Publicidade

Posts com a Tag base aliada

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 Governo | 13:14

Após reclamação, Dilma receberá líderes da base

Compartilhe: Twitter
A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

Depois da ação inicial de seus ministros para apaziguar os ânimos na base do governo no Congresso, a presidente Dilma Rousseff receberá os líderes do Senado e da Câmara na próxima semana. A reunião ainda não tem horário definido, mas ocorrerá na próxima semana.

A decisão foi tomada após reclamação feita por líderes do Senado durante o café da manhã com o ministro de Relações Institucionais, Pepe Vargas, no início desta semana.

A avaliação no Planalto é de que as reuniões de Pepe com os líderes serviram para abrir a conversa e que a presidente não deve deixar a reclamação de sua ausência tomar corpo e reforçar a imagem de que ela não dialoga com a base.

Leia também: Romero Jucá é cotado para reassumir liderança do governo no Senado

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015 Congresso | 16:00

PMDB aceita adiar votação da PEC da Bengala

Compartilhe: Twitter
O deputado federal Leonardo Picciani (PMDB-RJ). Foto: Agência Câmara

O deputado federal Leonardo Picciani (PMDB-RJ). Foto: Agência Câmara

Em reunião com os líderes da base aliada, o governo federal conseguiu mais alguns dias para costurar melhor a votação da chamada PEC da Bengala. A proposta aumenta de 70 para 75 anos a aposentadoria compulsória de magistrados de tribunais superiores e tiraria da presidente Dilma Rousseff a prerrogativa de indicar cinco novos ministros para o STF, até 2018.

Costurado com o apoio do líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (RJ), o acordo dá ao Planalto um prazo de duas semanas para que a PEC entre na pauta da Casa. O tema, entretanto, ainda será discutido em jantar realizado na noite de hoje com os líderes das demais siglas, a convite do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Saiba mais: Governo dá início a ofensiva para vencer resistência no Congresso

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 2 de dezembro de 2014 Governo | 18:00

Cobrança por definição de cotas na Esplanada avança no próprio governo

Compartilhe: Twitter

A cobrança por uma definição rápida das cotas dos partidos aliados no novo ministério de Dilma Rousseff deixou de ser uma conversa típica dos líderes da base para ganhar o núcleo central do governo.

Até interlocutores próximos da presidente avaliam que ela está demorando demais para dar um sinal mais claro a partidos como PMDB e PR. E, enquanto esse aceno não vier, vai persistir o clima difícil na relação com o Congresso.

Autor: Tags: , , , , ,

sábado, 22 de novembro de 2014 Congresso | 06:00

‘Acusam o PMDB, mas o governo é que faz chantagem conosco’, diz vice-líder

Compartilhe: Twitter
Deputado Federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) - Foto: Divulgação

O deputado Lúcio Vieira Lima (Foto: Divulgação)

Tido como um dos fiéis escudeiros do líder peemedebista, Eduardo Cunha, o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) aproveita o episódio sobre alteração da meta fiscal para se queixar da forma como o governo opera com a base no Congresso. Joga na conta também as negociações para a presidência da Câmara e a montagem do novo ministério da presidente Dilma Rousseff.

“Isso tudo mostra como é que as coisas realmente são. Temos aí o (ministro da Casa Civil, Aloizio) Mercadante dizendo que nós não estamos preocupados com a estabilidade do governo. Pois é, o fato é que acusam o PMDB de fazer chantagem, mas o governo é que faz chantagem conosco. O tempo todo”, diz o deputado baiano.

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 19 de março de 2014 Governo | 07:00

Em meio à crise, PSD ameaça mais uma vez abandonar base aliada

Compartilhe: Twitter

Foi durante reunião da bancada do PSD na Câmara que o líder do partido, Moreira Mendes (RO), recebeu o telefonema do ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, confirmando uma conversa entre o governo e o partido para esta manhã.

O telefonema veio bem na hora em que o deputado federal Walter Tosta (MG) questionava a relação do partido com o Planalto.

“Confesso que não me vejo aqui em 2015. Mesmo votando sempre com o governo, não tive nenhuma emenda aprovada. Perdi R$ 14,4 milhões”, queixou-se Tosta, “não entendo o que o PSD faz hoje no governo federal”, critica ele.

Moreira Mendes deu razão ao companheiro e aproveitou para convidá-lo ao encontro com Mercadante, marcado para hoje cedo.

Assista:

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 29 de novembro de 2013 Congresso | 09:00

Planalto anda estranhando postura ‘propositiva’ de Eduardo Cunha

Compartilhe: Twitter
Eduardo Cunha

Eduardo Cunha

O Palácio do Planalto anda vendo com certa desconfiança a postura adotada pelo líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ). O comentário, nos corredores, é que o parlamentar anda “propositivo” demais.

Vem fazendo sugestões de manobras que o governo pode usar para barrar projetos que não lhe interessam  e até discorre sobre normas regimentais que podem auxiliar na articulação da base no Congresso. Foi assim na última reunião do conselho político da presidente Dilma, de acordo com quem estava presente no encontro.

Por via das dúvidas, o governo prefere mesmo manter o pé atrás. Mas também não reclama do descanso.

Leia também: ‘Está havendo muito mais diálogo na base’, diz Eduardo Cunha

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 2 de outubro de 2013 Partidos | 15:00

PROS já fala em atrair quase 30 deputados federais

Compartilhe: Twitter
Eurípedes Junior, fundador do PROS

Eurípedes Junior, fundador do PROS

A cúpula do PROS se reuniu ontem à noite num apartamento em Brasília e convidou parlamentares de todos os partidos para conversar sobre os primeiros passos da nova legenda. Apareceram por lá dezenas de deputados – principalmente integrantes do chamado “baixo clero” – e também alguns senadores.

Entre uma conversa e outra, o que se dizia era que a nova sigla, que já declarou fidelidade ao Palácio do Planalto, deve fechar esta semana com uma bancada de 28 deputados federais. O plano é passar o Solidariedade do deputado Paulo Pereira da Silva (SP).

Saiba mais: PROS nasce evangélico e fiel ao Planalto

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 30 de setembro de 2013 Congresso | 18:00

Planalto prevê calmaria na apreciação de vetos

Compartilhe: Twitter

O Palácio do Planalto anda difundido por todos os lados a avaliação de que a articulação política parece mesmo ter entrado em fase de calmaria. O termômetro seria a apreciação de vetos presidenciais no Congresso.

Segundo informações levadas por líderes governistas à presidente Dilma Rousseff, não há nada previsto para as próximas votações que seja motivo de preocupação para o governo.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 7 de agosto de 2013 Congresso | 06:00

Até no PT torcida é forte pela aprovação do Orçamento impositivo

Compartilhe: Twitter

Até mesmo no partido da presidente Dilma Rousseff, há deputados de sobra fazendo cara feia para votar contra o chamado Orçamento impositivo, que tira do Planalto autonomia na execução de emendas parlamentares. Mais do que isso, mesmo entre os que prometem seguir fielmente a orientação do governo, o que não falta é torcida pela aprovação. Ontem, enquanto líderes negociavam a pauta de votações, um petista resumiu o sentimento: disse que “todo deputado em sã consciência é favorável” à medida.

O governo está ciente há muito tempo de que dificilmente conseguirá segurar a mudança nas regras. Semanas antes do recesso, do qual os parlamentares retornaram nesta semana, a ministra Ideli Salvatti, das Relações Institucionais, conversou com líderes no Congresso justamente sobre este assunto. Ouviu sem rodeios que até mesmo no PT havia vários deputados favoráveis à proposta.

Ainda assim, o que se esperava era que o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), aguardasse ao menos alguns dias para colocar o assunto em votação. Até para retribuir o “gesto” feito pela presidente no dia anterior, de pedir uma “trégua” aos líderes partidários.

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 6 de agosto de 2013 Congresso | 14:28

‘O que eles querem é emenda impositiva’, reage líder do PT na Câmara

Compartilhe: Twitter
(Foto: Agência Câmara)

(Foto: Agência Câmara)

O líder do PT na Câmara, José Guimarães (CE), corre na tarde desta terça-feira para tentar construir um entendimento em seu partido em relação ao projeto do chamado Orçamento impositivo.

Leia também:  Com Orçamento impositivo, base tenta ampliar independência

Ele reagiu ao fato de o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), ter decidido pautar o tema já para esta quarta-feira, em vez de empurrar a votação para a próxima semana. E prometeu apresentar um texto alternativo sobre o assunto.

“Nós fizemos de tudo para pedir um tempo mínimo para construir um entendimento. O que estão querendo não é Orçamento impositivo, como dizem. O que eles querem é emenda impositiva”, reagiu o líder petista, em conversa com o Poder Online.

 

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última