Publicidade

Posts com a Tag Alberto Youssef

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015 Justiça | 09:00

Lista com mais de 30 telefones de Youssef dificultou a vida da PF

Compartilhe: Twitter
Alberto Youssef (Foto: Divulgação)

Alberto Youssef (Foto: Divulgação)

A Polícia Federal custou muito para descobrir, lá atrás, quais telefones do doleiro Alberto Youssef deveria grampear.

Isso porque os investigadores identificaram pelo menos 30 linhas telefônicas em nome do pivô da Operação Lava Jato.

Autor: Tags: , , , ,

sábado, 24 de janeiro de 2015 Justiça | 06:00

Cerveró resiste em oferecer delação premiada

Compartilhe: Twitter
O ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró. Foto: Geraldo Magela / Agência Senado

O ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró. Foto: Geraldo Magela / Agência Senado

Embora esteja cada vez mais remota a possibilidade de Nestor Cerveró ser liberado da prisão nos próximos dias, o ex-diretor da Petrobras tem dito que, no momento, ainda está descartada a possibilidade de assinar um acordo de delação premiada com o juiz Sérgio Moro.

Por ser considerado uma peça central no esquema de desvio de recursos da Petrobras investigado pela Operação Lava Jato da Polícia Federal, a defesa de Cerveró acredita que ele poderia ser extremamente beneficiado, caso aceitasse o acordo da delação, já feito pelos investigados Paulo Roberto Costa, Pedro Barusco e Alberto Youssef.

A relutância de Cerveró em assinar o acordo está no fato de que ele se declara inocente e que, portanto, não faria sentido participar de uma delação premiada. O ex-diretor tem dito, porém, que está colaborando ao máximo com as investigações.

Leia também: ‘Prisão não tem por objetivo colher confissões’, diz juiz da Lava Jato

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015 Justiça | 20:45

‘Prisão não tem por objetivo colher confissões’, diz juiz da Lava Jato

Compartilhe: Twitter
O juiz federal Sérgio Moro. (Foto: Gil Ferreira / Agência CNJ)

O juiz federal Sérgio Moro. (Foto: Gil Ferreira / Agência CNJ)

Em decisão publicada hoje, o juiz Sérgio Moro, responsável pela condução das investigações da Operação Lava Jato da Polícia Federal, respondeu a críticas feitas por advogados de que ele estaria tentando obter confissões de maneira irregular.

“A prisão preventiva é excepcional diante da presunção de inocência, mas necessária no presente caso diante dos pressupostos e fundamentos legais cumpridamente expostos. Não tem por objetivo colher confissões”, disse Moro, ao decretar nova prisão preventiva do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

“Na Operação Lava Jato, há acusado ou investigados que resolveram confessar, mas alguns estavam presos preventivamente e vários outros não”, diz ainda o texto da decisão, ao citar os exemplos do ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco, que se confessou voluntariamente sem ser alvo de prisão preventiva, e do doleiro Alberto Youssef, que embora tenha colaborado não teve direito à liberdade.

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014 Congresso | 19:15

Após adiamento, relator promete para amanhã parecer sobre Argôlo na CCJ

Compartilhe: Twitter
Deputado federal Valtenir Pereira (PROS-MT). Foto: Divulgação

Deputado federal Valtenir Pereira (PROS-MT). Foto: Divulgação

Depois de frustrar membros do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara ao adiar a entrega de seu relatório sobre o caso Luiz Argôlo (PSD-BA), Valtenir Pereira (PROS-MT) promete apresentar seu parecer amanhã.

Leia também: Presidente do Conselho de Ética teme que Argôlo seja primeira pizza da Lava-Jato

Pereira é relator na Comissão de Constituição e Justiça do recurso encaminhado por Argôlo após aprovação no Conselho de Ética do parecer de Marcos Rogério (PDT-RO) que pede a cassação do parlamentar baiano.

Mesmo no prazo normal, inicialmente programado para 2 de dezembro, a apresentação do relatório que analisará o recurso de Argôlo na Comissão de Constituição e Justiça já era tido como tardio e com risco de livrar Argôlo da cassação.

Com o adiamento, a pizza é praticamente garantida, já que não haverá tempo para o encaminhamento para o Plenário da votação do relatório que pediu a cassação de Argôlo em função de suas relações com o doleiro Alberto Youssef.

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 2 de dezembro de 2014 Partidos | 06:00

Discurso de Vaccari ao PT saiu melhor que a encomenda

Compartilhe: Twitter
João Vaccari (Foto: Agência Brasil)

João Vaccari (Foto: Agência Brasil)

A avaliação feita por petistas próximos ao tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, é que a segurança com que ele fala sobre as acusações de envolvimento em desvios da Petrobras foi decisiva para que o partido continue a apoiá-lo incondicionalmente.

Daí a sugestão para que ele subisse ao microfone na última reunião do diretório nacional petista, para fazer um discurso aos integrantes do comando partidário em que buscou se eximir de qualquer tipo de envolvimento com o esquema. O resultado, diz um petista, saiu melhor que a encomenda.

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 20 de novembro de 2014 Justiça | 06:00

Contadora de Alberto Youssef deixa a finesse de lado

Compartilhe: Twitter

Os grampos da Operação Lava Jato mostram que a contadora do doleiro Alberto Youssef dando um recado nada meigo às empreiteiras envolvidas no esquema de desvios da Petrobras. Meire Poza aparece em uma das gravações mandando representantes da UTC e de outras companhias citadas, como Camargo Corrêa e OAS, tomarem naquele lugar.

Leia também: Ex-contadora de Youssef voltou a fumar após escândalo da Lava Jato 

Ex-contadora de Alberto Youssef, Meire Poza. (Foto: Agência Brasil)

Ex-contadora de Alberto Youssef, Meire Poza. (Foto: Agência Brasil)

Apontada como responsável pela emissão de várias notas fiscais frias em favor de Youssef, a contadora irritou-se quando foi procurada por pelo emissário, identificado somente como Edson. Ele tentava convencê-la a ser defendida pelos advogados da companhia. A conversa foi gravada em setembro, na residência de Meire, em São Paulo. 

Edson: A gente precisa conversar.

Meire: Não. Eu não quero mais conversar, doutor. Eu vou meter os pés pelas mãos, se você insistir. Então vamos parar por aqui. Obrigada por você ter vindo, doutor. Boa noite. Você sabe ir embora, né?

Edson: Sei.

Meire: Então tá bom. Muito obrigada. Boa noite.

Edson: Desculpa, não era essa a intenção.

Meire: Não, não era. Antes que eu me esqueça, o senhor vai me fazer uma outra gentileza: o senhor provavelmente vai estar lá com os seus clientes, com a Camargo, com a UTC, Constran, com a OAS…

Edson: Pois não, pois não, ok.

Meire: Manda todo mundo ir tomar no cu

Edson: Não, não faz isso…

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 4 de novembro de 2014 Congresso | 06:00

André Vargas bate à porta do PT, mas não consegue ser recebido

Compartilhe: Twitter
Deputado federal André Vargas, atualmente sem partido. (Foto: Agência Brasil)

Deputado federal André Vargas, atualmente sem partido. (Foto: Agência Brasil)

André Vargas (sem partido-PR) apareceu ontem na sede nacional do PT. O deputado, convidado a se retirar da legenda quando seu nome apareceu nas investigações da Operação Lava-Jato da Polícia Federal, até tentou ser recebido. Mas ficou a ver navios.

Sem adiantar o assunto, ele contou que queria conversar com os colegas José Guimarães (SP) e Vicentinho (SP). Mas os dois avisaram que não ia dar. “Eu expliquei a ele que não tinha como falar naquela hora. Mas não sei qual era o assunto”, despistou Guimarães.

*Colaborou Luciana Lima, iG Brasília

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 28 de outubro de 2014 Congresso | 07:30

Parlamentares prometem tirar a poeira da CPI da Petrobras

Compartilhe: Twitter

Passada a eleição, parlamentares prometem tirar a poeira da  CPI da Petrobras. E dizem que o assunto pode inclusive contaminar as negociações do Orçamento e da eleição do novo presidente da Câmara.

Após o cancelamento da participação do doleiro Alberto Youssef, marcada para esta quarta-feira, a expectativa é de que seja ouvido na comissão o atual diretor de Abastecimento da Petrobras, José Carlos Cosenza.

 

Autor: Tags: , ,

domingo, 26 de outubro de 2014 Eleições | 16:33

Boato sobre morte de Youssef vira piada entre ministros do TSE

Compartilhe: Twitter

O boato sobre a morte do doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal e que cujos depoimentos sobre a Operação Lava-Jato pautaram a reta final da campanha, virou motivo de piada entre ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Internamente, os ministros, em tom de brincadeira, têm dito que a morte ocorreu, mas a sua divulgação “foi suspensa” em virtude de uma liminar concedida pelo ministro substituto Tarcísio Vieira.

Desde de o início da manhã, os ministros tem recebido via whatsapp imagens relacionadas ao caso, inclusive o print falso do portal de notícias com a informação inverídica da morte de Youssef.

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 6 de outubro de 2014 Justiça | 12:00

Associação promete processar quem acusar delegados de vazamentos de operações

Compartilhe: Twitter

O presidente da Associação dos Delegados da Polícia Federal, Marcos Leôncio Ribeiro, promete processar a partir de agora quem acusar os delegados da PF de envolvimento em vazamento de dados de operações da corporação.

Durante a operação Lava Jato, surgiram rumores de que informações sobre o esquema criminoso articulado pelo doleiro Alberto Youssef foram repassadas à imprensa por delegados da PF. “Isso é uma irresponsabilidade. Os delegados têm feito um esforço conjunto com a Justiça do Paraná para preservar ao máximo as investigações”, afirma Ribeiro.

Para o presidente da ADPF, a partir de agora qualquer acusação sobre vazamento de operações precisará ser provada. Caso contrário, a pessoa será acionada judicialmente por crime de calúnia e difamação.

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última