Publicidade

Posts com a Tag Blocão

terça-feira, 27 de maio de 2014 Governo | 17:42

Ala do PMDB usa jantar para constranger Dilma

Compartilhe: Twitter
Governador Silval Barbosa (PMDB). Foto: Edson Rodrigues/ Secom MT

Governador Silval Barbosa (PMDB). Foto: Edson Rodrigues/ Secom MT

Integrantes da bancada peemedebista na Câmara fizeram questão de espalhar um clima de constrangimento sobre o jantar que a presidente Dilma Rousseff terá nesta terça-feira (27) com governadores, prefeitos, candidatos e líderes do PMDB no Palácio do Jaburu.

Leia mais: Operação da PF no Mato Grosso põe em risco aliança do PT com PMDB

Um dos integrantes do chamado blocão, que não foi convidado para o jantar, se disse ansioso para saber como o governador do Mato Grosso, Silval Barbosa, será recebido por Dilma.

Barbosa é um dos alvos de investigação da Polícia Federal na operação Ararath. Ele chegou a ser detido na semana passada por porte ilegal de arma, mas saiu perante pagamento de fiança.

 

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 6 de maio de 2014 Congresso | 08:00

Remanescentes do blocão prometem insistir por CPI mista sobre Petrobras

Compartilhe: Twitter
Líder do PSC na Câmara, André Moura (SE). Foto: Divulgação

Líder do PSC na Câmara, André Moura (SE). Foto: Divulgação

No tradicional almoço de terça-feira, na casa do deputado federal André Moura, líder do PSC na Câmara, os remanescentes do blocão discutirão estratégias para esta semana, em especial sobre a CPI da Petrobras.

“Amanhã vamos de novo cobrar o presidente do Senado, Renan Calheiros, para a instalação de uma Comissão Mista sobre a Petrobras”, afirmou Moura. “Queremos apenas que o Renan cumpra o regimento e que a investigação possa correr no seu curso normal. O que está havendo é um desgaste desnecessário entre as duas casas.”

Leia também: Presidente da Siemens envia carta aos deputados sobre cartel do Metrô

Além da CPI, também está na pauta a votação do piso salarial dos Agentes Comunitários de Saúde e do projeto que aumenta em 2% o repasse para o Fundo de Participação dos Municípios.

Entre as presenças confirmadas da auto-proclamada “aliança informal” estão representantes do PMDB, PR, PTB, Solidariedade e PSC.

Autor: Tags: , , , , ,

domingo, 23 de março de 2014 Congresso | 07:00

‘Nem precisa de articulação para evitar’, diz Vicentinho sobre CPI da Petrobras

Compartilhe: Twitter
Vicentinho (foto: divulgação)

Vicentinho (foto: divulgação)

Às vésperas de uma semana decisiva para o Congresso Nacional, o deputado federal Vicentinho (SP), líder do PT na Câmara, adota um discurso para lá de otimista.

Sobre a tentativa de instalar com urgência uma CPI para investigar as recentes denúncias contra a Petrobras, incluindo a compra da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, o líder petista é ousado em dizer que que “nem precisa de articulação para evitar”. “É uma tentativa eleitoreira, de desgaste. Até o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso já se posicionou contra a instalação de uma CPI, nesse momento”, diz.

A confiança do discurso de Vicentinho se estende também para a votação do Marco Civil da Internet. O petista acredita no esvaziamento do chamado Blocão e na solução da crise entre governo e base aliada. “Diria que 80% já está com a gente”, afirma ele.

Poder Online – Qual a estratégia do PT na Câmara para enfrentar a CPI da Petrobras?
Vicentinho –
Só o que existe é uma tentativa – que eu considero vã – de instalar essa CPI. Mas existe uma fila grande de CPIs para serem instaladas antes e eles não vão conseguir passar na frente. Esse pedido de urgência não tem o menor cabimento. Nem precisa de articulação para evitar. Essa história da Petrobras é um caso de oito anos atrás, que já está muito bem resolvido. É uma tentativa eleitoreira, de desgaste. Até o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso já se posicionou contra a instalação de uma CPI nesse momento. E a base também, eles já estão quase todos conosco.

A base está voltando? É o fim do blocão, então?
É a volta de quem nunca deveria ter saído, na verdade. Eu não posso te dizer quem, mas eu diria que 80% já está com a gente.

Mas essa crise ainda vai ter impacto nas eleições de 2014? A oposição vai conseguir se aproveitar disso?
Olha, eu espero que não. No Parlamento, a gente já sente que tem cada vez mais uma proximidade, prova disso é a votação do Marco Civil da Internet, na semana que vem, que já demonstra que a maioria está junta.

Como vai ser a votação de terça-feira? Tem algum artigo específico que teve de ser negociado?
A votação deve ser quase por unanimidade. Tem uma ou outra questão que ainda podem ser discutidas, como os datacenters, por exemplo. Mas da neutralidade a gente não abre mão. Existe um entendimento da importância histórica para o planeta, desse projeto, inclusive por deputados da oposição.

E com relação à Medida Provisória 627, sobre a tributação de multinacionais brasileiras no exterior, já existe algum consenso?
Ainda não. Na segunda-feira, haverá uma reunião com os técnicos das bancadas dos partidos e do Ministério da Fazenda para cristalizar bem as divergências e o entendimento do que é prioritário. A partir disso, devemos ter a votação na Comissão Especial, para depois ir ao Plenário.

A reunião da bancada do PT com o ex-presidente Lula, marcada para esta semana, pode ajudar a resolver a crise com a base aliada de uma vez por todas?
A conversa não vai mais ser nesta semana, porque o Lula terá de viajar e está muito cansado, mas pode ser na segunda-feira que vem. Será uma reunião com ele, o [Aloizio] Mercadante e o Rui Falcão. Eles acompanham melhor a conjuntura nacional e com certeza contribuirão para os posicionamentos da bancada, na Câmara. Inclusive sobre assuntos como Petrobras e as eleições de 2014, que fazem parte dessa conjuntura.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 20 de março de 2014 Congresso | 10:00

Petista cobra instalação da CPI do Metrô em São Paulo

Compartilhe: Twitter

Diante da estratégia do blocão para desgastar o Planalto por meio de convocações a ministros e representantes do governo federal ao Congresso, o deputado federal Vanderlei Siraque (PT-SP) cobrou da oposição postura semelhante no estado de São Paulo, governado pelo PSDB.

Ele chegou a cobrar essa postura do colega Vanderlei Macris (PSDB-SP). “Em São Paulo, vossa excelência não deixava nem a gente convidar um secretário”, disse.  “Aqui vocês são democráticos, mas lá são ditadores. Pega a questão do trem, do metrô:  até hoje não tem uma CPI”, disse o petista.

Assista:

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011 Congresso | 11:04

Super-Bloco ameaça destruir sonho dos nanicos na Câmara

Compartilhe: Twitter

Os líderes dos grandes e médios partidos na Câmara começaram ontem, na surdina, a recolher assinaturas de suas bancadas autorizando-os a formarem um Super-Bloco.

Trata-se de uma estratégia para forçar os partidos nanicos a respeitar o princípio da proporcionalidade, ou seja,  a cada partido um espaço na Mesa Diretora de acordo com o tamanho de sua bancada.

Por esse critério, os nanicos não têm direito a cargos na Mesa, nem presidências ou relatorias de comissões especiais. Daí porque vinham organizando um bloco parlamentar com o tamanho de um partido médio para grande, o que garantiria alguns cargos.

Mas a ameaça do tal Super-Bloco pode destruir o sonho dos nanicos. Ele seria formado no primeiro dia da legislatura e desmanchado no dia seguinte.

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011 Congresso | 10:03

Centrinho pode romper blocão com o PMDB

Compartilhe: Twitter

O líder do PTB na Câmara, Jovair Arantes (GO), afirmou ao  Poder Online que se reunirá na próxima semana com os líderes do chamado Centrinho da Câmara — PP, PR e PSC — para discutir o possível rompimento do blocão com o PMDB.

O Blocão chegou a ser anunciado em novembro do ano passado pelo PMDB, para pressionar o PT pelo revezamento entre  os dois partidos na Presidência da Câmara.

Segundo Jovair Arantes, os partidos não estão certos de que seja viável formar o Blocão com o PMDB sem gerar um cabo-de-guerra entre as legendas na Casa.

Autor: Tags: , , , , , ,

quarta-feira, 24 de novembro de 2010 Congresso | 17:30

Bloco de esquerda pode ultrapassar blocão do PMDB

Compartilhe: Twitter

Líder do PDT na Câmara, Dagoberto Nogueira (GO) afirmou que os partidos de esquerda bateram o martelo na formação de um bloco composto pelo PDT, PSB, PV, PCdoB, PRB e PMN. Mas que também estão abertos ao PT, em caso de somar forças para contrapor o blocão formado pelo PMDB com partidos da base governista.

Ao Poder Online, Dagoberto contabiliza que, se o PT entrar no “bloco de esquerda”, o grupo ultrapassa o número de deputados do blocão comandado pelo PMDB.

— A nossa aliança está feita, resta saber se o PT vai entrar. Neste caso, estando o PP realmente fora do blocão com o PMDB, o nosso grupo teria maioria. E se o PP viesse para o nosso lado, seria uma maioria esmagadora. Agora, o Vaccarezza (líder do Governo na Câmara) preferiu não sinalizar que o PT se juntaria ao bloco, até porque teríamos uma guerra aqui dentro. É melhor negociar.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

Congresso | 15:58

O cabo-de-guerra do PMDB com o PT na Câmara

Compartilhe: Twitter

O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), disse ao presidente do seu partido, Michel Temer (SP), que está disposto a entregar ao PT os primeiros dois anos de comando da Câmara, ficando para os peemedebistas a presidência da Casa nos dois últimos anos de mandato de Dilma Rousseff.

Mas Henrique Eduardo Alves só aceita o acordo se o PT assinar um documento comprometendo-se com o rodízio.

O problema é que os petistas não querem assinar, na expectativa de que a presidência do Senado também entre no rodízio — PMDB no comando agora e PT nos dois anos seguintes.

Daí o cabo de guerra entre os dois partidos.

Mas, segundo Henrique disse a Temer, se o PT não assinar o documento até o dia 1º de janeiro, ele lançará sua candidatura a presidente da Casa pelo bloco com PP, PTB, PR, etc. E aí não poderá mais voltar atrás.

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 17 de novembro de 2010 Congresso | 12:16

Cid Gomes diz que blocão do PMDB é ameaça ao governo Dilma

Compartilhe: Twitter

Do governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), ontem à noite no twitter, sobre o blocão do PMDB:

– A formação deste ‘megabloco’, melhor talvez MEDABLOCO, é uma audaciosa ameaça ao futuro governo.

Depois, em outra twittada:

– Os brasileiros de bem estão no dever de implodi-lo.

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 16 de novembro de 2010 Governo | 20:23

Tensão entre PT e PMDB pode cancelar reunião de Lula, Dilma e líderes dos partidos

Compartilhe: Twitter

Com o desconforto criado pelo PMDB ao anunciar a formação de um blocão com 199 deputados, corre o risco de ser cancelada a reunião entre líderes dos partidos, o presidente Lula e a presidenta eleita Dilma Rousseff, marcada para amanhã às 9h no Palácio do Planalto.

Até o momento, ninguém recebeu qualquer confirmação da reunião do conselho político.

Autor: Tags: , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última