Publicidade

Posts com a Tag acordo ortográfico

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011 Brasil | 07:06

ABL aceita ir ao Senado explicar novo acordo ortográfico

Compartilhe: Twitter

Evanildo Bechara (Foto: Fábio Motta/AE)

O gramático Evanildo Bechara afirmou que a Academia Brasileira de Letras “não se furtará” da acusação de fazer alterações no texto do acordo ortográfico da Língua Portuguesa após a assinatura dos integrantes da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Bechara, autoridade máxima no Brasil quando o assunto é novo acordo ortográfico, afirmou estar disposto a aceitar o convite da senadora Ana Amélia (PP-RS) para uma audiência pública na Comissão de Educação do Senado que discutirá acordo que entrou em vigor no Brasil em janeiro de 2009, como noticiou Poder Online.

– Aceitarei o convite com o maior prazer. O convite é bom para colocar o Senado no trilho da ciência. Não se pode falar e discutir o acordo sem conhecer sua história. Falta conhecimento técnico para discutir o acordo – disse Bechara.

Ana Amélia decidiu convocar o debate depois de ter sido procurada pelo professor Ernani Pimentel, idealizador do Movimento Acordar Melhor, que acusa a ABL de fazer alterações no texto do acordo.

Autor: Tags: , , , , , , ,

domingo, 4 de dezembro de 2011 Brasil | 06:02

ABL é convidada a explicar novo acordo ortográfico no Senado

Compartilhe: Twitter

A senadora Ana Amélia (Foto: Divulgação)

Depois de ter sido procurada pelo professor Ernani Pimentel, idealizador do Movimento Acordar Melhor, que acusa a Academia Brasileira de Letras (ABL) de fazer alterações no texto do acordo ortográfico da Língua Portuguesa após a assinatura dos integrantes da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), a senadora Ana Amélia (PP-RS) decidiu convidar o gramático e acadêmico Evanildo Bechara para uma audiência pública na Comissão de Educação do Senado.

– Temos que ter muito cuidado porque é uma questão da ilegalidade – afirma Ana Amélia.

A senadora, defensora de uma revisão das novas regras, pretende criar um grupo de trabalho no Senado para discutir o acordo que entrou em vigor no Brasil em janeiro de 2009.

– Eu, assim como o professor Pimentel, defendo a redução e o aperfeiçoamento do acordo. E também vamos tratar disso de forma diplomática e o política. Temos vários aspectos a serem vistos. Entre eles, o fato de Angola e Moçambique, que juntos têm 45 milhões de habitantes, não terem ratificado o acordo.

As regras antigas não serão mais aceitas no Brasil a partir de dezembro de 2012. Portugal tem até 2014 para concluir o processo de implementação da nova grafia.

Autor: Tags: , , , , , , ,

sexta-feira, 21 de outubro de 2011 Diplomacia | 08:06

Brasil e Portugal lançam vocabulário ortográfico comum

Compartilhe: Twitter

Para que as diferenças entre os sistemas linguísticos de Brasil e Portugal possam ser consultadas por todos, um vocabulário ortográfico comum será lançado na internet no primeiro semestre do ano que vem.

O acordo foi firmado durante encontro organizado pelo Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), órgão da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Cabo Verde, na África, em agosto.

Na reunião, ficou estabelecido que a Academia Brasileira de Letras disponibilizará online todo o conteúdo da 5º edição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, que reúne as normas do Acordo Ortográfico de 1990, em vigor no Brasil desde de janeiro de 2009. Portugal colaborará com o Vocabulário da Academia das Ciências de Lisboa, que será lançado nos próximos meses.

Atualizado às 16h50: Gilvan Muller de Oliveira, diretor executivo do Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), entrou em contato com Poder Online para esclarecer que o Vocabulário Comum (VOC) não será lançado somente por  Brasil e Portugal, mas pelos oito países de língua portuguesa, membros da CPLP, já que não se trata de uma convenção bilateral. Oliveira destaca ainda que o VOC tem o objetivo de consolidação de um léxico comum a todos os países, na forma de uma grande base de dados eletrônica. Sua criação, no entanto, dispensou a assinatura de acordo formal. A Academia Brasileira de Letras do Brasil e o NILC – Núcleo Interinstitucional de Linguística Computacional da Universidade Federal de São Carlos e da USP cederão os seus vocabulários em meio digital para o IILP para a consolidação em um único vocabulário. Portugal colaborará também com o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOP) do ILTEC – Instituto de Linguística Teórica e Computacional de Lisboa.

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 30 de março de 2011 Brasil | 09:12

Bechara: novo acordo ortográfico passará por ajustes

Compartilhe: Twitter

Evanildo Bechara (Foto: Divulgação)

O gramático Evanildo Bechara, autor da Moderna Gramática Portuguesa, embarca no começo de abril para Lisboa, onde participará de uma reunião com representantes dos países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) para discutir os problemas na aplicação das principais regras do novo acordo ortográfico.

Bechara, que ocupa a cadeira 33 da Academia Brasileira de Letras e é autoridade máxima no Brasil quando o assunto é novo acordo ortográfico, lembrará que este ano é comemorado o centenário da primeira reforma ortográfica oficial em Portugal para propor à comunidade uma reunião oficial em setembro ou outubro para “se chegar à maior unanimidade possível em relação ao acordo” entre os países da CPLP:

– Não existe, em nenhuma língua, a ortografia ideial. Mas a proposta é que, assim como aconteceu em 1915 em Portugal, quatro anos depois da primeira reforma oficial dos portugueses, essa reunião consiga resolver alguns pequenos problemas nas novas normas.

A ideia, segundo Bechara, é que os pontos que foram mal concebidos sejam discutidos e sanados, já que as regras antigas não serão mais aceitas no Brasil e em Portugal a partir de 2012 e 2014, respectivamente.

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 28 de março de 2011 Brasil | 16:31

Timor-Leste adota português no debate parlamentar

Compartilhe: Twitter

A Academia Brasileira de Letras recebeu, agora há pouco, a notícia de que a língua portuguesa foi hoje, pela primeira vez, utilizada no debate parlamentar em sessões plenárias em Timor-Leste.

O gramático Evanildo Bechara é um dos imortais que mais comemoram. Ele considera uma conquista da adoção do acordo ortográfico, que passou a vigorar no Brasil e em todos os países da CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa) em 2009.

Em outubro do ano passado, o parlamento de Timor-Leste aprovou uma resolução tornando obrigatório o uso da língua portuguesa nas sessões plenárias e nas reuniões das comissões parlamentares pelo menos uma vez por mês.

O presidente do Parlamento, Fernando Lasama Araújo, justificou a escolha do português para as intervenções políticas com a necessidade de os deputados criarem o hábito de se exprimirem numa das duas línguas oficiais, a par do Tétum, de acordo com a Constituição de Timor-Leste.

Autor: Tags: , , , , ,