Publicidade

Arquivo da Categoria Social

segunda-feira, 6 de maio de 2013 Social | 09:30

Ustra será ouvido nesta semana pela Comissão da Verdade

Compartilhe: Twitter

Um dos homens fortes da repressão dos anos de chumbo, o coronel da reserva Carlos Alberto Brilhante Ustra será o primeiro militar de peso a ser interrogado pela Comissão Nacional da Verdade. O depoimento está marcado para a próxima sexta-feira (10) em Brasília.

O número de militares e policiais suspeitos de participar de tortura e assassinatos de militantes da luta armada chega a 250. Todos já foram identificados e localizados. Serão todos intimados a prestar depoimento.

No dia 13, num evento que contará com a presença da presidente Dilma Rousseff, a CNV fará um balanço do primeiro ano de investigação.

Leia também: Ministério Público denuncia Ustra por ocultar cadáver de estudante na ditadura

Autor: Tags:

sábado, 4 de maio de 2013 Social | 09:00

Grupo promove ‘esculacho’ contra delegado que foi agente da ditadura

Compartilhe: Twitter

A Frente de Esculacho Popular promove na manhã deste sábado (4) um “esculacho” na praça central de Itatiba (interior de SP) em protesto a um dos dois agentes da ditadura que ainda atuam na polícia de São Paulo, Carlos Alberto Augusto -conhecido como Carlinhos Metralha e Carteira Preta (o outro é Dirceu J.C. Gravina).

Os esculachos, ou escrachos, são ações similares às promovidas na Argentina e no Chile, em que jovens fazem atos de denúncias e revelações de torturadores da ditadura militar que não foram presos ou julgados.

Leia também: Delegado que prendeu assessor da Comissão da Verdade é transferido

Autor: Tags:

quinta-feira, 2 de maio de 2013 Social | 12:00

Comissão da Verdade vai ouvir filhos de vítimas da ditadura

Compartilhe: Twitter

A Comissão da Verdade da Assembleia Legislativa de São Paulo vai promover o seminário Verdade e Infância Roubada de 6 a 10 de maio para ouvir filhos de ex-presos políticos, mortos, desaparecidos e sobreviventes da ditadura militar.

Cerca de 50 pessoas que eram crianças ou adolescentes quando foram presas devem ser ouvidas. Muitos deles presenciaram os pais serem torturados. Como é o caso do coordenador da comissão, Ivan Seixas, que tinha 16 anos quando foi detido e torturado com seu pai.

Outro caso foi o de Carlos Alexandre Azevedo, que com 1 ano e 8 meses foi levado ao Dops. Ele se matou em fevereiro deste ano, aos 39 anos.

Autor: Tags:

terça-feira, 30 de abril de 2013 Social | 15:20

“Foreign Policy” coloca Dilma e Sérgio Guerra entre os mais poderosos do mundo

Compartilhe: Twitter

A revista norte-americana “Foreign Policy” traz na edição de maio/junho um ranking das 500 pessoas mais poderosas do mundo.

Entre os eleitos, 11 brasileiros: Celso Amorim (ministro da Defesa), Maria das Graças Silva Foster (presidente da Petrobras), Vagner Freitas (presidente nacional da CUT), Sérgio Guerra (presidente nacional do PSDB), Fernando Haddad (prefeito de São Paulo), Guido Mantega (ministro da Fazenda), Antonio Patriota (ministro das Relações Exteriores), presidente Dilma Rousseff, Joseph Safra (dono do banco Safra) e Alexandre Tombini (presidente do Banco Central).

Também estão na lista Mahmoud Abbas (presidente da Autoridade Nacional Palestina), Barack Obama (presidente dos EUA) e Dai Xianglong (presidente do banco central da China).

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 29 de abril de 2013 Social | 09:03

Comissão Nacional da Verdade reunirá comitês de Memória, Verdade e Justiça pela primeira vez

Compartilhe: Twitter

A Comissão Nacional da Verdade promove, em São Paulo, nesta segunda-feira (29) o primeiro encontro com 95 representantes de comitês de Verdade, Memória e Justiça de todo o Brasil.

A falta de comunicação entre os grupos de trabalho sobre o assunto era uma das críticas recorrentes.

O presidente da Comissão Nacional da Verdade, Paulo Sérgio Pinheiro, receberá relatórios dos comitês.

A ouvidoria da Comissão também participará atendendo demandas individuais e informações trazidas pelos representantes dos comitês e de qualquer pessoa interessada.

Autor: Tags:

terça-feira, 23 de abril de 2013 Social | 16:00

Índios Xavantes vão entregar relatório sobre direitos humanos à Comissão da Verdade

Compartilhe: Twitter

Um grupo de índios xavantes de Marãiwatsédé, tribo localizada nos municípios Alto Boa Vista, Bom Jesus do Araguaia e São Félix do Araguaia (MT), participa de reunião nesta terça-feira (23) com a Comissão Nacional da Verdade. O grupo vai entregar um relatório sobre violações dos direitos humanos de que os xavantes teriam sido vítimas antes e durante a ditadura militar, entre 1940 e 1960.

O relatório foi elaborado pela organização indigenista Operação Amazônia Nativa (OPAN) e pela Associação Indígena Bö’u. Nos anos 40, a terra foi invadida e índios foram escravizados, assassinados e expulsos de suas aldeias.

Em 2011, os indígenas obtiveram na Justiça Federal uma ordem para que quem não fosse índio fosse expulso da região. Desde então, há uma disputa pela retomada do território.

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 19 de abril de 2013 Social | 16:20

Hospitalizada em São Paulo, irmã de Lula vira atração no Sírio-Libanês

Compartilhe: Twitter

Para quem circulou pelos corredores do Hospital Sírio-Libanês nos últimos dias, encontrou um burburinho típico de quando se tem uma celebridade internada. Apesar de não ser famosa, quem está animando os corredores do local é a irmã mais velha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dona Marinete Leite Cerqueira, de 75 anos.

Com seu jeito expansivo e sem papas na língua, a aposentada, que está em tratamento contra fortes dores na coluna, vem divertindo funcionários, pacientes e visitantes da ala de internações com histórias cômicas, como as festas em família, e até reveladoras dos “Silva”. De acordo com uma fonte que passou pelo local nos últimos dias, uma das maiores marcas de Marinete é a luta que trava com os enfermeiros por conta da comida do hospital, que ela considera “nojenta”.

Há quem a considere inoportuna e até inconveniente. Verdades ou mentiras contadas por ela, a questão é que o Hospital Sírio-Libanês vai ficar um marasmo quando a aposentada receber alta médica.

*Colaboração de Vinicius Ferreira

Autor: Tags: , ,

domingo, 10 de março de 2013 Partidos, Política, Social | 09:00

ABGLT promete ir à ONU contra indicação de pastor Feliciano

Compartilhe: Twitter

O presidente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Travestis, Transsexuais e Transgêneros (ABGLT), Carlos Magno Fonseca, afirmou que recorrerá à Organização das Nações Unidas (ONU) contra a escolha do deputado Marco Feliciano (PSC-SP) para presidir a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara.

A ONG tem status consultivo na ONU. A eleição do deputado pastor Marco Feliciano (PSC-SP) para presidente da comissão na quinta-feira (7) gerou protestos.

As declarações de Feliciano são tidas como homofóbicas e preconceituosas. O deputado é alvo de uma ação penal (acusado de estelionato) e um inquérito (por preconceito e discriminação por uma fala supostamente homofóbica em uma rede social) no Supremo Tribunal Federal (STF). Ao iG, o novo presidente da comissão disse que “não tem nada contra a comunidade LGBT”, mas sim “contra seus ativistas”.

Ao Poder Online, o presidente da associação afirma que a escolha de Feliciano para o comando da comissão é um retrocesso na política. Ele afirma ainda que o governo de Dilma Rousseff está aquém de Luiz Inácio Lula da Silva nas questões LGBT.

Qual a posição da ABGLT sobre a eleição de Feliciano para a Comissão de Direitos Humanos?
Nós vamos denunciar à ONU. É uma problema sério para o País quando um parlamentar desses assume uma comissão tão importante. É preciso utilizar essa pressão internacional. Nós tínhamos conversado com deputados antes, para saber como ia ser a indicação. Foi uma surpresa para todos nós a escolha por um partido que não tem tradição nenhuma nessa discussão. Nós lançamos uma nota de repúdio no dia que ele foi indicado para presidente e participamos da manifestação contra a eleição dele na quarta-feira (6). Esse pastor é conhecido pela sua postura preconceituosa e isso é perigoso não só para nós da comunidade LGBT como para a própria democracia brasileira. É um retrocesso muito grande para o País.

Vocês esperavam quem na presidência?
A gente esperava que, se não fosse alguém do PT, que ao menos fosse algum partido como PDT, PSB ou PCdoB, que já estiveram na comissão e têm histórico no campo de direitos humanos e movimentos sociais. Infelizmente, o PT abriu mão dessa comissão para priorizar outras e um acordo com o PMDB e PSDB fez com que eles cedessem suas vagas ao PSC. Esses partidos não têm dado prioridade a essa questão;

Como a associação vê a aproximação entre evangélicos e governo?
É muito ruim, a bancada evangélica é aliada com todos os setores conservadores. Esses parlamentares estão a serviço de suas convicções religiosas e morais e não a serviço da política, do debate público. Interfere na laicidade, estado político é diferente do estado religioso. Há uma confusão, é ruim para o parlamento e para a sociedade.

O que fazer para mudar essa situação?
A população em geral precisa ficar muito atenta, o deputado está lá porque foi votado. É preciso perceber a que serviço esses parlamentares estão, qual propostas, como é vida desse parlamentar no Congresso. O que nós temos visto é que esses parlamentares evangélicos, em sua maioria, são péssimos parlamentares, apresentam projetos sem consistência, sem interesse público. É preciso que população faça avaliação, no ano que vem é ano de eleição. Essa polêmica colocou claramente o que é que a gente tem que ter em consciência na hora de colocar parlamentares no poder. Não se trata de votar no partido a ou b, mas em que projeto esse parlamentar vai defender. Essa é a reflexão que a sociedade precisa fazer.

Qual a avaliação do governo Dilma para a comunidade LGBT?
Se compararmos entre os governos Dilma e Lula, a Dilma está muito aquém do que foi o governo Lula. Não podemos deixar de reconhecer os avanços econômicos e de desenvolvimento mento que estão em curso com a presidente, mas para a nossa comunidade está muito aquém. Vivemos uma época de violência, de discurso de ódio e não existe uma política concreta para combater a homofobia e efetivar a cidadania da nossa comunidade. É preciso um gesto da presidente para resolver esse problema, o estado tem que dar conta. A homofobia precisa ser crime, o discurso de ódio tem que ser responsabilizado. Discurso de ódio não é liberdade de expressão, é preciso de instrumento jurídico para coibir isso, além de instrumentos das áreas de saúde, direitos humanos, cultural e todos os outros, para combater a homofobia, da mesma forma que se tem para o combate à miséria. Até agora não vimos isso.

Autor: Tags: , ,

sábado, 9 de março de 2013 Social | 09:13

Família realizará missa em memória dos 12 anos da morte de Mário Covas

Compartilhe: Twitter

A família do governador Mário Covas, morto em 2001, realizará uma missa neste sábado, em memória dos 12 anos do falecimento. A missa será realizada no Mosteiro de São Bento, às 10 horas.

A missa é realizada anualmente e já se transformou em tradição no círculo mais próximo à família Covas. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que foi vice de Covas, costuma comparecer em companhia da primeira-dama Lu Alckmin.

A família Covas já realizou uma missa na cidade de Santos, onde Covas nasceu, na última terça-feira. Mário Covas morreu em 6 de março de 2001.

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 5 de março de 2013 Cidades, Partidos, Política, Social | 08:31

Suplicy faz show com Mano Brown em cidade que adotou Renda Básica de Cidadania

Compartilhe: Twitter

O senador Eduardo Suplicy organiza um festival de música com a presença do rapper Mano Brown para arrecadar fundos para a primeira cidade do País que adotou o seu projeto da Renda Básica da Cidadania, Santo Antônio do Pinhal (interior de SP).

O evento será realizado no dia 16 de março, a partir das 14h30, no centro de convenções da cidade. Além do líder do Racionais, haverá apresentações do rapper Emicida, Chambinho do Acordeon (que interpretou Luiz Gonzaga no cinema), Chico César (atual secretário de Cultura da Paraíba), Brothers of Brazil (dos filhos do senador, João e Supla) e Branco (músico de Santo Antônio do Pinhal). Os ingressos custarão R$ 20 (inteira).

Em 2009, o então prefeito da cidade José Augusto de Guarnieri Pereira (PT) sancionou a lei que prevê a implantação do Renda Básica da Cidadania por etapas, assim como na lei federal que deu origem ao Bolsa Família.

De acordo com Suplicy, o Fundo Municipal e o Conselho da Renda Básica já foram criados em Santo Antônio do Pinhal, mas ainda não há verba suficiente para iniciar o pagamento aos 7.000 habitantes da cidade.

Seguindo o modelo do governo federal, que paga R$ 70 por pessoa inscrita no programa, o Fundo precisa de R$ 3,360 milhões para iniciar os pagamentos. Hoje conta apenas com R$ 540, correspondente aos 6% de arrecadação da receita municipal, prevista em lei.

O senador afirmou que fez uma emenda, já aprovada, para destinar R$ 1 milhão ao Fundo do primeiro município a implantar o projeto, mas o recurso ainda não foi liberado pelo Ministério do Desenvolvimento Social.

Além do dinheiro arrecadado com os ingressos, durantes os shows será pedido uma contribuição para os participantes.

Autor: Tags: , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última