Publicidade

Arquivo da Categoria Social

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015 Social | 15:00

Secretaria de Mulheres fará ato em homenagem a servidoras vítimas em acidente

Compartilhe: Twitter

A Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República fará nesta terça-feira um ato em homenagem a Rosangela Rigo e Lurdinha Rodrigues vítimas fatais numa acidente de carro no último dia 14 de fevereiro. Elas eram servidoras da pasta.

Também será homenageada Célia Escanfella, que também faleceu no mesmo acidente.

O ato será realizado no Museu da República na manhã desta terça-feira.

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 9 de junho de 2014 Social | 12:46

ONGs aproveitam Copa para denunciar ameaça a ativistas dos Direitos Humanos

Compartilhe: Twitter

Aproveitando a visibilidade internacional que o país terá com a Copa do Mundo, organizações defensoras de direitos humanos lançarão nesta terça-feira uma campanha mostrando 11 pessoas ameaçadas de morte no Brasil por causa de seu ativismo. A campanha é assinada pelas ONGs Justiça Global, Terra de Direitos e Front Line Defenders.

Leia também: Defensor de direitos humanos é cada vez mais criminalizado no País, diz estudo

Na lista estão Vitor Lira, do Morro Santa Marta, no Rio de Janeiro, que luta contra desapropriações devido as obras; Debora Débora Silva, do movimento Mães de Maio, contra violência policial nas periferias urbanas; Indianara Siqueira, do Rio de Janeiro, e Márcio Martins, do Paraná, que lutam contra discriminação contra a comunidade LGBTT.

Outro defensor ameaçado que terá seu nome divulgado pela campanha será o líder Tupinambá cacique Babau, da Bahia, que luta pela posse de território.

Outros defensores ameaçados são os quilombolas Rosivaldo Correia, do Pará, e Rosemeire Santos Silva, da Bahia. Do Mato Grosso do Sul, a campanha quer enfatizar a luta Guarani-Kaoiwá pela demarcação de seus territórios e terá como figura o cacique Ládio Veron.

A campanha também vai enfatizar a luta de pescadores e ribeirinhos com a figura de João do Cumbe, do Ceará.

Já os conflitos agrários e as violações de direitos sistematicamente vivenciados no campo serão contados através dos relatos de Laísa Santos Sampaio e Osvalinda Pereira, lideranças do campo do Pará.

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 12 de março de 2014 Social | 17:39

‘Tortura Nunca Mais’ premia autor de livro sobre Operação Condor

Compartilhe: Twitter

O Grupo Tortura Nunca Mais, do Rio de Janeiro,divulgou o nomes dos 13 premiados com a Medalha Chico Mendes de Resistência, que completa sua 26ª edição em 2014, no ano do cinquentenário do Golpe de 1964.

O jornalista Luiz Cláudio Cunha, autor do livro “Operação Condor: o Sequestro dos Uruguaios” é um dos agraciados.

A lista dos premiados inclui cinco personalidades já falecidas: o ex-presidente João Goulart, o pedreiro Amarildo de Souza (desaparecido na UPP da Rocinha), o ex-deputado Luiz Maranhão (do Comitê Central do Partido Comunista, Adriano Fonseca Filho (guerrilheiro do PCdoB desaparecido no Araguaia) e Marcos Antônio da Silva Lima (marinheiro assassinado na ditadura)

Os demais premiados foram o jornalista Julian Assange (fundador do WikiLeaks), o teatrólogo Amir Haddad (do grupo Grupo Tá na Rua), o cacique Ládio Veron (da Nação Guarani-Kaiowá), o advogado Manoel Martins (ex-preso-político), o morador de rua Rafael Braga (preso nas manifestação de junho passado), os promotores Raquel Dodge (subprocuradora da República) e Sérgio Suiama (procurador do Ministério Público Federal/RJ).

A premiação será realizada no dia 1º de Abril, no Salão Nobre da Faculdade de Direito da UFRJ.

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 3 de dezembro de 2013 Social | 18:25

Secretaria de Política das Mulheres planeja ter sete barcos atuando na Região Norte

Compartilhe: Twitter

A Secretaria de Política para as Mulheres está em fase final de diálogo com a Caixa Econômica Federal para usar barcos do banco estatal em ações na Região Norte do país.

A ideia é assinar, até o dia 20 de dezembro, um acordo para que a secretaria possa usar o Barco Chico Mendes a partir de janeiro.

O cronograma da secretaria inclui ainda o uso de mais duas embarcações da Caixa, o Marajó e o São Francisco.

Paralelamente a isso, o órgão deverá abrir licitação para a compra de quatro barcos para, juntamente com os da Caixa, atender a demandas da secretaria nos sete estados da Região Norte.

O objeto é ter o sete barcos atuando até o final de 2014.

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 17 de junho de 2013 Social | 23:01

Criolo e Laerte participam de protesto contra tarifa do transporte em SP

Compartilhe: Twitter

O cantor Criolo e o cartunista Laerte participaram do protesto contra o aumento da tarifa do transporte público no Largo da Batata, zona oeste de São Paulo, nesta segunda-feira (17).

Criolo no Largo da Batata, no início da manifestação

Criolo preferiu não se manifestar, disse que era “apenas mais um do povo” na manifestação. Laerte afirmou que estava “agregando”.

O protesto organizado pelo Movimento Passe Livre (MPL) em São Paulo, marcado para as 17h desta segunda-feira (17) no Largo da Batata, em Pinheiros, seguiu por três caminhos distintos e fechou três das principais vias da capital paulista. Um grupo foi para a Avenida Paulista, outro para a Marginal Pinheiros e um terceiro desceu a avenida Faria Lima em direção à Ponte Estaiada, de onde uma parte seguiu para o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, onde permaneciam até por volta das 23h.

Todo o trajeto foi feito de forma pacífica e com apoio da PM, uma cena distinta da praça de guerra que se viu na semana passada.

O cartunista Laerte

Autor: Tags:

domingo, 9 de junho de 2013 Social | 07:00

‘Política? Não, não, de jeito nenhum’, diz Reinaldo Kherlakian

Compartilhe: Twitter

Conhecido por suas excentricidades, Reinaldo Kherlakian, herdeiro da Galeria Pagé, deixou os negócios de lado há quatro anos para investir em sua carreira de cantor e já tem um público fiel.

Ao Poder Online, após embalar um jantar beneficente da Associação dos Cônsules no Brasil (Conbras) no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, Kherlakian disse que, mesmo habituado a estar cercado de pessoas importantes e políticos, não pensa em se filiar e ser candidato a um cargo público. “Eu sou muito focado no que faço”, afirmou o cantor apaixonado pelo palco. Veja os principais trechos da entrevista:

Quando você começou a cantar?
Eu comecei a cantar faz quatro anos. A música entrou na minha vida e no meu coração. Só canto aquilo que me emociona. Você me viu cantar, me viu me emocionar várias vezes no palco. Eu entro na música mesmo, eu sou um interprete, visto essas roupas diferenciadas até por respeito ao publico. Eu acredito que a pessoa ouve o que ela vê também, o conjunto. Então, eu cuido com muita excelência de tudo. Do palco, da luz, dos músicos, preparadora vocal, enfim, são 35 profissionais que me acompanham. E eu não tomei uma pilulinha e saí cantando. Além da despesa que tem, tem muito tempo, eu estudo três horas por dia, todos os dias, há quatro anos. Às terças e quintas são cinco horas porque é com a orquestra. É preciso gostar, é muita dedicação.

[kml_flashembed movie="http://www.youtube.com/v/bOTFwF_IMhg" width="640" height="480" allowfullscreen="true" fvars="fs=1" /]

Você costuma fazer muitos eventos para políticos?
Não. Neste caso hoje aqui, foi atípico, não deu para passar o som, nem nada, por isso que deu microfonia, porque o governador estava trabalhando, até 19h, 20h, então não se poderia fazer barulho. Eu faço shows beneficentes – independentemente de ser, neste caso, a primeira-dama dona Lu Alckmin. Eu conheço as padarias artesanais, que ela leva com muita garra. Eu já conhecia o projeto, é o segundo ano que faço aqui em prol das padarias artesanais, sei o quanto é importante. Então, me sinto lisonjeado por ter sido convidado novamente pela Aconbras (Associação dos Cônsules no Brasil). Fiquei muito lisonjeado por poder contribuir e o bacana é que venderam todos os convites, isso foi muito gratificante.

É diferente fazer show nesse ambiente?
Eu busco excelência em tudo o que eu faço, mas é claro que pessoas assim me causam um pouco mais de preocupação, dá um pouquinho mais de nervoso, claro, mas eu sou muito focado no que eu faço. Hoje, em particular, como não deu para passar o som, eu já sabia que ia dar microfonia, que minha voz ia estar baixa, já sabia que lá no fundo, eu fui de propósito cantar “Conceição” lá no fundo e meu Deus! Mas depois eu aumentei mais minha voz e acho que deu para as pessoas ouvirem melhor.

E hoje ainda tinha o Moacir Franco vendo seu show também.
Ele ficou encantado. E falou para mim: “Você é valente! você é valente!”, eu não entendi isso e depois cobrei dele porquê. “Tá demais!”, ele falou, que gostoso ouvir isso. Puxa, Moacir Franco é um artista completo. Eu curti muito esse homem. Um elogio vindo dele é muito importante, ele estar aqui foi muito importante. Queria ter visto a Cláudia Raia, uma graça ela ter vindo. Sabe, em todos os meus shows vão pessoas muito importantes, artistas que aparecem do nada, isso me deixa nervoso. Porque são pessoas que conhecem tudo de musica, de interpretação, isso me deu insegurança por eu não ter podido passar o som.

E amigos? Sempre tem muitos conhecidos seus nos seus shows?
Sim. Mas um amigo, quando ele gosta, ele vai uma, duas vezes, mas não vai 30. Ele fez a parte dele e pronto. Então, eu tenho muita gente que me acompanha e vai em todos os shows. Eu até já indaguei e me disseram que é muito gostoso me ver cantar, ver minhas roupas, minha orquestra, minha interpretação, que ninguém faz mais isso hoje em dia, o cara vai no palco de camiseta e tênis, fica pulando no palco. Não tenho nada a ver com isso, mas acho que eu faço uma coisa bacana porque está dando resultado. Tanto que eu estou com shows vendidos até dezembro. Julho, eu vou para Nova Iorque descansar porque em agosto já tem três, na Hebraica, no Jockey, e aí vai. E mais dois ou três beneficentes. Acho que estou no caminho certo.

Qual é a média do preço do seu show? Você faz muito shows beneficentes, sem cobrar?
Eu faço muitos, que é um prazer, eu acho que faço minha parte. Se o outro cidadão não faz, eu faço a minha. Eu doo em paz. Vou fazer 59 anos no domingo agora e nunca tomei remédio para dormir, eu ponho a cabeça no travesseiro e durmo. Isso tem um segredo: bons pensamentos e atitudes generosas, isso faz você grande. Quanto à média de preço dos meus shows, depende muito, do lugar, se tem que viajar.

Reinaldo Kherlakian, e dona Lu Alckmin durante jantar beneficente

O de hoje (no Palácio dos Bandeirantes, no dia 5) quanto custaria?
O daqui custaria uns R$ 25 mil, acho.

Você tem pretensões políticas? Já pensou em ser candidato?
Não, em absoluto não. Não, não, de jeito nenhum.

Para 2014, você pretende manifestar apoio público a algum candidato?
Não sei, vou pensar um pouco sobre isso.

Leia também: Em jantar beneficente, Alckmin evita assunto Afif

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 24 de maio de 2013 Social | 16:47

Monumentos em homenagem a vítimas da ditadura serão erguidos em 10 cidades

Compartilhe: Twitter

A Comissão de Anistia do Ministério da Justiça inaugura em Belo Horizonte neste sábado (25) o primeiro de dez monumentos em homenagem a perseguidos políticos e à luta pela anistia.

Em Minas Gerais, o marco construído em aço tem uma bandeira do Brasil com os nomes dos 58 mineiros mortos e desaparecidos pela ditadura e foi instalado em frente à sede do antigo DOPS/MG, na avenida Afonso Pena.

Autor: Tags:

segunda-feira, 20 de maio de 2013 Social | 09:00

Comissão da Verdade de SP discute vala clandestina do cemitério de Perus

Compartilhe: Twitter

A Comissão da Verdade de São Paulo promove na próxima segunda-feira (20), na Assembleia Legislativa, audiência pública para discutir a situação das ossadas que estão na vala clandestina do cemitério de Perus (zona sul de São Paulo). Um relatório sobre o andamento da investigação das ossadas do cemitério de Vila Formosa (zona leste) também será apresentado.

Em 1990, quando a vala foi aberta, foram encontradas 1049 ossadas sem identificação. A Prefeitura de São Paulo determinou uma investigação e fez um convênio com a Universidade de Campinas (Unicamp) para a identificação das ossadas.

Segundo a comissão, com a interrupção desse trabalho, em 2001 as ossadas foram guardadas numa ala do cemitério do Araçá (zona oeste) e ficaram sob responsabilidade do Instituto Médico Legal (IML) e da Universidade de São Paulo (USP). Algumas das ossadas foram identificas, entre elas a de Flávio de Carvalho Molina e Luis José da Cunha, também conhecido como Comandante Crioulo.

Em abril, peritos da equipe de Antropologia Forense da Argentina analisaram parte das ossadas da vala de Perus e concluíram que elas estavam mantidas em condições precárias. Elas não foram devidamente lavadas quando retiradas da vala, o que originou fungos que dificultaram ou até mesmo impossibilitaram a identificação de DNA.

Leia também: Prefeitura de SP vai retomar identificação de restos mortais de desaparecidos políticos

Autor: Tags:

quarta-feira, 15 de maio de 2013 Social | 08:00

Comissão da Verdade de SP publica livro sobre sentença no caso Araguaia

Compartilhe: Twitter

A Comissão da Verdade da Assembleia Legislativa de São Paulo vai lançar em junho a publicação da sentença que condenou o Brasil na Corte Interamericana de Direitos Humanos no caso Araguaia.

Publicação da Comissão da Verdade da sentença da Corte

Três mil exemplares das 126 páginas da sentença -que foi divulgada pela Corte no dia 14 de novembro de 2010- serão distribuídos para instituições ligadas à causa, escolas e demais interessados.

Em 2009, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos processou o Brasil perante a Corte Interamericana de Direitos Humanos alegando que o país violou a Convenção Americana de Direitos Humanos e devendo responder pela detenção arbitrária, tortura e desaparecimento de 70 pessoas entre 1972 e 1975. Os crimes tinham o objetivo de erradicar a Guerrilha do Araguaia, durante a ditadura militar (1964-1985).

O Brasil foi condenado por unanimidade e a Corte determinou uma série de obrigações que, segundo a Comissão da Verdade, não foram cumpridas integralmente até o momento.

“A Comissão da Verdade do Estado de São Paulo ‘Rubens Paiva’ considera que essa decisão merece ser lida, divulgada e discutida entre todos os setores da sociedade, para que se conheça essa história de luta pela verdade e justiça. Apenas assim será possível garantir uma adequada reparação às vítimas dessas violações de direitos humanos e, sobretudo, garantir que esses fatos nunca mais se repitam”, diz o prefácio do livro.

Autor: Tags:

terça-feira, 7 de maio de 2013 Social | 09:00

Mães protestam contra troca de creche da Assembleia de SP por auxílio de R$ 1,2 mil

Compartilhe: Twitter

As mães que possuem filhos na creche da Assembleia Legislativa de São Paulo farão um protesto nesta terça-feira (7) contra o possível fechamento do local.

Elas farão um círculo, com as crianças, em volta do prédio simbolizando um abraço e depois irão para a sessão no plenário.

A mesa diretora da Assembleia estuda fechar a creche que existe no prédio para os filhos dos funcionários e criar um auxílio-creche de cerca de R$ 1,2 mil. O local atende 55 crianças das 8h às 20h. De acordo com o Conselho Consultivo de Pais e Técnicos da Creche da Assembleia, o custo de cada criança na creche é de R$ 566,76.

Oficialmente, a presidência da Assembleia diz que um estudo foi iniciado semana passada e que não há nada decidido ainda.

Leia também: Assembleia de SP estuda fechar creche e criar auxílio de R$ 1,2 mil

Autor: Tags:

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última