Publicidade

Posts com a Tag André Vargas

terça-feira, 20 de maio de 2014 Congresso | 18:26

‘Vim aqui para trabalhar, senão cortam meu salário’, diz André Vargas

Compartilhe: Twitter

Foi um verdadeiro beija-mão a volta de André Vargas à Câmara, nesta terça-feira. A cada dois passos, o deputado que deixou a vice-presidência da Câmara diante de seu envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, recebia um abraço ou aquele tapinha amigável nas costas.

Entre um cumprimento e outro, disparava frases como: “Vim aqui para trabalhar, senão cortam meu salário” e “Agora, a única coisa que quero é me defender”. Na entrada do plenário, formou-se até uma pequena fila para falar com o deputado.

Aos colegas deputados, o ex-petista também saía defendendo o ex-colega Cândido Vaccarezza (PT-SP), citado no relatório da Polícia Federal sobre a Operação Lava-Jato. “Poxa, o nome dele aparece lá uma vez e não páram de falar dele. No meu caso, tudo bem. Mas, no dele, não está certo.”

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 8 de maio de 2014 Congresso | 06:00

André Vargas não quer saber de papo

Compartilhe: Twitter
André Vargas (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

André Vargas (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

O deputado André Vargas (sem partido-SP) anda conversando pouco com alguns petistas que chamava de aliados.

Um que transitava com freqüência na rodinha do parlamentar envolvido com o doleiro Alberto Youssef conta que há pelo menos uns dez dias não tem notícia do colega.

Nem troca de SMS, nem papo ao telefone.

Leia também: Aos poucos, PT e governo enfraquecem grupo de André Vargas

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 7 de maio de 2014 Congresso | 06:00

Aos poucos, PT e governo enfraquecem grupo de André Vargas na Câmara

Compartilhe: Twitter
Deputado federal André Vargas, atualmente sem partido. (Foto: Agência Brasil)

Deputado federal André Vargas, atualmente sem partido. (Foto: Agência Brasil)

Ao eleger ontem o líder do governo, Alexandre Chinaglia (PT-SP), como novo vice-presidente da Câmara, o PT deu mais um golpe no já enfraquecido grupo que dava sustentação ao deputado André Vargas (PT-PR) na Câmara.

O ex-ministro Luiz Sérgio (PT-RJ), que saiu derrotado da disputa, era um dos petistas que apoiaram o antigo colega de partido desde que vieram à tona as notícias de seu envolvimento com o doleiro Alberto Youssef. Nesse mesmo time, entram nomes como José Mentor (PT-SP), Cândido Vaccarezza (PT-SP), Devanir Ribeiro (PT-SP), Vicente Cândido (PT-SP), entre outros.

Foi pelo nome de Chinaglia que boa parte da bancada trabalhou nas últimas semanas, com orientação expressa do Palácio do Planalto. E, desde a semana passada, alguns deputados mais próximo ao governo já adiantavam que a escolha de Chinaglia estava praticamente certa.

 

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 5 de maio de 2014 Congresso | 18:00

Número do PT vira piada em votação do relatório Vargas

Compartilhe: Twitter
Deputado federal André Vargas, atualmente sem partido. (Foto: Agência Brasil)

Deputado federal André Vargas, atualmente sem partido. (Foto: Agência Brasil)

Após a votação do relatório preliminar que pediu, no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, a investigação da suposta quebra de decoro do ex-petista André Vargas (PR), deputados fizeram piada com o resultado do pleito.

O parecer foi aprovado por 13 votos a zero, sendo que o deputado Fernando Ferro (PT-PE) foi quem definiu o placar.

A maldade que virou piada é que a investigação a Vargas foi autorizada justamente com o número do PT.

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 29 de abril de 2014 Congresso | 21:35

Na segunda tentativa, Conselho de Ética aprova investigação a Vargas

Compartilhe: Twitter

Deputados voltaram a se reunir, pela quarta vez nesta terça-feira, em sessão do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados para finalmente aprovar a continuidade da investigação ao deputado André Vargas (ex-PT-PR).

O relator do caso no Conselho de Ética, Júlio Delgado (PSB-MG), emitiu parecer pedindo a admissibilidade da investigação de Vargas e de suas relações com o doleiro Alberto Youssef.

O relatório dele não pode ser julgado na primeira sessão do dia graças a manobra do PT em esvaziar o conselho. A sessão inicial foi suspensa e uma nova sessão foi iniciada, mais uma vez sem sucesso.

Os deputados tentaram, no final da tarde, uma nova sessão aproveitando que a sessão no plenário da Casa havia caído. Comissões e o Conselho de Ética não podem funcionar quando começa a Ordem do Dia no plenário.

Entretanto, essa tentativa foi frustrada após consulta à Mesa Diretora e a votação foi invalidada.

A estratégia foi então esperar o final da Ordem do Dia. Às 21h30, os deputados foram deixando o Plenário em direção a ala de comissões para nova tentativa.

Desta vez, já noite adentro, o parecer de Delgado pedindo a continuidade da investigação a Vargas no Conselho de Ética foi finalmente aprovado. O parecer recebeu 13 votos favoráveis e nenhum contrário.

A partir desse momento, fica liberada a investigação e captação de provas para apuração.

Autor: Tags: , , , , ,

Congresso | 18:33

Conselho de Ética aprova investigação de Vargas, mas votação é invalidada

Compartilhe: Twitter

O Conselho de Ética da Câmara dos deputados acabou de aprovar o relatório preliminar do deputado Julio Delgado (PSB-MG), que pede a investigação do ex-petista André Vargas (PR) por sua relação com o doleiro Alberto Youssef.

O relatório foi aprovado por 12 votos a favor e nenhum contra. Os deputados aproveitaram a queda do painel no plenário da Câmara para retomar a reunião e votar o parecer do relator.

A ação dos deputados que compõe o Conselho de Ética foi uma resposta à tentativa do PT de esvaziar a sessão, quando da abertura dela. Os petistas não marcaram presença para evitar o quórum mínimo e assim impedir a votação do parecer.

A tática funcionou, mas o colegiado aproveitou a queda da sessão no plenário para retomar a sessão no Conselho e realizar a votação.

Após uma consulta à Mesa Diretora, porém, os deputados foram informados que a votação seria anulada por causa da ordem do dia que havia sido restabelecida antes do fim da votação.

Atualizada às 18h45

Autor: Tags: , , , ,

Partidos | 16:30

Ex-conselheiro do CNJ vai advogar para Padilha no caso Vargas

Compartilhe: Twitter

O advogado Marcelo Nobre, membro do Conselho Nacional da Justiça (CNJ) até 2012, foi o escolhido pelo PT de São Paulo para atuar pelo pré-candidato ao governo do estado do partido, Alexandre Padilha, na operação Lava Jato.

Nobre esteve ontem em Curitiba solicitando o relatório da Polícia Federal onde Padilha foi citado. É ele também que irá interpelar judicialmente o ex-petista André Vargas.

Especializado em direito Comercial, com pós-graduação em direito societário, Nobre foi conselheiro por dois mandatos por indicação das bancadas do PT, PMDB, PSDB e PR da Câmara.

Leia também: Padilha diz que Vargas apresentou laboratório investigado ao Ministério da Saúde

Autor: Tags: , , , ,

Congresso | 12:00

Turma de André Vargas é entusiasta de primeira hora do ‘Volta, Lula’

Compartilhe: Twitter
Turma de Vargas sempre defendeu volta de Lula

Turma de Vargas sempre defendeu volta de Lula

A turma do deputado André Vargas na Câmara é, na verdade, uma das mais entusiastas com o “Volta, Lula”. Na conta dos que não escondem a preferência por uma candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e adoram reclamar da presidente Dilma Rousseff, estão nomes como Devanir Ribeiro (SP) e Cândido Vaccarezza (SP).

Quem transita bem nesse núcleo diz que, com o reforço de deputados do PR que decidiram pedir ontem o retorno do ex-presidente, a tendência é um coro ainda mais intenso no PT.

Autor: Tags: , , , , ,

sábado, 26 de abril de 2014 Partidos | 08:00

André Vargas tem medo de ser preso, dizem aliados

Compartilhe: Twitter
Deputado fez consulta a amigos petistas antes de se afastar

Deputado fez consulta a amigos petistas antes de se afastar

Petistas próximos ao deputado André Vargas (sem partido-PR) afirmam que ele está com medo de ser preso e, por isso, cedeu às pressões do PT para optou pela desfiliação, numa tentativa de manter seu mandato parlamentar. Além disso, o petista evitou ser submetido a um processo de expulsão  no PT.

O partido vai discutir o caso na próxima terça-feira, quando a executiva nacional se reúne em Brasília para iniciar o planejamento da campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff e os preparativos para o encontro nacional que fará nos dias 1 e 2 de maio, quando planeja homologar a candidatura de Dilma Rousseff.

Leia também: Padilha diz que Vargas apresentou laboratório investigado ao Ministério da Saúde

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 25 de abril de 2014 Congresso | 10:00

Menção a Padilha será mantida em relatório do caso André Vargas no Conselho de Ética

Compartilhe: Twitter
Alexandre Padilha (Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr)

Alexandre Padilha (Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr)

Citado no relatório da Polícia Federal como possível patrocinador da indicação de um ex-assessor para o laboratório Labogen, o ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha também deverá ter seu nome mantido no relatório que embasa o caso do deputado André Vargas (PT-PR) no Conselho de Ética da Câmara.

O relator Júlio Delgado (PSB-MG) já avisou que pretende deixar a menção ao ex-ministro no texto. Ela aparece no trecho que cita a relação entre o laboratório Labogen e o Ministério da Saúde.

Padilha nega qualquer envolvimento com o caso e afirma que nunca indicou ninguém para trabalhar no Labogen.

Autor: Tags: , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última