Publicidade

Posts com a Tag Autoridade Pública Olímpica

terça-feira, 21 de junho de 2011 Governo | 19:32

Marcio Fortes será o presidente da APO

Compartilhe: Twitter

O ex-ministro das Cidades Marcio Fortes será anunciado daqui a pouco pela presidenta Dilna Rousseff como novo presidente da Autoridade Publica Olímpica (APO).

O cargo foi oferecido ao ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, que recusou mas ficou como presidente do Conselho do órgão.

Marcio Fortes entrou para o governo Lula graças ao apoio do senador Francisco Dornelles (PP-RJ).

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 2 de março de 2011 Governo | 06:02

Meirelles mira São Paulo e volta a comandar Viva o Centro

Compartilhe: Twitter

Henrique Meirelles (Foto: Agência Brasil)

Em almoço ontem na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), em São Paulo, Henrique Meirelles anunciou que retorna ao exercício do cargo de presidente do conselho da Associação Viva o Centro – ONG fundada por ele na década de 1990, quando era presidente do BankBoston.

À espera do comando da Autoridade Pública Olímpica (APO), o ex-presidente do Banco Central cria alternativa própria em São Paulo já há quem diga que ele pode se lançar candidato a prefeito em 2012.

Meirelles prepara uma grande solenidade de posse depois do carnaval.

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011 Governo | 12:53

Autoridade Olímpica: a medida provisória 171

Compartilhe: Twitter

Na reunião de ontem no Palácio em que foram enxugada a estrutura da Autoridade Pública Olímpica (APO), conforme Poder Online antecipou, o ministro-chefe da Casa Civil, Antônio Palocci e o relator da medida provisória sobre o novo órgão, deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA),  foram contando um a um os cargos que sobraram e os cortados.

Surpreenderam-se com o número final, 171.

— Esse número não é bom, precisamos mudar — brincou Palocci, referindo-se ao artigo 171 do Código Penal, que tipifica o crime de estelionato.

Até hoje pela manhã o número de cargos ainda não havia sido mudado.

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011 Governo | 20:45

Nova medida provisória enxuga órgão olímpico e divide poderes de Henrique Meirelles

Compartilhe: Twitter

Henrique Meirelles (Foto: Dida Sampaio/AE)

Terminada a reunião no Palácio do Planalto entre o ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, e o relator da medida provisória da Autoridade Pública Olímpica (APO), Daniel Almeida (PCdoB-BA). E o novo texto da MP já foi enviado ao Congresso. Deverá ser votado amanhã mesmo.

Convidado para assumir o comando do órgão, o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles venceu uma batalha contra o governador do Rio, Sérgio Cabral, e o prefeito Eduardo Paes: ele passa a ser diretamente subordinado ao Conselho Público Olímpico, composto por três membros apenas, representantes da União, dos Estados e dos municípios onde ocorrerão os Jogos no Brasil, e não mais ao Conselho de Governança, que tinha mais de 11 membros e, no novo texto, fica com nove.

Mas Meirelles perdeu no tamanho da APO. O texto da MP previa a criação de mais de 480 cargos comissionados sob sua subordinação. Agora ficaram apenas 171.

O ex-presidente do BC também terá que entregar a estados e municípios as licitações para obras das Olimpíadas, que antes seriam geridas pela APO direto com a empresa Rio-2016.

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011 Governo | 13:02

Senador do PCdoB cobra Autoridade Olímpica de governo

Compartilhe: Twitter

O senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) criticou a provável nomeação de Henrique Meirelles para o posto de Autoridade Pública Olímpica, que vai comandar as ações dos Jogos de 2016.

— O compromisso do governo era indicar um nome do PCdoB. Se isso não ocorrer, esse compromisso será quebrado.

Inácio fala publicamente o que, reservadamente, é opinião generalizada em seu partido.

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011 Congresso | 08:02

PCdoB obtém relatoria da MP que cria a Autoridade Pública Olímpica

Compartilhe: Twitter

Henrique Meirelles (Foto: Celso Júnior/AE)

O PCdoB está perdendo para o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles o comando da Autoridade Pública Olímpica (APO). Mas o partido ainda lutará por alguma influência sobre órgão.

Os comunistas conseguiram do presidente da Câmara, Marco Maia, a indicação do deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA) como relator da medida provisória que cria a APO.

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011 Partidos | 08:02

PCdoB atribui a teimosia de ministro perda da APO

Compartilhe: Twitter

Orlando Silva (Foto: Tasso Marcelo/AE)

Dilma Rousseff não tem atendido o ministro dos Esportes, Orlando Silva.

O PCdoB já está arrependido por ter imposto o nome dele à presidenta, que pedira a indicação de uma mulher para o cargo.

O partido atribui a isto o mal estar da presidenta com o seu ministro.

E pior. Também ao fato de estar perdendo para o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles o comando da Autoridade Pública Olímpica — que Dilma tinha oferecido a Orlando Silva como prêmio de consolação.

Autor: Tags: , , ,