Publicidade

terça-feira, 1 de setembro de 2015 Brasil, Partidos, Política | 16:16

Para PSDB do Distrito Federal, ameaças de advogado são individuais

Compartilhe: Twitter
Presidente do PSDB-DF diz que ameaças contra Dilma são atos individuais de tucano

Presidente do PSDB-DF diz que ameaças contra Dilma são atos individuais de tucano

O presidente do PSDB do Distrito Federal, o deputado federal Izalci Lucas, disse que não há providências do partido em relação às ameaças feitas em vídeo pelo advogado Matheus Sathler Garcia contra a presidente Dilma Rousseff.

De acordo com o deputado, as atitudes do advogado, que foi candidato a deputado federal pelo PSDB em 2014, refletem uma posição individual, não avalizada pela legenda no Distrito Federal.

“Essa não é a posição do PSDB, é uma posição individual. Vou até conversar com ele para evitar este exagero. O PSDB não precisa disso. Acho que ele extrapolou um pouco,”, disse Izalci à Poder Online.

Izalci assumiu nesta terça-feira a presidência da comissão executiva provisória do PSDB do Distrito Federal.

O advogado será investigado pela Polícia Federal por ter divulgado um vídeo no qual ameaçava cortar a cabeça da presidente Dilma Rousseff no próximo dia 7 de setembro.

Autor: Tags: ,

Brasil, Justiça, Política | 15:24

Cardozo manda PF investigar advogado que ameaça “arrancar cabeça” de Dilma

Compartilhe: Twitter
Ministro José Eduardo Cardozo

Ministro José Eduardo Cardozo

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, determinou nesta terça-feira (1) que a Polícia Federal abra inquérito para investigar o advogado Matheus Sathler Garcia, candidato a deputado federal pelo PSDB do Distrito Federal em 2014, devido a “ameaças” feitas a presidente Dilma Rousseff. A determinação do ministro foi encaminhada hoje ao diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello Coimbra.

Rejeitado nas urnas nas eleições passadas, o advogado divulgou um vídeo no qual ameaça “arrancar a cabeça” da presidente Dilma Rousseff (PT) “com a foice e o martelo” no próximo dia 7 de setembro. No vídeo, o advogado se identifica e sugere à presidente que fuja do Brasil ou cometa suicídio.

Em 2014, o advogado já havia ganhado fama e uma representação na Justiça feita pela Ordem dos Advogados do Brasil do Distrito Federal, depois de aparecer em um vídeo defendendo a criação do “kit macho” e do “kit fêmea”, para defender crianças da ‘influência homossexual’.

O vídeo com ameaças à Dilma foi postado no Youtube, no último 25 de agosto. Ele começa sua fala afirmando que daria um recado à “presidanta” Dilma Rousseff”. “No dia 7 de Setembro a gente não vai pacificamente para as ruas. Vamos, juntamente com a as forças armadas populares do Brasil, te tirar do poder. Com a foice e o martelo nós vamos arrancar a sua cabeça. Aqui não é ameaça, nem aviso. Porque quando o povo agir já vai ter mais volta. Renuncie, fuja do Brasil ou se suicide”, diz o advogado.

Rejeitado nas urnas, tucano promete arrancar cabeça de Dilma à “foice e martelo”

Autor: Tags: , ,

Partidos | 14:58

Presidente do PT participará de frente contra política econômica

Compartilhe: Twitter

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, participará no próximo sábado (5), em Belo Horizonte, do encontro de movimentos sociais com objetivo de criação de uma frente política que tem, entre suas convicções, uma crítica forte em relação a condução da política econômica do governo.

Puxam a frente, entidades como a Central de Movimentos Populares, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST ), a União Nacional dos Estudantes (UNE), a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e a Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB).

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 26 de agosto de 2015 Congresso | 14:07

Confusão de vozes arranca gargalhadas em sabatina de Janot

Compartilhe: Twitter
Randolfe Rodrigues (Foto: Divulgação)

Randolfe Rodrigues (Foto: Divulgação)

Ao confundir a voz aguda do senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) com a da senadora Vanessa Grazziotin, (PCdoB-PA), o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, José Maranhão (PMDB-PB), foi responsável por um raro momento de descontração na sabatina do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, nesta quarta-feira (26).

Randolfe pediu para falar logo após a longa fala do senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL). Prontamente, Maranhão concendeu a palavra: “Com a palavra a senadora Vanessa Grazziontin”.

“Não, presidente, sou eu”, corrigiu Randolfe, arrancando gargalhadas entre os presentes.

 

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM). Foto: Agência Senado

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM). Foto: Agência Senado

O amapaense teve jogo de cintura e esbanjou gentileza, ao receber o pedido de desculpas do presidente da comissão.

“Presidente, não me insulta a confusão com a senadora Vanessa até porque, meu timbre de voz é muito parecido com o da senadora”, disse Randolfe.

 

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 25 de agosto de 2015 Brasil, Partidos, Política | 20:19

Procurador eleitoral dá parecer favorável à criação da Rede

Compartilhe: Twitter
Marina Silva (Foto: Divulgação)

Marina Silva (Foto: Divulgação)

O vice-procurador Eleitoral, Eugênio Aragão, se manifestou favorável à criação da Rede Sustentabilidade, partido idealizado pela ex-senadora Marina Silva, em parecer emitido nesta nesta terça-feira (5). O conteúdo do parecer anda não foi divulgado, no entanto o posicionamento de Aragão está confirmado. Os integrantes do  grupo aguardam detalhes do parecer e dizem que estão prontos para lançar candidaturas nas próxima eleições.

Temos certeza que, desta vez, não há motivo algum para que a Rede não seja criada”, disse o ex-tesoureiro da campanha de Marina Silva, Basileu Margarido. Não haverá motivos para que a Rede não dispute as eleições municipais do próximo ano. O deputado federal Miro Teixeira (RJ), que também integra o grupo, comemorou a decisão.

Aragão é o mesmo procurador que em 2013 se posicionou contrário à criação do partido de Mariana Silva, em parecer enviado ao Tribunal Superior Eleitoral  alegando que a agremiação só havia conseguido 442 mil assinaturas de apoio, enquanto a lei exige 492 mil.

Seu parecer acabou sendo acatado pela Justiça Eleitoral e sobrou para Marina e seus parceiros na criação da legenda se abrigarem em outras legendas, no caso dela, no PSB, legenda pela qual disputou as eleições para a Presidência da República, após a morte do pernambucano Eduardo Campos, em plena campanha.

 

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 24 de agosto de 2015 Brasil, Congresso, Governo, Partidos, Política | 18:34

Temer chama base para habitual reunião de articulação

Compartilhe: Twitter
O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB). Foto: Agência Brasil

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB). Foto: Agência Brasil

A contar pela agenda do vice-presidente, Michel Temer, as pautas da Câmara ou do Senado fazem parte dos assuntos da “macropolítica”, que continuarão sob sua responsabilidade.

Temer enviou aos líderes da Câmara, nesta tarde, o convite para a habitual reunião da terça-feira (25), quando se define as estratégias do governo para a semana na Câmara. A reunião ocorrerá no Gabinete da Vice Presidência.

Além disso, de acordo com interlocutores do vice, ele continuará participando das reuniões da coordenação política no Planalto.

Na prática, a função desempenhada na articulação política pelo vice-presidente permanecerá quase inalterada, já que o governo finalizou a fase de nomeações de cargos nos segundo e terceiro escalão, tarefa que era desempenhada principalmente pelo ministro da Secretaria de Aviação Civil, Eliseu Padilha (PMDB-RS).

Os trabalhos do governo agora se voltam, principalmente, para o corte de pastas, anunciado pelo ministro do Planejamento, Nelson Barbosa. Nas negociações para os cortes, a presidente Dilma Rousseff contará com a ajuda do vice nas definições

 

Autor: Tags: , , , ,

Brasil, Congresso, Governo, Partidos, Política | 15:49

Para peemedebistas, sinalização Temer é de “desembarque próximo”

Compartilhe: Twitter
Michel Temer (Foto: Marcello Casal Jr./ABr)

Michel Temer (Foto: Marcello Casal Jr./ABr)

As movimentações do vice-presidente, Michel Temer (PMDB-SP) no sentido de deixar bem claro seu descontentamento com o governo e a disposição em entregar à presidente Dilma Rousseff a função de articulador político passaram um sinal para o meio político, principalmente para peemedebistas rebeldes, de que “o desembarque está próximo”.

O PMDB já prepara sua convenção partidária para o dia 15 de novembro em Brasília. Entre os deputados do partido, boa parte seguidora do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a tese majoritária é de rompimento com o governo petista.

Deputados do PMDB defendem que foi Temer quem defendeu a aliança na Convenção e que Temer é quem segurava a insatisfação.”O rompimento é o  caminho natural do PMDB e a postura de Temer, ao querer entregar a articulação, é uma sinalização importante e que terá  efeito na convenção”, disse ao Poder Online, o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA).

Temer se reuniu com Dilma para entregar suas funções de articulador do governo, assumida logo após o ministro Pepe Vargas (PT-RS), atual ministro de Direitos Humanos, ser defenestrado do Planalto, onde era ministro da Secretaria de Relações Institucionais (SRI), por exigência da bancada do PMDB da Câmara.

A decisão de ficar ou não na articulação vazou de forma meio dúbia, já que Temer, continuaria cuidando das questões mais importantes, enquanto seu auxiliar, Eliseu Padilha, atual ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), continuaria com o rame-rame da negociação de cargos e emendas parlamentares. Ou seja, o que mudou foi o clima. Temer continuaria cuidando do que sempre cuidou. A presidente teria agora é que  encontrar alguém para substituir Padilha até 1º setembro, quando ele deve passar a se dedicar exclusivamente à sua pasta titular.

“Se o PT não deixou Temer cuidar do micro, vai deixar cuidar o macro?”, questionou o deputado.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quinta-feira, 20 de agosto de 2015 Brasil, Congresso, Justiça, Partidos, Política | 18:26

Para Sílvio Costa, só pressão popular tira Cunha da Presidência da Câmara

Compartilhe: Twitter

O deputado Sílvio Costa (PSC-PE) tem sido uma das vozes mais contestadoras da atuação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), desde a posse de parlamentar no cargo. Após a denúncia, apresentada pelo procurador Geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF), Costa se mostrou cético em relação a cassação do mandato de Cunha. O deputado disse não acreditar que pedidos de cassação prosperem na Câmara já que as instâncias de poder na Casa são controladas hoje pelo presidente.

“Isto que sestá acontecendo aqui não é nenhuma novidade, todo mudo sabia que ele ia ser denunciado . Sabiam dessas informações desde as eleições da Câmara”, disse o deputado.

“Se a gente colocar no Conselho de Ética, ele (Cunha) tem maioria. Se a gente colocar na Corregedoria, ele também tem maioria”, observou.

“Acho que a gente tem que começar um movimento de fora para dentro. A opinião pública tem que participar e dizer a ele que ele tem que sair.”

Autor: Tags: , , , ,

Brasil, Congresso, Estados, Política | 14:51

Deputados querem acompanhar investigações sobre chacina de Osasco

Compartilhe: Twitter
Deputados querem acompanhar investigações sobre chacina em Osasco (Reprodução)

Deputados querem acompanhar investigações sobre chacina em Osasco (Reprodução)

Os deputados Valmir Prascidelli (PT-SP) e Reginaldo Lopes (PT- MG) querem que a criação de uma Comissão Externa para acompanhar as investigações sobre as mortes ocorridas em Osasco, no último dia 13 de agosto. Os dois parlamentares apresentaram o pedido à Mesa Diretora da Câmara.

Também devem integrar o grupo os parlamentares Erika Kokay (PT-DF), Orlando Silva (PCdoB-SP) e Rosângela Gomes (PRB-RJ), que foi relatora da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre o extermínio de Jovens Negros, que funcionou na Câmara durante o primeiro semestre.

“A segurança pública é responsabilidade do Governo Estadual, mas nós não podemos deixar que as investigações não cheguem aos responsáveis. Vamos acompanhar tudo de perto”, disse Prascidelli.

A suspeita é de que as mortes teriam ocorrido por ação de agentes do próprio Estado, daí a preocupação com a isenção das investigações. A justificativa para a criação da comissão indica que as execuções seguiram um padrão e que uma das linhas de apuração aponta para crime de vingança por parte de policiais, devido a morte de um colega.

“A gravidade dos fatos e a necessidade de apurar as reais motivações e descobrir os autores trazem a necessidade do acompanhamento de parlamentares federais para que as investigações e suas conclusões tenham um desfecho isento e transparente”, justificou Reginaldo Lopes.

 

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 19 de agosto de 2015 Brasil, Congresso, Justiça, Política | 22:02

Janot deve oferecer denúncia nesta quinta contra Cunha e Collor

Compartilhe: Twitter

Os parlamentares indiciados na investigação sobre o esquema de propina na Petrobras, entre eles o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e os senadores Ciro Nogueira (PP-PI) e Fernando Color de Melo (PTB-AL) vão precisar ficar mais uma noite na expectativa já que a previsão de apresentação de denúncia por parte do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, passou para quinta-feira.

E expectativa permeou as conversas e determinou o clima de tensão durante toda quarta-feira. De um lado, deputados se reuniram para pedir o afastamento de Cunha. Do outo, o presidente da Câmara passou toda tarde trancado em seu gabinete com seus principais interlocutores habituais, deputados já conhecidos como a “tropa de choque” de Cunha.

Passaram pelo gabinete da Presidência da Câmara os deputados Paulo pereira da Silva, o Paulinho da Força (SD-SP), o líder do PSC na Câmara, André Moura (SE) e o líder do PMDB na Câmara, Leonardo Pìcciani (RJ).

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 9
  3. 10
  4. 11
  5. 12
  6. 13
  7. 20
  8. 30
  9. 40
  10. Última