Publicidade

Posts com a Tag ACM Neto

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 Eleições | 10:02

DEM e PMDB: próximos, mas nem tanto

Compartilhe: Twitter

Duas das capitais onde DEM e PMDB caminham juntos para um acordo na disputa municipal deste ano são também exemplos para mostrar que os dois partidos dificilmente irão muito além disso em 2014.

Na Bahia, o deputado ACM Neto, do DEM, e o ex-ministro da Integração Nacional Gedel Vieira Lima, do PMDB, trabalham pelo acordo em 2012, mas cada um está de olho na sua própria can didatura a governador em 2014.

No Rio Grande do Norte, o choque de interesses é  entre o ministro da Previdência, Garibaldi Alves Filho, e o presidente nacional do DEM, José Agripino Maia.

Fusão?

— Nem pensar! — repetem para quem quiser ouvir os quatro políticos citados.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 10 de janeiro de 2012 Eleições | 07:02

Para ACM Neto, conversas com o PMDB só valem para 2012

Compartilhe: Twitter

O líder do DEM na Câmara, ACM Neto (Foto: André Dusek/AE)

O líder do DEM na Câmara, ACM Neto (BA), afirma que o namoro de seu partido com o PMDB tem prazo de validade para apenas o pleito de 2012.

Possível candidato a disputar a prefeitura de Salvador, ACM Neto diz que as conversas estão bem adiantadas pelo menos em cinco capitais: Salvador, São Paulo, Recife, Natal e Campo Grande.

Mas, segundo ele, os flertes visando alianças em 2014 “não passam de mera especulação”.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 Congresso | 18:56

Paulo Magalhães, ACM Neto e o mistério do vaso de Arruda

Compartilhe: Twitter

Lembra do discurso acima do deputado Paulo Maglhães (PSD-BA) postado aqui no Poder Online no início de dezembro?

O homem já assumiu os microfones do plenário por duas vezes para reclamar do sumiço desse tal vaso de arruda do hall de seu prédio em Brasília, sem que ninguém entendesse o motivo de tanto apreço por um vasinho.

Sites da Bahia explicam o discurso como fruto de um racha na família Magalhães: o deputado está em guerra com seu primo ACM Neto, também deputado, mas pelo DEM, e vizinho de porta no prédio onde moram em Brasília.

Teria colocado o vaso ali, segundo os jornalistas baianos, para constranger o primo com a alusão a supostas ligações de ACM Neto com o ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda, que renunciou depois de ser filmado recebendo dinheiro supostamente de propina.

Poder Online travou o diálogo abaixo com Paulo Magalhães, na tentativa  de obter uma explicação para o discurso.

Você, internauta, tire suas conclusões.

Poder Online — É verdade que o seu discurso foi em alusão a seu primo, ACM Neto?

Paulo Magalhães —  Não quero falar sobre este assunto. Coloquei o vaso no prédio para me proteger contra o mau olhado. O pé de arruda tem este poder. Não entendo como alguém pode ter tanto problema com arruda…

Poder Online — Mas é o ACM Neto? O senhor está querendo dizer que ele sumiu com seu vaso?

Paulo Magalhães —  Não sei quem sumiu. Mas não era um vasinho. Era um vaso grande. Um verdadeiro canteiro. Quem pegou teve trabalho para carregar e a Câmara pode descobrir.

Poder Online — O senhor e o seu primo estão rompidos? Qual o motivo?

Paulo Magalhães —  Não quero falar sobre isso agora.

Poder Online — É verdade que o senhor tinha colocado umas notas de real no vaso?

Paulo Magalhães —  Havia um desenho no vaso que poderia parecer dinheiro, talvez. Mas não quero falar mais nada.

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011 Eleições | 15:11

DEM dá uma força na agenda nacional de Aécio

Compartilhe: Twitter

O líder do DEM na Câmara dos Deputados, ACM Neto, é o principal anfitrião hoje do senador Aécio Neves (PSDB-MG) em sua visita a Salvador.

A viagem faz parte da estratégia do tucano de cumprir uma agenda nacional de olho em 2014.

Autor: Tags: , , , ,

domingo, 16 de outubro de 2011 Eleições | 06:05

DEM declara-se independente do PSDB, abre negociações com PMDB e veta alianças nas eleições com PSD em todo o país

Compartilhe: Twitter

Presidente nacional do Partido Democratas, o senador José Agripino Maia (RN) informa, em entrevista ao Poder Online, que abriu conversas com vice-presidente da República, Michel Temer, para discutir alianças com o PMDB nas próximas eleições municipais.

Em São Paulo, por exemplo, o DEM pode fechar com o candidato peemedebista, Gabriel Chalita. Quanto ao PSDB, José Agripino Maia avisa: amigos, amigos, eleições à parte. Não há qualquer obrigação de o seu partido apoiar os candidatos  tucanos em 2012.

Poder Online – O senhor recebeu um telefonema do ex-governador José Serra pedindo um encontro. Marcaram a data? qual o assunto?

José Agripino Maia – Recebi, sim. Mas não marcamos data. Tâo logo eu vá a São Paulo, ou ele passe por Brasília, nos veremos. Somos muito amigos.

Poder Online – Esse telefonema foi no dia da reunião do Conselho Político do PSDB, mais um round da disputa entre Serra e o senador Aécio Neves (MG) pela candidatura tucana a Presidência da República. O DEM, afinal, está de qual lado? Serra ou Aécio?

José Agripino Maia – Desconheço essa disputa, não tenho notícias dela e nem é assunto para o Partido Democratas. Aliás, nem estamos de lado algum. Na verdade, o DEM tem uma proximidade com o PSDB, pois estivemos juntos nas últimas eleições, mas não temos qualquer compromisso firmado para o futuro. Somos um partido independente. Tenho, inclusive, conversado muito com o Michel Temer (presidente licenciado do PMDB).

Poder Online – Com o Michel Temer? Qual o assunto?

José Agripino Maia – Vários. Inclusive alianças do DEM com o PMDB nas próximas eleições municipais.

Poder Online – O senhor pode adiantar em quais capitais?

José Agripino Maia – Ainda nãos estamos fechados. Há muita coisa para se discutir. Mas estamos conversando, por exemplo, sobre São Paulo,  Salvador, Recife, Campo Grande, enfim, diversos lugares.

Poder Online – Quer dizer que o DEM pode apoiar em São Paulo o Gabriel Chalita, do PMDB, independentemente da candidatura tucana?

José Agripino Maia – Não quero falar de nomes por enquanto. Já disse também que não temos compromissos amarrados com o PSDB. Assim como podemos apoiar o PMDB em São Paulo, também pode ocorrer o contrário em outros lugares, eles apoiarem a gente. Vamos conversar com o ex-deputado Geddel Vieira Lima (BA) sobre as possibilidades de o seu PMDB apoiar a candidatura do deputado ACM Neto (DEM) em Salvador. Eu mesmo irei falar com o senador peemedebista Jarbas Vasconcelos (PE) sobre nosso candidato em Recife, o Mendonça Filho. Enfim, ainda estamos em fase de negociações, muitas conversas.

Poder Online – E quanto ao PSD? Há chances de alianças?

José Agripino Maia – Não. Isso é uma decisão formal do Partido Democratas: não serão permitidas alianças com o PSD nas próximas eleições em nenhum lugar do país. Eles nos agrediram muito, levaram 17 deputados federais, e ficamos apenas com 27. Precisamos agora, nessas eleições, demonstrar que as lideranças que deixaram o DEM não eram tão impostantes assim, não levaram os nossos eleitores, aqueles engajados com a história e as ideias do partido. Precisamos marcar posição. Mostrar que as lideranças que permaneceram no DEM têm mais votos.

E, sobretudo,  que somos reconhecidos pelo eleitorado como um partido de verdade, com uma história: nascemos da dissidência com a ditadura militar, quando foi formado o PFL para apoiar a eleição de Tancredo Neves a presidente da República. Temos história assim como o PMDB, que nasceu do rompimento com o arbítrio; ou como o PSDB, com sua história social-democrata. O PPS, o PCdoB, o PT, todos esses aí têm história e ideologia. São importantes para a própria democracia. Já o o PSD não tem nada. Nâo é um partido de verdade. Não tem importância alguma.

Poder Online – O prefeito Gilberto Kassab já declarou que o PSD é um partido de centro. Vocês ficaram, então, como o partido da direita?

José Agripino Maia – Não se trata de ser da direita ou da esquerda. O Democratas é um partido verdadeiramente liberal, contra o gigantismo do Estado, contra o aumento de impostos. Essa é a questão.

Poder Online – E qual a expectativa de vocês para as eleições municipais?

José Agripino Maia – Posso dizer uma coisa: sairemos maiores dessas eleições do que entramos.

Poder Online – Quantos prefeitos vocês esperam fazer?

José Agripino Maia – Seria mera futurologia falar em números.

Poder Online – Mas quantos prefeitos de capitais o DEM tem atualmente?

José Agripino Maia – Nenhum.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 16 de setembro de 2011 Partidos | 19:06

DEM comemora parecer de procuradora eleitoral contra PSD

Compartilhe: Twitter

Do líder do DEM na Câmara, ACM Neto (BA), sobre o duro parecer da vice-procuradora-geral Eleitoral, Sandra Cureau, contra o PSD, enviado ontem ao Tribunal Superior Eleitoral:

— Ela encaminhou um parecer consistente e contundente mostrando que o PSD não tem assinautras necessárias para ser legalizado. Não há como o TSE ignorar o parecer do Ministério Público — disse ao Poder Online.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 18 de agosto de 2011 Partidos | 19:10

“Ainda vamos estar juntos”, diz Kassab a ACM Neto

Compartilhe: Twitter

O prefeito Gilberto Kassab em Brasília (Foto: Dida Sampaio/AE)

Depois de café da manhã com a presidenta Dilma Rousseff e encontros com José Sarney e Marco Maia no Congresso, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, foi almoçar num tradicional restaurante de Brasília acostumado a receber políticos.

Lá, encontrou o deputado federal Antonio Carlos Magalhães Neto, líder do DEM, principal adversário do PSD. Kassab foi até a mesa do parlamentar e disse:

– Gosto muito de você. Não some não. Ainda vamos estar juntos um dia.

ACM Neto respondeu com um sorriso amarelo.

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 10 de agosto de 2011 Congresso | 18:30

ACM Neto pede convocação de Hage para saber como CGU fiscaliza ministérios

Compartilhe: Twitter

O líder do DEM, ACM Neto (BA), apresentou requerimento ao plenário da Câmara convocando Jorge Hage, da Controladoria Geral da União, para falar sobre os trabalhos de fiscalização em ministérios acusados de corrupção.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 6 de julho de 2011 Congresso | 18:13

Líder do DEM responsabiliza governo por crise nos Transportes

Compartilhe: Twitter

Do líder do DEM na Câmara, deputado ACM Neto (BA), sobre a queda hoje do ministro dos Tranportes, Alfredo Nascimento (PR), após denúncias de pagamento de propina na pasta:

— O problema não está situado em um ou outro ministério, o problema está no governo. É o segundo ministro que cai por grave denúncia de corrupção — disse.

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 2 de junho de 2011 Congresso | 11:40

Convocação de Palocci: contagem certa ou errada?

Compartilhe: Twitter

Os líderes governistas estão encarando como uma peça a favor do ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, o vídeo da Câmara com a votação do requerimento convocando-o a depor sobre suas atividades de consultoria e a multiplicação de seu patrimônio.

O argumento do líder do governo, Cândido Vaccarezza (PT-SP), é de que o vídeo deixa em dúvida se estava correta a contagem do presidente da Comissão, deputado Lira Maia (DEM-PA), sobre o requerimento de seu colega de bancada, Ônix Lorenzoni (DEM-RS).

Vaccarezza afirma que o próprio Lira Maia ficou em dúvida, tanto que ameaçou repetir a votação. Mas que foi impedido pelo líder de seu partido, ACM Neto (DEM-BA).

Bem, veja um vídeo que circula no Youtube e decida você mesmo:

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 3
  3. 4
  4. 5
  5. 6
  6. 7
  7. Última