Publicidade

Posts com a Tag ACM Neto

quarta-feira, 29 de abril de 2015 Estados | 18:46

Bancada do Paraná culpa secretário de Fazenda pela crise no Estado

Compartilhe: Twitter

Corre na bancada federal do Paraná, especialmente entre os tucanos, uma grande irritação com o secretário estadual de Fazenda, Mauro Ricardo Costa, a quem os parlamentares atribuem a culpa pela crise e pelos conflitos entre governo e os professores grevistas do Estado.

Numa roda de conversa no Cafezinho da Câmara, os deputados aliados do governador Beto Richa (PSDB) acusavam Mauro Ricardo de falta de jogo de cintura e radicalismo nos cortes orçamentários.

Foi quando um deles contou que, antes de convidar Mauro Ricardo para o cargo, o governador pediu autorização ao prefeito de Salvador, ACM Neto, a quem o economista estava subordinado como secretário de Fazenda.

“E sabe o que ACM Neto respondeu?”, contou o deputado. “Ele disse que liberava, sim o Mauro, que ele era muito competente. Mas que iria fazer a popularidade do Beto cair 30 pontos percentuais. Pois é, já caiu 40 pontos.”

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 5 de março de 2015 Partidos | 13:00

PTB e DEM retomam conversas sobre fusão

Compartilhe: Twitter
O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM-BA). Foto: Divulgação

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM-BA). Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira, as bancadas do DEM e do PTB se sentam para retomar as conversas sobre uma possível fusão.

Na bancada do PTB, o clima é mais favorável à movimentação, que resultaria no quarto maior partido do Congresso Nacional. Fala-se em manter a sigla do Partido do Trabalhista Brasileiro e o número eleitoral 14.

O DEM ainda tem certa resistência – motivo que levou, inclusive, à ida do prefeito de Salvador e um dos principais expoentes da sigla, Antônio Carlos Magalhães Neto, para Brasília.

Leia também: DEM descarta plano de fusão com PSDB

Autor: Tags: , , , , , , ,

sábado, 15 de novembro de 2014 Eleições | 08:00

Petista vai transferir domicílio eleitoral para disputar Prefeitura de Salvador em 2016

Compartilhe: Twitter
Deputado Valmir Assunção (PT-BA) - (Foto: divulgação)

Deputado Valmir Assunção (PT-BA) – (Foto: divulgação)

Ao menos para o deputado Valmir Assunção (PT-BA), a eleição de 2016 começou. Ele avisou que vai transferir seu domicílio eleitoral do município baiano de Itamarajú para Salvador. Com isso, pretende se colocar oficialmente como pré-candidatos à prefeitura da capital soteropolitana.

Em 2012, Assunção chegou a ser cotado para representar o PT na disputa contra ACM Neto (DEM-BA), mas acabou perdendo espaço para Nelson Pellegrino (PT-BA), que concorreu à vaga pela quarta vez, sem sucesso.

Militante do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, o petista é um dos três deputados federais assentados pela reforma agrária eleitos para a próxima legislatura e conta sobretudo com o apoio do movimento negro e de trabalhadores rurais, na Bahia.

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 4 de abril de 2014 Eleições | 19:34

Irmão diz que cresce chance de candidatura solo de Geddel na Bahia

Compartilhe: Twitter
Lucio Vieira Lima (divulgação)

Lucio Vieira Lima (divulgação)

Longe de ser pacificada, a situação na Bahia pode terminar em racha no grupo de partidos de oposição que pretende se unir para enfrentar o PT.

O prefeito da capital baiana, ACM Neto (DEM), optou pela candidatura de Paulo Souto (DEM) em detrimento de Geddel Vieira Lima (PMDB).

Agora, os partidos buscam entendimento para evitar a divisão que colocaria PSDB, DEM e PMDB em canoas diferentes. O PMDB discute internamente a permanência na aliança diante da escolha de Neto.

Segundo o deputado Lúcio Viera Lima (PMDB-BA), irmão de Geddel, internamente cresce o desejo pela separação.

“A possibilidade mais forte dentro do PMDB é a candidatura de Geddel fora da aliança com DEM e PSDB”, diz Lima.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 13 de março de 2014 Congresso | 12:00

Após bate-boca em comissão, petista critica Lei de Licitações

Compartilhe: Twitter

Um debate acalorado entre os deputados Nelson Pellegrino (PT-BA) e Onyx Lorenzoni (DEM-RS) marcou a reunião desta quarta-feira na Comissão Mista sobre a  Medida Provisória (MP) 630/2013, que estende o Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC) a obras do sistema prisional.

Depois de críticas de Lorenzoni ao relatório da senadora Gleisi Hoffman (PT-PR), o baiano acusou o DEM de incoerência e uso irregular do RDC citando o prefeito de Salvador ACM Neto.

“Era um dos que mais  condenaram o RDC. Agora, como prefeito de Salvador, mudou completamente o discurso. Está fazendo uma obra de R$57 milhões sem licitação, pelo regime do RDC e já está anunciando uma outra de R$100 milhões pelo RDC também”, disse o petista

O correligionário do prefeito baiano respondeu o petista tem dor de cotovelo por ter perdido a eleição para ACM Neto.

Depois do bate-boca, Pellegrino reforçou sua defesa do RDC e criticou a Lei de Licitações.

Assista:

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 12 de março de 2014 Eleições | 10:00

Irmão de Geddel cobra definição sobre candidatura na Bahia: ‘a oposição não está aproveitando o tempo’

Compartilhe: Twitter

O deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) cobra uma definição a respeito da candidatura de oposição na Bahia.

O mediador desse processo, que envolve as demandas de Geddel Vieira Lima (PMDB), irmão de Lúcio, e Paulo Souto (DEM), é o prefeito de Salvador, ACM Neto.

“O tempo está findando. Não tem mais tempo, sob o risco das oposições enfraquecerem, de ficar aguardando”, cobrou Lima. “Não pode demorar ainda. Não pode passar de março”, acrescentou o deputado, que afirmou ainda que “a oposição não está aproveitando o tempo”.

O deputado reconheceu que arestas precisam ser aparadas, mas alertou que isso deve ser feito o mais depressa possível.

Lima criticou ainda o candidato do PT à sucessão de Jaques Wagner, ao dizer que Rui Costa foi “retirado do bolso do colete do governador” e que ele não tem nada a mostrar. “Ele não tem o que mostrar”.

Asssita:

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014 Eleições | 12:00

Azedume na oposição atrasa escolha do candidato na Bahia

Compartilhe: Twitter

Já foi melhor a relação entre os três partidos que lideram o grupo de oposição ao PT na Bahia. Desde que Paulo Souto (DEM) desistiu de desistir da sua pré-candidatura ao governo baiano, PSDB, DEM e PMDB lutam para recuperar a sintonia.

O mais recente capítulo da novela que promete dizer no último capítulo quem será o adversário de Rui Costa (PT) é o movimento de parte do PSDB no sentido de tentar convencer Geddel Vieira Lima (PMDB) a desistir da candidatura e tentar um vaga no Senado.

De sua parte, o PMDB diz que se o caminho for este, também tentará convencer Souto a desistir de sua candidatura e concorrer a uma vaga no Senado. Não há como esconder que o clima azedou e que isso tem sido o principal motivo do atraso no anúncio do nome do cabeça de chapa da oposição na Bahia.

Azar do prefeito ACM Neto, articulador dos oposicionistas, que terá de buscar entendimento para que o grupo possa anunciar o pré-candidato imediatamente após o Carnaval.

Já há uma avaliação do PMDB que a demora compromete parte da estratégia e dá tempo de Rui Costa combater sua baixa taxa de conhecimento num campo livre de oposicionistas.

Autor: Tags: , , , , , ,

Eleições | 10:30

Tucanos tentarão convencer Geddel a desistir de candidatura na Bahia

Compartilhe: Twitter

Parte do PSDB baiano tem tentado convencer Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) a deixar de concorrer ao governo do estado e entrar na coligação para a eleição de Paulo Souto (DEM). Para isso, a aliança já ofereceu a Geddel a vaga para disputar o Senado.

O argumento é de que pesquisas não registradas, encomendadas pelos partidos no final de janeiro apontam um cenário mais favorável ao candidato apoiado pelo prefeito de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto.

Para os tucanos, a definição sobre quem será o candidato só ocorrerá após o Carnaval. DEM, PSDB, PV, PTN, PROS, PPS Já tomaram a decisão de caminharem juntos na Bahia. Já o PMDB quer exatamente o contrário do que quer o PSDB: ter Geddel como cabeça de chapa e dar a Paulo Souto a vaga ao Senado.

Autor: Tags: , , , , , ,

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014 Eleições | 10:30

À procura de um vice na Bahia, PT olha para a capilaridade

Compartilhe: Twitter

Apoiador do nome de Marcelo Nilo (PDT) para a vice de Rui Costa (PT) na disputa eleitoral baiana, o deputado Amaury Teixeira (PT-BA) acredita que a decisão final deverá levar em consideração a capilaridade dos partidos aliados no interior do estado. “Minha torcida é pelo Nilo, mas se fosse apostar num deles, acho que o Mário Negromonte (PP) será o escolhido” disse o baiano.

Segundo Teixeira, a quantidade de prefeituras dos partidos poderá ser um fator de desempate na escolha do vice na chapa encabeçada pelo PT.

O PP, de Negromonte, tem 52 prefeitura na Bahia, contra 43 do PDT de Nilo. O PT já identificou índices significativos de rejeição ao governador Jaques Wagner (PT) na capital do estado e pretende trabalhar dobrado no interior como forma de compensar eventuais problemas na votação em Salvador.

O fator ACM Neto (DEM) também entra na equação. Principal articulador da candidatura encabeçada pela trinca PMDB/DEM/PSDB, Neto deverá ajudar a dificultar o trabalho dos cabos eleitorais petistas na Capital baiana.

Por isso, formar uma chapa com os três maiores detentores de prefeituras pode ajudar a contrapor a situação na capital.

O PT é o líder, com 94 prefeituras, o PSD, que terá Otto Alencar para o Senado, tem 69, e o PP com suas 52 daria 215 prefeituras representadas na chapa. Num universo de 419 cidades na Bahia, Rui Costa teria a maioria das prefeituras ao seu lado, considerando ainda as prefeituras dos demais aliados.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

sexta-feira, 20 de setembro de 2013 Eleições | 15:43

Aécio Neves gruda em ACM Neto na Bahia

Compartilhe: Twitter

O senador mineiro Aécio Neves (PSDB-MG) está disposto a fazer de tudo para grudar no prefeito de Salvador, ACM Neto. A operação tem início agora à tarde, quando os dois se encontram como parte da agenda de pré-campanha liderada pelo tucano no Nordeste.  Isso tudo com base no entendimento de que o prefeito é peça-chave para assegurar um desempenho mínimo para a campanha presidencial tucana na região.

O Nordeste é tido como o grande calcanhar de Aquiles do PSDB para 2014. Ainda assim, o partido avalia que sua situação na região está melhor do que esteve no passado. Em 2010, por exemplo, o então candidato ao Planalto José Serra não tinha um ACM Neto para chamar de seu.

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última