Publicidade

Posts com a Tag Awa-Guajá

quinta-feira, 27 de novembro de 2014 Governo | 13:30

Indígenas planejam manifestações semanais em Brasília

Compartilhe: Twitter
Manifestação de indígenas contra PEC 215 na Câmara dos Deputados. (Foto: Divulgação)

Manifestação de indígenas contra PEC 215 na Câmara dos Deputados. (Foto: Divulgação)

Até o final do ano, lideranças indígenas de todo o país realizarão manifestações semanais em Brasília. O movimento critica a indicação da senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) ao Ministério da Agricultura e pede a derrubada da PEC 215 – que transfere para o Legislativo o poder de demarcar as regiões.

Nesta semana, representantes das etnias maranhenses Krikati, Gamela, Guajajara e Awá-Guaja participaram de uma audiência pública e realizaram um protesto na Câmara dos Deputados. O grupo também foi ao Palácio do Planalto e ao Supremo Tribunal Federal, para pedir a demarcação de diversas terras indígenas que dependem de ações do Ministério da Justiça.

Além disso, nesta tarde será protocolado um documento no Supremo Tribunal Federal, pedindo a resolução do conflito na terra indígena Guyraroká, no Mato Grosso do Sul, e na terra indígena Porquinhos dos Canela-Apãnjekra.

Assista: Indígenas protestam contra nomeação de Kátia Abreu

Autor: Tags: , , , , , , , ,

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014 Governo | 19:00

Incra monta grupo para atuar na remoção de não índios da terra Awá

Compartilhe: Twitter

A Superintendência Regional do Incra no Maranhão inicia amanhã o cadastramento das mais de 1.200 famílias de posseiros e madeireiros  que serão notificadas pela Justiça Federal a deixarem a reserva indígena Awá-Guajá . Para evitar conflitos durante a operação, o Incra montou um grupo técnico que vai acompanhar de perto o trabalho no local.

O grupo vai buscar áreas para reassentamento dessas famílias em municípios do Maranhão e Amapá e incluir os não índios em programas de reforma agrária. Segundo a Funai, esse moradores também farão parte do Minha Casa, Minha Vida.

Além disso, o grupo também será responsável pela seleção e classificação dos não índios aos programas. O cadastramento das famílias – que terão 40 dias para saírem espontaneamente – será feito em uma base do Exército montada no local.

Leia também: Operação vai retirar 1,2 mil posseiros de reserva no MA

Autor: Tags: , ,