Publicidade

Posts com a Tag ACM Neto

quarta-feira, 28 de agosto de 2013 Eleições | 11:00

ACM Neto descarta candidatura ao governo da Bahia

Compartilhe: Twitter

Numa passagem relâmpago por Brasília para, entre outras coisas, reuniões partidárias, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM-BA) disse que a chance de ser candidato ao governo da Bahia é “zero”.

Reservadamente, aliados de Neto cogitam a possibilidade de que o prefeito de Salvador renuncie ao mandato para concorrer ao governo do Estado em 2014.

“Meus planos são cumprir o meu mandato até 2016”, disse Neto. “O partido sabe que tenho muitas obrigações com Salvador e que elas só serão cumpridas com quatro anos de mandato”, acrescentou o prefeito ao ser questionado se o partido pedia por sua candidatura.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 11 de julho de 2013 Eleições | 16:30

Geddel tenta se aproximar da oposição ao PT na Bahia

Compartilhe: Twitter

O ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) tem se movimentado para a disputa do governo baiano em 2014, mantendo conversas com setores da oposição ao governador Jaques Wagner (PT).

Geddel tem dito que, se tentar se colocar como uma terceira opção a Wagner e ao DEM no Estado, seu pleito está fadado ao fracasso.

Ele diz crer que a única chance de construir uma candidatura viável é polarizando com o PT e, para isso, já não descarta buscar um entendimento com os adversários de Wagner.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 20 de março de 2013 Congresso | 13:38

ACM Neto critica União e antecessor por dificuldade financeira de Salvador

Compartilhe: Twitter

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), não perdeu a chance de criticar seu antecessor, João Henrique (PP), pela situação financeira da cidade.

ACM Neto, que esteve em Brasília para o encontro de prefeitos com os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RS), também mirou no governo federal.

Segundo o prefeito de Salvador, existe uma concentração de receitas nas mãos da União que acabaria por limitar a capacidade de investimento dos municípios.

Entretanto, ACM Neto afirmou que em alguns caso, a má gestão contribuiu para agravar a situação. Perguntado se era o caso de Salvador, ele sorriu. “Sei a dificuldade que estou tendo para arrumar a casa”.

Assista:

Autor: Tags: , , , , , , ,

segunda-feira, 18 de março de 2013 Estados | 08:00

Imbassahy diz que não será candidato ao governo da Bahia

Compartilhe: Twitter

Convencido a desistir de sua candidatura à prefeitura de Salvador em favor da candidatura de ACM Neto em 2012, Antônio Imbassahy (PSDB-BA) afirma que não tentará disputar o governo da Bahia em 2014.

O ex-prefeito de Salvador diz que seus planos eleitorais serão apenas no sentido de buscar a reeleição à Câmara dos Deputados.

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 21 de novembro de 2012 Brasil | 12:29

A última missão de ACM Neto

Compartilhe: Twitter

O prefeito eleito de Salvador viaja na quinta-feira para sua última missão como deputado federal.

ACM Neto (DEM-BA) integrará comitiva do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), que vai a Nova Iorque para visita à ONU, debate sobre os Brics e uma rodada de bate-papo com empresários estadunidenses.

ACM Neto deixa o cargo de deputado em 1º de janeiro, quando toma posse no Palácio Tomé de Sousa, sede da prefeitura de Salvador.

Atual líder do DEM na Câmara, ACM Neto está tratando de sua sucessão pessoalmente.

O mais cotado é Onyx Lorenzoni (DEM-RS), amigo do baiano.

Os dois chegaram juntos à Câmara, em 2003, e desde o começo ficaram próximos.

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 12 de novembro de 2012 Congresso | 18:30

Relator não votará novo CPC

Compartilhe: Twitter

Suplente de deputado, Sérgio Barradas Carneiro (PT-BA) está deixando a festa antes de cortar o bolo e ouvir os parabéns.

Depois de um ano e meio de dedicação exclusiva, 900 emendas e 139 projetos avaliados, 13 conferências e 15 audiências públicas, o relator geral do novo Código de Processo Civil não poderá participar da votação da matéria esta semana.

Traído pela derrota do PT em Salvador, teve de devolver o mandato ao seu colega Nelson Pelegrino (PT-BA), o candidato derrotado por ACM Neto.

Ainda assim não se acha injustiçado. “Sabia que era suplente. Cumpri meu dever. O que está lá é o que foi possível. É o código mais importante do Brasil”, diz Barradas Carneiro, que é também autor da emenda do divórcio direto, em vigência há dois anos.

Nem a bancada e nem o governador Jacques Wagner tomaram qualquer iniciativa para garantir ao parlamentar que encerrasse o trabalho com a votação da importante matéria para o país.

Barradas Carneiro varou a madrugada de sexta para consolidar o relatório, que será defendido na comissão e em plenário pelo correligionário paulista Paulo Teixeira.

A bancada ruralista, segundo ele, cometeu um equívoco ao se insurgir contra o artigo que obriga audiências de conciliação antes da emissão de mandato de reintegração de posse. “Dará mais segurança ao juiz”, sustenta.

O projeto deverá ser votado esta semana na Comissão Especial do CPC e depois será levado ao plenário. O novo código foi elaborado por uma comissão de juristas e já foi aprovado no Senado.

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 2 de novembro de 2012 Brasil | 12:38

ACM Neto se encontra com Paes

Compartilhe: Twitter

Prefeito eleito de Salvador, o deputado ACM Neto (DEM) esteve ontem, no Rio,  com o prefeito Eduardo Paes (PMDB).

Pediu algumas dicas sobre como tocar seus primeiros cem dias de governo.

Amigos, ACM Neto e Paes atuaram juntos na CPI dos Correios, que investigou o caso mensalão.

Depois, o carioca saiu do PSDB, foi para o PMDB, fez as pazes com Lula e entrou para a base aliada do governo federal.

O baiano continuou na oposição.

Por último: o ex-prefeito Cesar Maia, do mesmo partido de ACM Neto, não deve ter gostado do encontro – Paes, que começou a vida política com ele, hoje é seu adversário.

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 30 de outubro de 2012 Eleições | 11:30

Reduto invadido

Compartilhe: Twitter

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva comemorou a vitória de Haddad com um olho no peixe e outro no gato.

Se as eleições municipais serviram para melhorar a densidade do PT em São Paulo,  também mostraram a perda de eleitores no Nordeste, onde  Lula vinha sendo mais forte que os concorrentes.

A vitória de ACM Neto em Salvador preocupa: afinal, a Bahia é o maior colégio eleitoral do Nordeste.

De todas as capitais na região, o PT só venceu em João Pessoa, com Luciano Cartaxo.

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 29 de outubro de 2012 Eleições, Governo | 14:30

Geddel volta para Brasília

Compartilhe: Twitter

Depois de comemorar a vitória de ACM Neto (DEM) em Salvador, o ex-ministro Geddel Vieira Lima chega a Brasília na tarde desta segunda-feira.

Irá direto para sua sala na diretoria da  Caixa Econômica Federal.

O apoio a Neto contrariou a orientação do PMDB, que recomendou a aliança com o petista Nelson Pelegrino. O presidente nacional do PMDB,  senador Valdir Raupp (RO), chegou a comentar que, com a decisão, Geddel acabaria deixando o cargo de diretor de Pessoa Jurídica da Caixa.

Geddel não pedirá para sair.

Autor: Tags: , ,

domingo, 14 de outubro de 2012 Eleições | 10:15

PMDB de Salvador apoia candidato do DEM, mas jura que estará com Dilma em 2014

Compartilhe: Twitter

O deputado federal Lúcio Vieira Lima comanda o PMDB da Bahia junto com seu irmão, o ex-ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima, que hoje ocupa uma diretoria da Caixa Econômica Federal.

Mesmo assim, o PMDB declarou apoio no segundo turno ao candidato do DEM para prefeito de Salvador, ACM Neto. E desfilou do partido o candidato a prefeito no primeiro turno, Mario Kertész, que manifestou apoio ao petista Nelson Pelegrino nesta segunda fase das eleições municipais.

Em entrevista ao Poder Online, Lúcio Vieira diz que isso é apenas uma decisão local, que não teme pelo cargo de seu irmão no governo. E que em 2014 o PMDB baiano estará até o pescoço lutando pela reeleição de Dilma Rousseff à Presidência da República.

Poder Online – Não foi uma atitude muito radical expulsar o Mário Kertész só porque ele manifestou apoio ao Pelegrino?

Lúcio Vieira Lima – Nós não o expulsamos. Ele se desligou do partido de comum acordo com a Executiva, já que tinha se filiado apenas para concorrer à Prefeitura. Ele havia declarado antes que, se perdesse, não continuaria na política.

Poder Online –Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula devem fazer campanha pelo Pelegrino. E o vice- presidente da República, Michel Temer, que é do PMDB, fará campanha  pelo candidato de vocês?

Lúcio Vieira Lima – Neste segundo turno estamos apoiando o candidato do DEM. Não estamos diretamente na disputa. Então não há essa necessidade da presença do Michel. Já no caso do Pelegrino, a Dilma e o Lula são do partido dele. É natural que façam campanha.

Poder Online – A imprensa noticiou que a presidenta Dilma encarregou o Michel de convencer o PMDB baiano a apoiar o Pelegrino.

Lúcio Vieira Lima – Não fomos procurados por ninguém.

Poder Online – Vocês não acham incoerente apoiar o ACM Neto com o Geddel tendo um cargo na diretoria da Caixa Econômica Federal. Não temem que isso acabe criando problemas para ele no governo.

Lúcio Vieira Lima – O ex-ministro Geddel virou diretor da CEF devido à competência administrativa demonstrada quando comandou a pasta da Integração nacional no governo Lula. E também devido ao apoio que demos à eleição da presidenta Dilma em 2010. Essas são eleições municipais. Nada têm a ver com o quadro nacional  Estamos apoiando o ACM Neto porque achamos que Salvador e a Bahia querem mudança. Tanto que ACM Neto saiu na frente no primeiro turno. E tanto que, segundo as pesquisas, o governador  Jaques Wagner (PT) tem cerca de 3% de ótimo na avaliação popular enquanto a presidenta Dilma tem 67%.

Poder Online – Vocês aqui estão contra o PT. Em 2014 apoiarão a reeleição da Dilma como candidata do PT à Presidência da República?

Lúcio Vieira Lima – Claro! Não há outra hipótese. Aqui na Bahia o PT fez um péssimo trabalho. Mas, no governo federal, com a presidenta Dilma à frente, tem feito um excelente trabalho. Até porque tem tido a ajuda do PMDB e do vice-presidente Michel  Temer. Nós estaremos engajados na reeleição da Dilma e do nosso Michel. Não há outro caminho.

Poder Online – E as mágoas com a participação de Lula e Dilma nas campanhas de Salvador e da Bahia contra os candidatos do PMDB local?

Lúcio Vieira Lima – Não há mágoas. São questões políticas, envolvendo a política local. Não sei porque o país olha a Bahia como algo estranho. Aconteceram casos assim no país inteiro nestas eleições. E no passado também. O Jaques Wagner, por exemplo, esteve na Convenção do PSDB apoiando a candidatura do tucano Antônio Imbassahy a prefeito. Foi incoerência?

Autor: Tags: , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última