Publicidade

sábado, 24 de janeiro de 2015 Justiça | 06:00

Cerveró resiste em oferecer delação premiada

Compartilhe: Twitter
O ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró. Foto: Geraldo Magela / Agência Senado

O ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró. Foto: Geraldo Magela / Agência Senado

Embora esteja cada vez mais remota a possibilidade de Nestor Cerveró ser liberado da prisão nos próximos dias, o ex-diretor da Petrobras tem dito que, no momento, ainda está descartada a possibilidade de assinar um acordo de delação premiada com o juiz Sérgio Moro.

Por ser considerado uma peça central no esquema de desvio de recursos da Petrobras investigado pela Operação Lava Jato da Polícia Federal, a defesa de Cerveró acredita que ele poderia ser extremamente beneficiado, caso aceitasse o acordo da delação, já feito pelos investigados Paulo Roberto Costa, Pedro Barusco e Alberto Youssef.

A relutância de Cerveró em assinar o acordo está no fato de que ele se declara inocente e que, portanto, não faria sentido participar de uma delação premiada. O ex-diretor tem dito, porém, que está colaborando ao máximo com as investigações.

Leia também: ‘Prisão não tem por objetivo colher confissões’, diz juiz da Lava Jato

Autor: Tags: , , , , , , , ,

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015 Congresso | 19:51

‘Fantasma da Lava Jato paira sobre todas as outras candidaturas’, diz Chico Alencar

Compartilhe: Twitter
Deputado Chico Alencar (PSOL-RJ). (fofo: divulgação)

Deputado Chico Alencar (PSOL-RJ). (fofo: divulgação)

Após o anúncio de que disputaria a presidência da Câmara, o deputado federal Chico Alencar (PSOL-RJ) já definiu os dois pontos centrais que nortearão sua campanha contra os outros três candidatos já declarados Arlindo Chinaglia (PT-SP), Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Júlio Delgado (PSB-MG).

De um lado, Chico adotará o discurso de que as três outras chapas estão presas a “uma pauta corporativa” e que seria necessário “colocar pautas de interesse da população em debate”. Entre os temas já elencados pelo PSOL, estão a defesa de direitos humanos e trabalhistas, bem como a realização de reformas políticas e tributárias que prevejam o fim do financiamento privado e a taxação de grandes fortunas, respectivamente.

Em segundo lugar, o deputado também defenderá que o PSOL é o único dos partidos na disputa “sem rabo preso” no esquema de corrupção da Petrobras, investigado na Operação Lava Jato da Polícia Federal. “De alguma forma, direta ou indiretamente, o fantasma da Lava Jato paira sobre a cabeça de todas as outras candidaturas, menos sobre a nossa, uma vez que não precisamos do dinheiro de nenhuma empreiteira para nos elegermos. A Câmara vai ter de ter muita firmeza para cortar na própria carne”, afirma.

Chico já disse, também, que sua campanha terá “custo zero”. “Achamos um absurdo gastar rios de dinheiro para convencer 513 deputados. Nós não vamos ter nada disso, queremos convencer com nossas ideias, não seduzindo ninguém com jantares e materiais mirabolantes”, explicou.

Leia também: Chico Alencar deve assumir liderança do PSOL

Autor: Tags: , , , , , , ,

Congresso | 17:52

‘A oposição poderia controlar o Congresso’, diz Paulinho da Força

Compartilhe: Twitter
Paulinho da Força Sindical (Foto: Leonardo Prado/Agência Câmara)

Paulinho da Força Sindical (Foto: Leonardo Prado/Agência Câmara)

Nos últimos dias, o deputado federal Paulinho da Força (SDD-SP) tem pressionado aliados do candidato à presidência da Câmara Júlio Delgado (PSB-MG) a se unirem ao peemedebista Eduardo Cunha (RJ). O objetivo é evitar ao máximo a realização de um segundo turno contra o petista Arlindo Chinaglia (SP).

De acordo com Paulinho, “a candidatura de Delgado favorece apenas o PT” e deveria ser revista sobretudo pelos tucanos. “Nós poderíamos imprimir uma derrota como nunca vista antes pelos petistas. Tenho conversado com vários deputados do PSDB que já entenderam isso. Uma vitória do Chinaglia seria um desastre para o (senador) Aécio Neves (PSDB-MG)“, diz o deputado, que apoiou o tucano nas eleições presidenciais.

No caso de uma aliança entre as chapas de Delgado e Cunha, o ex-presidente do Solidariedade calcula que o grupo poderia chegar a cerca de 300 votos. “Juntos, nós teríamos não apenas a presidência da Câmara, mas também a grande maioria dos membros da Mesa Diretora. A oposição poderia controlar o Congresso”, completa.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

Congresso | 13:30

‘Demora do STF é inaceitável’, diz Jandira Feghali sobre financiamento de campanha

Compartilhe: Twitter
Deputada federal Jandira Feghali  (Foto: Divulgação)

Deputada federal Jandira Feghali (Foto: Divulgação)

O PCdoB ainda não desistiu de ter uma resposta do Supremo Tribunal Federal sobre a constitucionalidade financiamento privado de campanha antes que o próprio Legislativo decida sobre o tema.

Nesta semana, a líder do partido na Câmara, Jandira Feghali (PCdoB-RJ), retomou as articulações com outros partidos e movimentos sociais para cobrar o voto do ministro Gilmar Mendes que, em abril do ano passado, pediu vistas do processo. Antes disso, a maioria dos ministros já havia votado pelo fim do financiamento de empresas privadas.

“Essa demora do STF é inaceitável. O ministro Gilmar Mendes havia prometido uma resposta em agosto e até agora nada (leia mais). Estamos prestes a completar um ano de enrolação”, diz Jandira.

De acordo com a deputada, a primeira reunião para debater o assunto no Congresso ocorrerá já na primeira semana de fevereiro, com representantes da Ordem dos Advogados do Brasil e da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

Autor: Tags: , , , , ,

Partidos | 10:30

Rede Sustentabilidade faz ‘mutirão de verão’ por coleta de assinaturas

Compartilhe: Twitter
A ex-senadora Marina Silva (Foto: Divulgação)

A ex-senadora Marina Silva (Foto: Divulgação)

Na tentativa de obter as assinaturas restantes para a obtenção do registro da Rede Sustentabilidade, os marineiros prepararam um “mutirão de verão” pelos estados.

Com foco no público jovem, a ideia é buscar apoio para  a criação do partido em praias, parques, bares, restaurantes e “o que mais a criatividade assim permitir”, nas próximas semanas.

Embora faltem apenas 30 mil assinaturas para que a sigla possa ser registrada junto ao Tribunal Superior Eleitoral, a meta do grupo é arrecadar 100 mil, para evitar imprevistos como os de 2012. Na época, parte das assinaturas não foi aceita pelos cartórios, o que inviabilizou a participação da Rede nas eleições.

Autor: Tags: , ,

Partidos | 09:00

Paulo Vannuchi verbalizou, mas não agradou

Compartilhe: Twitter
Marta Suplicy (Foto: Agência Senado)

Marta Suplicy (Foto: Agência Senado)

O comando petista não gostou das críticas feitas nesta semana pelo ex-ministro Paulo Vannuchi à Rede Brasil Atual sobre Marta Suplicy. Não que alguém ali discorde das declarações. Elas, aliás, verbaliza exatamente o que muitos petistas dizem por aí.

Mas é que a orientação dada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva era justamente a de não jogar lenha na fogueira quando o assunto é a ex-prefeita de São Paulo. Até porque tudo o que o PT não quer no momento é vitimizar Marta.

Autor: Tags: ,

Governo | 07:30

Tucanos tentarão barrar regulação da mídia na Câmara

Compartilhe: Twitter
O ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini.

O ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini.

Diante do discurso de que a ida de Ricardo Berzoini para o Ministério das Comunicações teria como objetivo avançar no debate sobre a regulação da mídia, o PSDB já se prepara para o enfrentamento.

Na Câmara dos Deputados, os tucanos já têm dito que não pretendem abrir mão da presidência da Comissão de Ciência e Tecnologia, ocupada pelo partido desde 2011.

Lá, eles pretendem barrar qualquer proposta neste sentido, além de reforçar o discurso de que falar em regulação seria uma tentativa do PT de censurar a imprensa.

Leia também: Mineiros e paulistas disputam liderança do PSDB na Câmara

Autor: Tags: , , , , ,

Cidades | 06:00

‘Trio maravilha’ da prefeitura terá tarefa melhorar imagem de Haddad

Compartilhe: Twitter
O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT). Foto: Divulgação

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT). Foto: Divulgação

Eduardo Suplicy, Gabriel Chalita e Alexandre Padilha, que vão reforçar o secretariado de Fernando Haddad em São Paulo, terão pelo menos uma missão conjunta. Espera-se que os auxiliares, que já ganharam o apelido de “Trio Maravilha”, ajudem a dar um gás no esforço para melhorar a imagem do prefeito junto ao eleitorado paulistano.

Padilha, que vai para Relações Governamentais, cuidará da esfera política. Suplicy, nos Direitos Humanos, é tido como peça-chave para deixar o prefeito mais “pop” no eleitorado tradicional petista. E Gabriel Chalita pode ajudar a puxar o desempenho do prefeito na classe média.

De quebra, os três ajudarão no embate político, principalmente se for preciso encarar Marta Suplicy como adversária na disputa municipal de 2016.

 

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015 Justiça | 20:45

‘Prisão não tem por objetivo colher confissões’, diz juiz da Lava Jato

Compartilhe: Twitter
O juiz federal Sérgio Moro. (Foto: Gil Ferreira / Agência CNJ)

O juiz federal Sérgio Moro. (Foto: Gil Ferreira / Agência CNJ)

Em decisão publicada hoje, o juiz Sérgio Moro, responsável pela condução das investigações da Operação Lava Jato da Polícia Federal, respondeu a críticas feitas por advogados de que ele estaria tentando obter confissões de maneira irregular.

“A prisão preventiva é excepcional diante da presunção de inocência, mas necessária no presente caso diante dos pressupostos e fundamentos legais cumpridamente expostos. Não tem por objetivo colher confissões”, disse Moro, ao decretar nova prisão preventiva do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

“Na Operação Lava Jato, há acusado ou investigados que resolveram confessar, mas alguns estavam presos preventivamente e vários outros não”, diz ainda o texto da decisão, ao citar os exemplos do ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco, que se confessou voluntariamente sem ser alvo de prisão preventiva, e do doleiro Alberto Youssef, que embora tenha colaborado não teve direito à liberdade.

Autor: Tags: , , , , ,

Congresso | 18:00

Pastor Eurico reclama de cartão clonado até em solo americano

Compartilhe: Twitter
O deputado federal Pastor Eurico (PSB-PE). Foto: Divulgação

O deputado federal Pastor Eurico (PSB-PE). Foto: Divulgação

Em férias em Boston, nos Estados Unidos, o deputado federal Pastor Eurico (PSB-PE) foi vítima de um golpe bancário, na última madrugada.

O pernambucano teve o cartão de crédito clonado durante a viagem e foi surpreendido com a notificação de uma compra no valor de mais de R$ 3 mil.

Leia também: Voz de locutor rende a Pastor Eurico apelido de ‘Pastor Esso’

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 40
  3. 50
  4. 60
  5. 69
  6. 70
  7. 71
  8. 72
  9. 73
  10. 80
  11. 90
  12. 100
  13. Última