM Neto: chamou o próprio Sciarra para seu vice-líder e outros dois nomes que votaram contra ele. É isso que tem que ser feito. Superar problemas do passado e unificar a legenda. A unidade é que nos trará força. É isto que vou propor na reunião de segunda-feira: que encontremos uma equação em que todos caibam no partido.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

sábado, 12 de fevereiro de 2011 Partidos | 06:06

E Bené reencontra “o mestre”

Compartilhe: Twitter

Lembra da, digamos, carinhosa homenagem de Benedita da Silva (PT-RJ) ao “Mestre Lula” revelada pelo Poder Online?

.

Pois é. Na festa de 31 anos do PT, Benedita bem que tentou tirar uma foto ao lado do ex-presidente. Não conseguiu.

Mas recebeu um cumprimento igualmente carinhoso:

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 Partidos | 16:54

Depois de Serra, tucano cria o 12º mandamento

Compartilhe: Twitter

O ex-governador José Serra lançou o 11º mandamento para quem está na política: “Não ajudarás o adversário atacando teu colega de partido”.

Muito rápido, um tucano que ficou semanas para falar com Serra durante a campanha presidencial fez o 12º mandamento:

– Não ajudarás  o adversário ignorando teu colega de partido.

Autor: Tags: , , , ,

Partidos | 11:04

Geddel revela que se movimenta para ser presidente nacional do PMDB

Compartilhe: Twitter

Michel Temer, José Sarney, Renan Calheiros e Valdir Raup que se cuidem.

Em entrevista à Band da Bahia, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, que disputou o governo contra Jaques Wagner, revela seu desejo de presidir o PMDB nacional.

A propósito: Geddel deve ser nomeado para uma Vice-Presidência da Caixa Econômica Federal. Ficará em Brasília para articular a candidatura ao comando do PMDB.

Autor: Tags: ,

Partidos | 09:01

As tiradas de Lula na reunião do PT

Compartilhe: Twitter

No discurso de ontem na festa de 31 anos do PT, Lula recebeu o título de presidente de honra do partido e fez um discurso repleto de tiradas curiosas como aquela do “cão que caiu da mudança”.

Veja algumas delas:

O ex-presidente falador conta que tinha vergonha de falar em público quando iniciou a carreira sindical.

Lula lembra do dia em que conheceu o ativista Chico Mendes.

A dificuldade em criar um partido nascido da classe operária.

E festeja a primeira viagem em avião comercial após deixar a Presidência da República.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011 Partidos | 20:51

Lula fora do governo: “Como um cão que caiu do caminhão de mudança”

Compartilhe: Twitter

Ao discursar na festa de aniversário do PT em que foi o grande homeageado, o presidente Lula acaba de confessar: sentiu-se nos primeiros dias fora do Palácio do Planalto “como um cão que caiu do caminhão de mudanças”.

Veja:

Veja aqui trechos do discurso de Lula.

Autor: Tags: ,

  1. Primeira
  2. 150
  3. 160
  4. 170
  5. 178
  6. 179
  7. 180
  8. 181
  9. 182
  10. 190
  11. 200
  12. Última