Publicidade

Arquivo da Categoria Partidos

sexta-feira, 28 de novembro de 2014 Partidos | 14:29

Marina Silva se reúne com jovens da Rede Sustentabilidade

Compartilhe: Twitter
Marina Silva (Foto: Divulgação)

Marina Silva (Foto: Divulgação)

A ex-presidenciável Marina Silva (PSB) participará hoje à noite de uma reunião com cerca de 45 militantes da juventude da Rede Sustentabilidade de todo o país, em Brasília.

Entre os participantes, estarão os cinco candidatos jovens da Rede que disputaram as últimas eleições pelo PSB: Rafael Boff (TO), Zé Gustavo (SP), Alessandra Monteiro (SP),  Joyce Matias (DF) e Gustavo de Biase (ES).

Leia também: ‘Até dezembro, devemos ter todas as assinaturas da Rede’, diz Feldman

A intenção é fazer um balanço dos processos eleitorais em cada estado e nacionalmente, além de discussões para formação dos militantes sobre temas como sustentabilidade, direitos humanos, direitos dos animais e os princípios do novo partido. O grupo também deve pensar em estratégias voltadas para a mobilização da juventude, para colaborar com a coleta das 32 mil assinaturas necessárias para a formalização do partido junto à Justiça Eleitoral.

 

Autor: Tags: , , , , , ,

Partidos | 09:00

PT pede mais ‘liberdade de pensamento’ em relação ao governo

Compartilhe: Twitter
A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

Diante da expectativa de que o governo abafe as críticas do PT à montagem do novo governo, o que não falta é gente reclamando que os tempos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixam saudade. Na época, diz um dirigente partidário, o partido tinha mais “liberdade de pensamento” e havia espaço para que o partido “discordasse respeitosamente” do governo federal em determinadas ocasiões.

Diante das queixas do PT à montagem do novo ministério, o governo entrou em campo nos últimos dias e se encarregou de garantir que as alas mais à esquerda do partido serão controladas na reunião do diretório nacional da sigla, nesta sexta-feira.

Dilma sinalizou que vai dar andamento a indicações da cota do partido na Esplanada e acertou com a corrente majoritária da legenda que a reunião tem que servir para referendar o governo e não para “criar problema”. Em resumo, a ordem é que “ninguém dê trabalho” à presidente. Dilma também confirmou presença na reunião, o que por si só ajuda a esfriar eventuais queixas.

 

 

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 26 de novembro de 2014 Partidos | 19:30

Contrariando maioria, esquerda petista vai insistir em críticas à nova equipe de Dilma

Compartilhe: Twitter
Presidente Dilma Rousseff. (Foto: Agência Brasil)

Presidente Dilma Rousseff. (Foto: Agência Brasil)

Mesmo depois que a presidente Dilma Rousseff amansou a ala majoritária do PT, correntes que integram a chamada esquerda petista devem insistir na apresentação de propostas de resolução com críticas à nova equipe de governo.

O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA), da tendência Esquerda Popular Socialista, é um dos que têm articulado a apresentação de um abaixo-assinado contra a ida da senadora Kátia Abreu (PMDB-T O) ao Ministério da Agricultura.

Já a Articulação de Esquerda, liderada por Valter Pomar, levará uma proposta de resolução em que critica também as indicações do senador Armando Monteiro (PTB-PE) ao Ministério do Desenvolvimento e de Joaquim Levy ao Ministério da Fazenda.

 

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 25 de novembro de 2014 Partidos | 09:00

Ala majoritária do PT faz reunião para alinhar discurso

Compartilhe: Twitter

A corrente Construindo um Novo Brasil (CNB) vai se reunir antes do encontro do diretório nacional petista, para alinhar o discurso e definir qual é o tom que vai propor para as resoluções que devem ser apresentadas pelo partido sobre a eleição deste ano e o novo governo da presidente Dilma Rousseff.

Um assunto já esperado é a escolha da nova equipe econômica do governo e as primeiras indicações para o ministério de Dilma a partir do ano que vem. Mas um outro assunto que pode surgir nas conversas de bastidores é a relação entre a corrente, que dá as cartas no partido, e o presidente da legenda, Rui Falcão.

Embora não pertença à CNB, Falcão foi conduzido ao cargo com o apoio da ala majoritária, integrada por nomes como o ex-ministro José Dirceu, o ex-presidente do partido José Genoino e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Nas últimas semanas, alguns integrantes da corrente se queixaram sobre a forma como ele vem conduzindo as conversas com o Palácio do Planalto para a composição do novo governo. Mas boa parte da legenda, inclusive Lula, tem dado respaldo integral ao presidente do partido.

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 24 de novembro de 2014 Partidos | 06:00

PT deve endurecer tom em relação a Dilma e ao governo

Compartilhe: Twitter
Presidente Dilma Rousseff. (Foto: Agência Brasil)

Presidente Dilma Rousseff. (Foto: Agência Brasil)

Diante das primeiras definições sobre a montagem do novo governo da presidente Dilma Rousseff, a expectativa é que o PT adote um tom mais crítico na reunião de seu diretório nacional, marcada para o fim desta semana, em Fortaleza. O encontro é o primeiro do gênero desde a reeleição de Dilma.

O PT já entende que caminha para perder espaço no governo. Para completar, a montagem do novo governo não andou até agora como o partido gostaria. E a tendência, segundo integrantes da legenda, é que a sigla deixe a reação transparecer nas resoluções que devem ser aprovadas no encontro.

O PT não gostou da escolha de Joaquim Levy para comandar a Fazenda. Queria desde o início que a vaga ficasse com Nelson Barbosa. A isso se somam as indicações de Kátia Abreu para a Agricultura e Armando Monteiro para o Desenvolvimento.

Dilma também já tirou da sigla o comando do Ministério da Cultura, com a demissão de Marta Suplicy e caminha para retirar da cota petista pastas estratégicas, como a Educação.

 

Autor: Tags:

terça-feira, 18 de novembro de 2014 Partidos | 15:00

Citado na Lava-Jato, João Vaccari segue rotina normal no PT

Compartilhe: Twitter

As sucessivas menções ao tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, nas investigações da Operação Lava-Jato não interferiram em nada na rotina do petista. Vaccari é apontado como suposto elo entre o partido da presidente Dilma Rousseff e o esquema de propina que operou na Petrobras nos últimos anos.

João Vaccari (Foto: Agência Brasil)

João Vaccari (Foto: Agência Brasil)

Vaccari, que é conhecido por ser discreto e recluso, segue conduzindo normalmente audiências e negociações relativas à pasta.

Embora tenha base em São Paulo, ele costuma vir com frequência a Brasília. Na capital federal, ele recebe em sua sala no diretório do partido dirigentes nacionais e regionais, além candidatos que disputaram a eleição e buscam ajuda para pagar dívidas de campanha.

Quem esteve com Vaccari nas últimas semanas conta que o tesoureiro mostra-se sempre calmo. Nas poucas vezes em que fala sobre a Lava-Jato, nega qualquer envolvimento no esquema. Afirma que as acusações são fruto do cargo que ocupa e critica o modelo de delação premiada.

O alto comando do partido diz não ter a menor intenção de mexer no tesoureiro. A não ser que apareçam provas concretas de seu envolvimento no esquema de propina ou se a situação ficar de fato insustentável, a ordem é mantê-lo no comando da Secretaria de Finanças.

Autor: Tags: , , , ,

Partidos | 12:29

PRB cobra mais voz no governo

Compartilhe: Twitter

O PRB chamou uma reunião para a próxima segunda-feira, em Brasília. O presidente do partido, Marcos Pereira, pediu a conversa com os 21 deputados eleitos do partido. A sigla deve tirar dali uma posição pedindo mais “voz” no governo Dilma.

O partido, hoje, comanda a Secretaria da Pesca. Mas o discurso feito internamente é o de que a legenda agora tem uma bancada maior. E deve ser contemplada de acordo com seu tamanho.

Autor: Tags: , , , ,

Partidos | 07:30

Jean Wyllys defende ‘Sexo e as negas’ e provoca reação no próprio partido

Compartilhe: Twitter

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) causou polêmica dentro do próprio partido ao defender publicamente a minissérie “Sexo e as negas”, transmitida pela Rede Globo. Em setembro, o programa foi alvo de denúncias por racismo, à Secretaria de Políticas para Mulheres da Presidência, e desde então tem sido boicotado por movimentos de mulheres e negros.

“O Miguel Falabella, nessa série, denuncia o racismo”, diz o deputado, no vídeo divulgado. De acordo com Wyllys, as pessoas foram “pouco generosas” com o diretor, “que sempre deu oportunidade para os atores negros”. “Miguel Falabella é um cara que está longe, muito longe mesmo, de ser um racista”, defende.

O apoio de Wyllys foi mal recebido por diversos militantes do PSOL, que pedem uma retratação pública e estudam levar o caso às instâncias formais do partido. “A postura do Jean invisibiliza todo o debate histórico das mulheres negras do partido. Ele é um deputado que tem projetos importantes, é um aliado, mas nesse caso era melhor ter ficado calado. Os parlamentares precisam lembrar do protagonismo dos movimentos”, criticou Luka Franca, militante do PSOL de São Paulo.

Assista ao vídeo de Jean Wyllys:

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 17 de novembro de 2014 Partidos | 12:18

PT teme desgaste de imagem forte demais por conta do caso Petrobras

Compartilhe: Twitter

As prisões da nova etapa da Operação Lava-Jato pautaram as conversas de corredor de uma reunião realizada em São Paulo no fim de semana, para avaliar o resultado da eleição no estado. Ali, dirigentes fizeram um diagnóstico desanimador sobre o abalo de imagem que o caso tem sobre o partido.

A avaliação predominante é a de que a legenda vive uma situação comparável à da eclosão do escândalo do mensalão. Só que num momento em que o governo está desgastado e a sociedade manda um recado claro de que está insatisfeita.

Quem circula bem no comando da legenda diz não ter dúvida de que, se essas prisões tivessem ocorrido antes da eleição presidencial, Dilma Rousseff sairia derrotada das urnas.

Autor: Tags: , ,

Partidos | 07:30

‘Até dezembro, devemos ter todas as assinaturas da Rede’, diz Feldman

Compartilhe: Twitter
Ex-deputado federal Walter Feldman (PSB-SP) - (Foto: Divulgação)

Ex-deputado federal Walter Feldman (PSB-SP) – (Foto: Divulgação)

À frente do processo de formalização da Rede Sustentabilidade, o ex-deputado federal Walter Feldman (PSB-SP) anda otimista sobre a criação da sigla. Atualmente, cerca de 32 mil assinaturas certificadas ainda são necessárias para que o novo partido, idealizado pela ex-senadora Marina Silva (PSB), saia do papel.

“Minha avaliação pessoal é de que, até dezembro, nós devemos ter todas essas assinaturas para a Rede”, diz Feldman. “A partir disso, a expectativa é de que a gente já possa encaminhá-las à Justiça Eleitoral no início do ano que vem”, completa o porta-voz da Rede.

Leia também: Rede Sustentabilidade se reúne para fazer balanço pós-eleitoral

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 10
  3. 18
  4. 19
  5. 20
  6. 21
  7. 22
  8. 30
  9. 40
  10. 50
  11. Última